Textos

TORTURA... COMO É? PARA QUE SERVE?
            Essa prática de tortura está sendo colocada com muita ênfase no atual contexto político para “detonar” uma candidatura que o povo brasileiro identificou como sua, que não necessita ser pago para ir às ruas. Uma colega médica indignada por ver tanto ataque a um candidato que hoje representa a vontade de limpar o Brasil das iniquidades dos partidos de esquerda, construiu sua versão do que seja “tortura” para que possamos refletir.
            Médica indignada, desabafa.
            Tenho ouvido falar tanto em tortura, que tive que me manifestar! Não vivi a Ditadura, logo não comento sobre a mesma...
Mas sobre tortura, posso falar:
Tortura é ter que reanimar um paciente no chão, porque não há sequer uma maca.
Tortura é precisar de uma Tomografia de urgência e não dispor sequer de uma ultrassonografia no serviço público.
Tortura é ter que improvisar uma incubadora para um bebê prematuro, em uma caixa de sapatos.
Tortura é ter que escolher entre 2 pacientes, qual deles irá usar o único respirador disponível.
Tortura é precisar prescrever um medicamento, ouvir do doente que não tem dinheiro pra comprar e saber que na rede pública, também não há o remédio e o paciente não poderá se tratar.
Tortura é chegar com um paciente grave ao hospital e não haver um leito disponível para acomodá-lo.
Tortura é ver o Governo culpar ao médico e ao corpo clínico do hospital por todas as mazelas da saúde e desviarem ainda mais dinheiro com o pretexto de trazerem médicos cubanos - como se a culpa fosse nossa.
Tortura é ver o idoso indo para a fila às 4h da manhã, ser atendido por profissionais não habilitados do Mais Médicos, enquanto os ladrões se tratam com os melhores especialistas no Sírio Libanês de SP.
Tortura é dar a alta para o paciente e o mesmo pedir para ficar, porque em casa não há comida.
Tortura é fazer um juramento no dia da nossa formatura e perceber que a corrupção no Brasil nos impede de cumpri-lo.
Se você nunca viveu este tipo de tortura e está só replicando o que leu, pare, pense e seja menos egoísta!
Chega de roubo
#ForaPT
Texto de Giselle Freihat.
Entendendo a tortura como uma forma de aplicar sofrimento extremo a uma pessoa, podemos imaginar que cada uma dessas pessoas apontada pela colega Giselle, individualmente, não estão sofrendo tortura no mesmo nível. Mas, se somarmos o pequeno sofrimento que cada cidadão em particular sofre pelos efeitos da corrupção, será que não supera em muito o que alegam ter ocorrido com algumas pessoas? Não estou querendo com este texto, sem aprofundamento nas causas e motivos, justificar a tortura ocorrida no período do regime militar. Mas não posso deixar de ver a coerência no que descreve a colega, pois os sofrimentos que ela relata também deteriora a dignidade do cidadão e pode leva-lo a morte. Também posso apontar para os corruptos e acusa-los de torturadores, de assassinos, além da simplicidade de ladrões pelos quais muitos estão presos ou com tornozeleiras eletrônicas.
Para que servia a “tortura” no período militar? Para proteger os cidadãos das armadilhas e ataques dos guerrilheiros comunistas que lutavam pela ditadura do proletariado?
Para que serve a “tortura” no regime corrupto? Para enriquecer os líderes e fortalecer a sua ideologia ao redor do mundo?
Esses são argumentos para nossa reflexão!
 
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 26/10/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr