Textos

CORAÇÃO PRESO
Há quem exista nesta vida, eu sei
Que finge a dor que realmente tem
São os poetas do aqui e do além
E com eles um dia conversei

Disse da minha louca ilusão
De ter um mundo cheio de amor
Que cada um vivesse em esplendor
Sem nunca ter preso o coração

Responderam todos, mas, que ironia!
Pois nós tentamos a mesma fantasia
Como fantasmas vivíamos com decência

Mas tínhamos que colocar em nossos versos
Toda a tristeza de viver em dor imersos
E o coração preso nas malhas da inocência
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 07/06/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve sitar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr