Textos

TRÓTSKY (17) – QUE FALTA FAZ O PAI
            A cena volta a enquadrar Trótski e Natália que caminham juntos enquanto conversam.
            - N. Meu pai é um bom homem, mas é muito conservador. O que me esperava? Uma cela de ouro, um bom parceiro, uma porção de filhos... então, eu fugi. Para estudar na Europa.
            - T. Os meus também não me entendiam. É ridículo, eu já sou adulto, mas ainda quero que ele tenha orgulho de mim e me entenda.
            - N. Quando desobedecemos a nossos pais, traímos o amor deles?
            - T. Talvez. Eu sei que tenho razão, mas ainda me sinto culpado. Um paradoxo.
            Eles encontram Alexander que vem chegando em sentido contrário, em uma carruagem.
            - A. Pare! Estou interrompendo?
            - T. Nem um pouco.
            - N. Nós fomos à festa. O Leon queria conhecer a vida europeia.
            - A. Tenho uma surpresa para você, Trótski. Um presente.
            Entrega um cartão para Trótski.
            - T. O que é isso?
            - A. Um mandato para o Congresso de Bruxelas. Lenin me disse em particular que quer que você participe do conselho editorial do Iskra.
            - T. Mas eu...
            - A. Foi o que ele disse. Até logo.
            Alexander dá um toque para se retirar, Trótski fica a ler o cartão com um ar de riso, enquanto Natália também se retira.
            Chama a atenção a opinião de duas pessoas adultas, bem definidas, sobre a opinião dos pais e como se sentem em relação a isso. A confissão de Trótski que desobedeceu aos pais, por se comportar como queria, pois sabia que tinha razão, e isso ainda o fazer sentir como culpado, é um interessante paradoxo. Inconscientemente, será que ele se considera tão certo? Digo assim, pois eu, discordei e agi diferente do que meus pais queriam, mas isso nunca me deixou arrependido, culpado, mesmo sendo em questões tão sérias dentro da cultura aceita popularmente. Talvez porque, o que eu defendia e agia com coerência, estava associada a vontade de Deus que considero o Pai acima de todos os pais, assim como Francisco de Assis. Trótski não considerava este Pai.
 
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 27/01/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr