Textos

VAMPIRO
A figura do vampiro dentro da literatura é muito estranha e atemorizante, no entanto tem um lado sedutor, cativante, hipnotizante. Possui a imortalidade se alimentando do sangue dos mortais ao longo dos séculos, alguns matando dessa forma, que pode ser rápida ou lenta, e outros, contaminando o sangue da vítima com o seu e a tornando vampiro também.
Dessa forma, o vampiro passa a ser uma desgraça para a humanidade, pois cada pessoa é simplesmente a sua refeição, a não ser que caia em sua graça e seja transformada em vampiro também.
Ao observar a situação política do Brasil atual, não deixo de fazer a comparação do corrupto com o vampiro. O corrupto também suga o sangue da nação através do desvio do suor na forma de impostos, com suas obras superfaturadas, propinas, compra de apoios políticos, etc. Ao invés cravar os caninos na jugular de cada cidadão, o corrupto é mais eficiente, com uma só canetada ele desvia o sangue dos cidadãos em turbilhões que geralmente armazena em bancos estrangeiros.
As empresas prestadoras de serviço correspondem aos caninos do corrupto. São através delas, com seus serviços superfaturados, que penetram nas veias abertas da nação.
Como o corrupto não funciona tão bem sozinho, como o vampiro, ele procura logo inocular o seu veneno em quem está próximo e hipnotizar a quem está distante com benefícios aparentes. Dessa forma, enquanto a população entra em processo degenerativo, com violência nas ruas pelo afrouxamento e desvio dos objetivos legais, morte nos hospitais por falta dos recursos públicos, falta de educação coerente e ética pela partidarização do ensino. Por outro lado, o veneno da corrupção já tem feito uma espécie de lavagem ética no cérebro dos atingidos, que vão à rua com bandeiras vermelhas e com violência em defesa dos seus ícones, tanto corrompidos como corruptores.
A Justiça que permanece sem contaminação da virulência dos corruptos é a última barreira ao avanço da peste corruptora, que engessa o país e mantem os seus cidadãos como meros fantoches produtivos, como aconteceu em Cuba e recentemente na Venezuela. Caso a barreira da Justiça seja vencida, ainda temos uma última defesa, representada pelos militares, educados desde à base para respeitar o país e o defender tantos dos inimigos externos quanto dos internos. Corresponde aos glóbulos brancos do nosso sangue, células de defesa.
Este é o quadro que observamos hoje no Brasil. O vampiro-mor foi preso, os vampiros contaminados sentem que irão ficar sem a facilidade de sugar o nosso sangue como acontecia, fazem rebuliço nas ruas, bloqueiam estradas, queimam pneus, espancam os adversários, picham suas casas, destroem seus patrimônios e constroem narrativas falsas para manter o grau de hipnose na sociedade.
Enquanto isso a população esclarecida, que não está contaminada, reza para que o sol da Justiça clareie com toda intensidade a nação e transforme em pó toda essa saga vampiresca que ainda insiste em nos ameaçar.
Vade retro satana!
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 09/04/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Sióstio de Lapa http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr