Textos

ORAÇÃO JUNHO 2019
Pai, deixa eu repousar em Teu colo. Sinto-me cansado, mas com tanta estrada ainda a caminhar. Sei que estás comigo e a Tua presença me alivia, encoraja, motiva... mas, sempre chega o cansaço.
Queria ficar noite e dia no caminho, dando um passo após outro, mas meu veículo corporal exige repouso, não posso ir além dos seus limites, mesmo lhe dando prazeres às vezes exagerados.
Tenho que repousar, meditar, ouvir o que queres dizer para mim. E só posso ouvir se fizer silêncio dentro de minha alma, retirar do coração e da mente todo o barulho do mundo externo, material, cheio de interesses supérfluos.
Sim, ouço a Tua voz a me advertir, que os compromissos materiais podem estar atrelados aos compromissos espirituais, que não posso procrastinar um sem ser displicente com o outro. Lembra que todos os caminhos que colocou à minha disposição estão dentro do mundo material, mesmo que tenham finalidades espirituais.
Isso funciona como uma academia, explica Ele para mim. A cada caminho que coloco a tua frente, e que você assume caminhar por ele, é como se um peso fosse colocado em suas costas. Quanto mais caminho, mais peso, mais difícil a caminhada. Mas percebas, que a escolha é tua. Se o cansaço chega, se não consegues mais ir avante, não desesperes, o tempo acolhe, refrigera, atenua, alivia e prepara para nova retomada no caminhar. Mesmo que por algum motivo não consigas mais dar um passo, pois algo interferiu fortemente nas suas condições, eu estarei presente e se for necessário poderei te levar nos braços, como já aconteceu com tantos e tantos irmãos teus.
Sentia a brisa ao redor do meu corpo, os sons da natureza, a manifestação da vida que fazia orquestra com os sons do meu coração, da minha respiração. Entendi que eu estava mergulhado em Deus, que eu fazia parte da natureza que era parte dEle, e que por mais que eu ficasse cansado ou inoperante era com Ele que eu continuava me relacionando.
Lembrei das palavras do mestre Jesus, Vós sois deuses. Tinha dificuldade de compreender essa verdade, como poderia eu ser Deus? Agora entendo melhor, que sou uma fagulha simples e ignorante, vinda da Sua origem. Assim como possuo trilhões de células em meu corpo e que algumas delas deixo cair de volta ao seio da Terra, que podem ser reprocessadas e voltarem de novo para mim, de forma inconsciente. No meu caso, devo voltar para Deus consciencialmente, pois jamais eu deixei de estar nEle e Ele em mim... assim, sei que eu estou reformulando minha consciência.
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 07/06/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve sitar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr