Textos

O PERDÃO
            Encontrei no whatsapp um conceito publicado num vídeo, muito enxuto e pragmático, sobre o Perdão, infelizmente sem o nome da autora, e como esse conceito é da máxima utilidade, para todos nós, discípulos do Cristo, irei reproduzi-lo na íntegra.
            - Você poderia falar alguma coisa sobre o Perdão Incondicional? Seria como fazer isso com alguém, dar o Perdão Incondicional, como faríamos isso?
            - Quando a gente fala em perdão das ofensas, a gente sempre fala como se a gente tivesse fazendo um trabalho com a outra pessoa, quando na verdade, se a gente fizer um trabalho conosco mesmo, que em psicologia se chama ressignificação, que é o que? A mudança da visão que você tem de alguma coisa. Tudo pode ter aspectos diferentes. Se você muda a forma como você ver alguma coisa, como é que você faz para perdoar incondicionalmente? Simples, é não se ofender. Como é que a gente faz? Então eu faço essa pergunta: Deus perdoa? Perdoa ou não perdoa? Sim ou não? Não! Deus não perdoa, de jeito nenhum, então não adianta pedir perdão, pois Ele não perdoa. Por que é que Ele não perdoa? Porque para você perdoar, o que você precisa sentir primeiro? Se ofender! Deus se ofende? Não! Se Ele não se ofende, Ele precisa perdoar? Não! Então, segundo Francisco de Assis, a resposta para o perdão incondicional é se tornar inofendível. Trabalhar o que? A humildade. Pois normalmente quem se ofende é o egoísmo, por exemplo. Primeiro eu, depois os meus, para os outros nada. Se sair da ordem ele se ofende terrivelmente. O orgulhoso também. Você sabe o que é orgulho? As pessoas confundem muito, orgulho e vaidade, mas não são a mesma coisa. O que é orgulho? Orgulho significa: “eu sou melhor”. Então o orgulhoso acredita que ele é melhor que os outros. Não precisa os outros acreditarem nisso, ele sabe que é melhor, e é isso que importa. Então, o orgulhoso diz assim: “eu sou melhor que você”. Se vocês não acreditam, azar de vocês, eu sou melhor mesmo... Agora, a vaidade é diferente. O orgulhoso acha que é melhor, o vaidoso quer que todo mundo saiba. Se todo mundo não souber, então não adianta. Então para ele, que os outros saibam é mais importante do que ele acreditar. Para o vaidoso, parecer já é suficiente, nem precisa ser. Parece, já é melhor. Entenderam a diferença? Então, para o orgulhoso, se ele é melhor, e é o que ele acredita, qualquer momento em que você não o trate como o melhor, ele se ofende. O vaidoso, como ele espera que todos reconheçam a sua superioridade, quando alguém não reconhece, o que acontece? Ele se ofende! Então, se você não for vaidoso, não for orgulhoso e não for egoísta, você não precisa perdoar ninguém, perdão incondicional é um fato. E como você não se ofende não precisa perdoar, né? Se tomarem o seu lugar, se sentarem na sua frente, não te derem o devido valor, você não se importa, porque na verdade, nunca foi entre você e eles, sempre foi entre você e Deus. Então é com Ele que você realmente tem que tratar, não com os outros. Então, se você muda, a forma como você enxerga a si mesmo, não é tão difícil assim perdoar. Você realmente se ofendeu, por que?
            Uma boa maneira para a gente avaliar no dia quando estamos sendo egoístas, orgulhosos ou vaidosos... o perdão vem na sequência.
 
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 02/04/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Sióstio de Lapa http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr