Textos

CÍRCULO DO MAL DE HITLER (10) – PLANO DE ATAQUE
Interessante procurar saber como o mal pode se desenvolver e ameaçar todos os países do mundo. O que se passou na Alemanha Nazista sob o comando de Hitler e seus asseclas, abordado pela Netflix em uma série sob o título “Hitler’s circle of evil” serve como um bom campo para nossas reflexões.
IX
Com Hess recrutando mais membros, e Rohm assegurando treinamento militar secreto, Goring está decidido a transformar a Sturmabteilung em uma milícia incrível.
Goring era um político capaz e um ótimo organizador das tropas de assalto. Ele sabia o que fazia. Mais tarde, Hitler diria: “Eu lhe dei uma multidão desgrenhada. Em pouco tempo, ele organizou uma divisão com 11 mil milicianos.”
Mas enquanto Goring, Rohm e Hess estão em ascenção, Dietrich encontra-se cada vez mais afastado do círculo de Hitler. Ele achava que Eckart tinha se tornado um risco como operador político. Ele bebia demais e tinha muitas ideias, mas pouca ação. Não era revolucionário o bastante. Hitler se cansou do seu mentor, e Eckart passou a beber mais ainda.
Eckart começou a ter dúvidas quanto a Hitler. E ele acusa Hitler de ter complexo de messias, o que é irônico. Por quê? Porque Eckart é quem procurava um messias. E lá estava um messias, mas não como Eckart gostava.
Hitler rotula Eckart de fatalista, pedante e pessimista. Eckart acabou percebendo... o que eu criei? Um monstro político que não conseguirei controlar?
Ernst Rohm também enfrenta uma crise. Começou a atrair a atenção de seus comandantes, preocupados com seu crescente envolvimento em políticas de extrema direita. Ele recebe um ultimato para escolher entre sua carreira e o Partido Nazista. Tem de escolher entre permanecer no Exército e ajudar a restaurar o Exército alemão à sua antiga grandeza, ou ficar com os nazistas. É uma decisão complicada para ele.
Por enquanto, Rohm continua a recrutar homens para sua milícia. E um jovem idealista entusiasmado chama sua atenção, o aspirante a soldado Heinrich Himmler. A conexão com Rohm dá a Himmler a chance de usar um uniforme, a ideia de ser um soldado, talvez nem tão importante, mas seria visto como soldado, era o que o atraía.
Rohm apresenta Himmler ao crescente Partido Nazista, e, em agosto de 1923, ele se torna o 14.303º membro do partido. De início, ele permanece sob a asa de Rohm. Há poucos indícios de que ele se tornará o antissemita mais mortal e temido de todos.
Os principais jogadores estão em posição. Só precisam de uma oportunidade para deixar sua marca. Eventos conspiram para ajuda-los quando a Alemanha mergulha em caos econômico devido a inflação que assola o país. Um pão passa de 165 marcos para mais de um bilhão em dez meses.
A hiperinflação de 1922 e 1923 tem um efeito profundamente traumático em muito alemães. Da noite para o dia, fortunas acumuladas não valem nada. É um ano em que os alemães não sabem o que acontecerá. Tudo desmoronaria ao redor deles? O que está acontecendo? Como tirar a Alemanha dessa crise?
O governo de Weimar tem de deixar de pagar os reembolsos aos aliados. Em retaliação, tropas francesas e belgas confiscam um dos poucos bens da Alemanha: o Ruhr, o coração industrial do país. Pela primeira vez, tropas estrangeiras estão em território soberano alemão.
Não há nada pior que ocuparem seu território. Para os alemães, um povo muito orgulhoso, isso foi um insulto e uma humilhação. Para Goring e os nazistas, isso é um chamado às armas. Agora tem-se as condições perfeitas: o colapso total da economia e a ruína das classes médias. Eles acham que é a hora certa. O ano de 1923 é o momento de dar o golpe.
Goring sabe que o tempo está passando, ele quer agir agora. A crise econômica está afetando os cofres do partido, e sua milícia SA está ficando inquieta.
26 de setembro de 1923
Para Rohm, é hora de decidir. Ele escolhe sair do Exército e apostar tudo em um golpe nazista bem-sucedido. Rohm encoraja Hitler a agir, dizendo que grande parte do exército o apoia e não atrapalhará. É um consenso, está na hora de tomar o poder. Mas como? A inspiração surge do exterior. O fascista mais bem-sucedido da Europa, Benito Mussolini, assumiu o poder na Itália meses antes. Ele conseguiu muito apoio popular e marchou em Roma com sua milícia de 30 mil homens.
Goring disse que deveria ser assim. “Não espere apoio eleitoral nem do povo. Tome o poder agora, como Mussolini fez, e depois justifique.”
O plano é dominar a Baviera primeiro, antes de marchar contra o governo nacional em Berlim. O objetivo do golpe era desafiar o governo bávaro em Munique para que isso refletisse no governo federal da Alemanha. Simples assim.
O círculo íntimo de Hitler continua a se ampliar Rohm introduz o 14.303º nazista que irá ter um papel importante na organização do grupo. Hitler conquista cada vez mais poder e influência sobre aqueles que o cercam, interessados em tomar o poder pela força das armas.
Por trás de tudo isso tem o interesse de cada um de adquirir fatia cada vez  maior de poder. Hitler consegue com seu carisma ficar acima desses interesses, mesmo de pessoas acadêmica e socialmente mais privilegiadas. Caso parecido aconteceu aqui com o ex-presidente Lula. Quando chegou ao poder começou a fletar através de propinas e facilitações com todos os setores o seu redor e que dependiam de uma canetada ou uma palavra sua para que tivessem o que desejavam. Isso desenvolvia nessas pessoas, independentes do seu grau acadêmico, eclesiástico ou jurídico, passaram a tapar os olhos a todos os mal feitos, pois deles eles também eram beneficiários. Chegaram ao ponto de negar os procedimentos jurídicos que condenaram o “chefão” em todas as instâncias.
Parece que quando se toca no núcleo instintivo da sobrevivência animal, isso se torna tão poderoso que obnubila a luz da razão e tudo pode ser feito para que aquela fonte de recursos não deixe de fluir, percebendo ou não o grau de iniquidade que eles arrastam.
 
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 05/03/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr