Meu Diário
23/08/2017 00h49
CGH – 1º ENCONTRO: DEVERES DO AGENTE DA JUSTIÇA (PARTE 7)

            Honrar o compromisso assumido.

            Honrar seu corpo, sua mente, como primeiro templo sagrado. (Nós somos deuses para o nosso corpo, administramos centenas de vidas microscópicas através de nosso pensamento, sentimentos e comportamento).

            Preservar o tempo de qualquer intrusão. (Quer sejam físicas, emocionais ou sociais para manter o mínimo de equilíbrio frente a série de impactos que podemos sofrer).

            Aprimorar-se, esclarecer, estudar. (É o dever com o nosso espírito, aprimorar-se cada vez mais. Estudar sempre para aprender os próximos estudos que virão. Estudar, aprimorar, conflitar, é o dever de quem deseja ser um livre pensador.

            Tratar o serviço a que se dedica como o mais sagrado de todos. (Pode ser o mais simples, tratar como se fosse o mais importante de todo o universo, gostar do que faz e não fazer por obrigação).

            Não esperar algo que nunca foi prometido.

            Não aguardar milagres. (Os espíritos não vão lhe tirar das dificuldades financeiras de forma nenhuma, não vão lhe dar nenhuma benesse. Eles vão lhe dar inspiração para que você trabalhe e reconstrua sua situação).

            Entender que a cada um é dado segundo a sua necessidade e merecimento. (Mais oportunidades de crescimento e se vamos ter condições de efetivar o que nos chega como proposta).

            Diálogo do Espírito Verdade com Allan Kardec (Os espíritos nunca passam a mão na cabeça nem mentem quanto aos escolhos da jornada)

            - Não; mas a missão dos reformadores é prenhe de escolhos e perigos. Previno-te de que é rude a tua, porquanto se trata de abalar e transformar o mundo inteiro. Não suponhas que te baste publicar um livro, dois livros, dez livros, para em seguida ficares tranquilamente em casa.

            - Tens que expor a tua pessoa. Suscitarás contra ti ódios terríveis; inimigos encarniçados se conjugarão para a tua perda; ver-te-ás a braços com a malevolência, com a calúnia, com a traição, mesma dos que te parecerão mais dedicados.

            - As tuas melhores instruções serão desprezadas e falseadas; numa palavra, terás de sustentar uma luta quase contínua, com sacrifício do teu repouso, da tua tranquilidade, da tua saúde e até de tua vida, pois sem isso, viverias muito mais tempo. (Todas as pessoas que trazem evolução para a sociedade, que contribuem com o bom pensamento, passam por inúmeras dificuldades. Temos os bajuladores, os admiradores, os seguidores, os amigos, e tem aqueles outros que muitas vezes podem estar como falsos amigos. Mas os espíritos não mentem, Jesus nunca prometeu caminhos floridos e nem ruas asfaltadas. Principalmente para nós que estamos em batalha energética. Foi dito que estreito é o caminho, que apertada é a porta e poucos são os que conseguem. Isso me leva a pensar no que Jamar falou logo na fundação do Colegiado lá em Lisboa: se sobrar 20 pessoas nesse Colegiado, nos damos por satisfeito. Mas, se não tiver 20 Jamar, com 5 ganhamos a causa. Fiquem atentos, muitos de vocês que estão aqui não irão prosseguir, porque desistem, isso exige comprometimento. Não que isso que está escrito no vídeo vá acontecer com você, pois além do medo que a gente tem, nós não porfiamos na estrada das realizações superiores. A gente desiste facilmente, e aquele que desiste, não sabemos se terá nova oportunidade nessa vida).

            Porque nós não lutamos contra a carne e o sangue, mas contra os principados, as potestades, os príncipes das trevas neste século. (Somos convocados para formar o exército do Bem, uma porção de estrelas à serviço de Jesus. Fomos chamados para agir com disciplina, com ordem, com planejamento, e não agir de qualquer modo. Não estamos mais naquela época de fazer o bem sem olhar a quem. Isso é uma invenção que não existe na Bíblia. Esse terço dos homens já levanta essa crítica. Você é responsável pelo Bem que você faz, pelos recursos que você passa para frente. Então, saiba como fazer o Bem, a quem fazer o Bem, e se você realmente estar fazendo o Bem. Muitas vezes você está destruindo a pessoa e não fazendo o Bem para ela. Temos que nos unir como se fôssemos um grupo de pessoas que estão recebendo as ordens de seu General que é Jesus. Se nós trabalharmos separados não sobreviveremos. O feixe de varas pode ser vergado, mas jamais rompido. Se trabalharmos com essa disciplina que os guardiões superiores trabalham. Para cada espírito do mal, temos aproximadamente 15 nos auxiliando, para nos elevar às regiões superiores da espiritualidade, mas não aquelas regiões que a gente pensa que é todo mundo rezando, orando e cantando, passeando nos lagos maravilhosos, porque quanto mais superior o espírito, mais ele retorna para as sombras para ajudar aqueles que sofrem, ou para impedir que o mal se propague. Nós temos em torno de nós essa grande nuvem de testemunhas para que a gente possa transforma a Terra um dia, num mundo melhor, e receber os amigos das estrelas que vem ajudar a gente nesse processo de transformação. Esses amigos do espaço que já estão materializando suas luzes pelo mundo inteiro, falando conosco, estamos aqui... vós, homens, não estás sozinhos! Nós, os seus irmãos das estrelas viemos para ajudar e transformar a humanidade. Precisamos nos unir, não interessa se você é católico, protestante, espírita, umbandista, praticantes do candomblé, é hora de unirmos as nossas forças para transformar este planeta num mundo cada vez melhor. Um grande abraço e que possamos estar juntos daqui para a frente.


Publicado por Sióstio de Lapa em 23/08/2017 às 00h49
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce deve citar a autoria de Siostio de lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
22/08/2017 05h34
CGH – 1º ENCONTRO: CONSCIENTIZANDO-SE DO TRABALHO (PARTE 6)

            Uma obra que represente o trabalho dos guardiões, uma tarefa em benefício da humanidade. Sopa? Visita? Uma obra social? (Registre uma tarefa que pode ser feita em nome dos guardiões, a favor da humanidade. Posso criar um espaço universitário em que busque a verdade como forma de ajustar o comportamento político e social aos ensinamentos do Cristo).

            Qual o seu desafio em favor da comunidade em que você se insere? (Temos que estudar qual o desafio que existe ao meu redor, na família, no trabalho, no bairro... nesses desafios, o que eu posso fazer? Isso é para ter uma noção inicial com o trabalho com os guardiões. Não podemos ficar pensando em lutar desdobrado no mundo astral, com espada na mão, pulando de um prédio a outro, sem ter havido treino junto de seu entorno material. Nós não vamos ser convocados sem treinamento. Então a modificação tem que ser interna, depois dentro do meu círculo de abrangência, e aí eu posso ampliar um pouco mais. Isso é para tomarmos consciência do que podemos fazer no momento atual, com os recursos que temos, na comunidade em que vivemos).

Mantenha um olho fechado enquanto o outro está vigiando. Você nunca está só e nunca estará de férias. Você é um soldado do Bem. Jamais se esqueça disso. (Conselho de Jamar, o Guardião Planetário).

Jamais se esquecer que há sempre alguém te observando, portanto, cuidado com tuas atitudes, tuas conversas e tuas companhias. (Essa situação é que vai determinar o tipo de companhia espiritual que teremos)

“Portanto, também nós, considerando que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, desembaracemo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos está proposta...” Hebreus 12:01 (Bíblia King James atualizada). (Mensagem de Paulo que enfatiza que estamos sempre com uma nuvem de testemunhas, e que tudo está sendo registrado no mundo astral. Todas as minhas atitudes boas ou não, estão sendo observadas, por espíritos e por encarnados. Temos que ter isso bem consciente, porque isso vai determinar nossas atitudes, o tipo de amizades, o tipo de local que frequentamos. Não para nos transformar em santos de um dia para outro, nem daqui a uma eternidade ninguém será santo, porque santo é coisa difícil, é importante gente consciente, que tenha coerência. Saber que eu vou entrar num ambiente e sair sempre acompanhado, se estamos consciente disso e achamos que deve ser assim, tudo bem. Mas tem que conhecer os recursos e as consequências de suas atitudes, sabendo que estamos envolvidos por uma grande nuvem de testemunhas que nada passa despercebido.


Publicado por Sióstio de Lapa em 22/08/2017 às 05h34
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce deve citar a autoria de Siostio de lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
21/08/2017 16h27
CGH – 1º ENCONTRO: CONSCIÊNCIA DO AGENTE DE JUSTIÇA (PARTE 5)

            Compromisso com a ética, a disciplina e a humanidade. (Por que ética e não moral? Porque moral muda de acordo com as gerações, uma coisa que é proibido hoje e amanhã é permitido. A moral muda tanto quanto muda os conceitos da nossa ciência, embora no caso da ciência, ela vai avançando cada vez mais, e muitas vezes a moral é profundamente questionada porque ela paralisa e não avança. Mas a ética está presente em todo o lugar. A moral diz, isto é pecado, isto é proibido, isto é errado, cuidado com isso pois atrai obsessor, cuidado com esse comportamento que tem muito obsessor atrás de você... é uma moral, criada, manipulada pelos homens. A moral é o resultado de um ensinamento ou de uma cultura transitória, seja religiosa ou não. Mas, principalmente a moral religiosa, ela modifica, com o tempo ela modifica. Antigamente a jovem filha quando engravidava os seus pais a expulsava de casa e ela teria que “se virar” com seu pequeno filho, geralmente se prostituía... hoje há melhor compreensão, os pais é que convidam os jovens para dormirem juntos em sua casa incentivando a responsabilidade deles nesse processo de gravidez. A ética não diz que isso é pecado, errado, proibido. A ética diz, o que você está fazendo é bom para você como espírito e como cidadão? O que você está fazendo vai prejudicar você? Ou vai prejudicar o seu próximo? O que você está fazendo, está o beneficiando em detrimento do seu próximo? Isso é ética! E a própria pessoa é quem tem que responder. Mas o compromisso com a humanidade tem que ser importante. No atual momento político muitas pessoas defendem o que foi feito no passado, pois se beneficiaram, compraram casas, carros, bens móveis e imóveis, viajaram, estavam bem de vida pois durante o governo de fulano de tal, eu cresci muito. Pode se perguntar para essa pessoa: então você foi comprado por um sistema, foi beneficiado por um sistema, logo, porque você foi beneficiado, essa forma de governo está boa. É isto? É! Mas você já pensou na nação inteira? O que é que esse tipo de administração está fazendo para a nação, o tanto de benefício ou de malefício, você colocou isso no papel? Não, nem quero olhar, pois isso é política dos contra. Ora, mas temos que olhar os prós e os contra. E vamos analisar, se eu estou defendendo é porque me beneficia, ou é porque a comunidade, a humanidade, a comunidade global está sendo beneficiada? Veja a diferença de termos a postura de ser contra ou a favor de alguma coisa porque eu estou recebendo alguma coisa ou porque não estou recebendo. Que é o que ocorre ao contrário; eu não gosto disso porque eu estou indo cada vez pior na minha vida, pior nisso, pior naquilo, e estou me prejudicando. Ora, o problema não é você, não existe só você no Brasil. Existe mais de 270 milhões de brasileiros. Então, não é você o foco da coisa. Temos que analisar a coisa pela ótica da humanidade e pode ser que eu esteja equivocado, preguiçoso, parado, sem coragem de mudar, sem ideias, sem inspiração... então não é só o sistema que é culpado, muitas coisas somos nós os culpados. É a mesma coisa de culpar o obsessor por tudo. Tem muita gente que não precisa de obsessor, ela se especializou em se autodestruir. O obsessor chega e diz, eu não vou fazer nada contra ela, essa pessoa é melhor que eu para se autodestruir. Esse trabalho não é fácil, apenas compensa).

            Compromisso com a comunidade global, a comunidade mais próxima. (O que estou fazendo dentro da comunidade que eu vivo?)

            Responsabilidade sobre a obra confiada. (O que tenho de mais marcante na minha vida, de proposta para a vida espiritual? Minha proposta de vida social? Profissional? Abramos esses três parâmetros: espiritual, profissional e social, e vejamos onde está a nossa disposição para fazer... por que eu fui convocado para trabalhar neste departamento, nesta empresa ou desta forma? Temos que construir algo, temos que melhorar o ambiente, mas o que estamos fazendo para melhorar? Será que estou acomodado? Pois, para mudar a humanidade, temos que mudar a célula que é a família, que é a profissão, e tudo isso. É uma consciência que começa do menor para o maior).

            Representantes dos guardiões no mundo. (Sabendo que você é um representante dos Guardiões da Humanidade no mundo, é mais ainda, o que você precisa saber? Qual a postura interna quando o problema bater na sua porta? Pois é muito fácil a gente dar fórmula para o outro. Será que não existe um planejamento em torno da nossa vida para nos despertar para alguma coisa? Porque as coisas são muito boas quando você tem a resposta para o outro, mas quando o problema bate à sua porta e exige de você uma postura ética e condizente com aquilo que você prega, que o que se exige de nós não é perfeição, é coerência. Coerência do seu discurso com sua atitude. E isso o Guardião precisa saber).

Justiça, paz e equidade. (Não é a justiça mundana, essa paz miraculosa de que está tudo bem, maravilhoso. A paz que Jesus traz para a gente, é uma paz muito diferente, é uma paz operosa, que você tem que trabalhar o tempo inteiro para manter essa paz porque estamos num mundo de conflitos. Não vai haver a paz de braços cruzados. Jesus morreu de braços abertos, e você quer ficar de braços cruzados? E diz que é representante dEle? Sinto muito, temos que rever. Essa é uma jornada que estamos começando agora. Temos que viver num mundo de provas e expiações fora da nossa casa, mas dentro de casa tem que ser um mundo de regeneração. Não precisamos sair da nossa rotina, de ir a balada, tomar a cerveja, o vinho, mas nós devemos fazer com moderação, com qualidade, de forma diferenciada, e as pessoas podem ficar curiosas como não ficamos bêbados como os outros. E a resposta é que temos um compromisso com o templo sagrado que é o corpo que o meu espírito habita).

Viver em paz, mas preparar-se para a batalha diária. (Se estamos na batalha temos que lembrar dos conselhos de Jamar, o Guardião: mantenha um olho fechado e outro aberto, porque você é um soldado, e soldado não dorme jamais no campo de batalha).


Publicado por Sióstio de Lapa em 21/08/2017 às 16h27
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce deve citar a autoria de Siostio de lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
20/08/2017 02h16
CGH – 1º ENCONTRO: O COLEGIADO E SEUS AGENTES (PARTE 4)

            O papel do agente da Justiça (Qual o nosso papel à medida que tomamos conhecimento dessas informações? Qual a diferença do cristianismo feito pelo apóstolo Paulo e o cristianismo de hoje? Vamos ter que estudar os livros espirituais, a Bíblia, o Livro dos Espíritos com mais profundidade)

            Compromisso espiritual e social (Não é social no sentido paternalista, no sentido de dar sopa, roupas, etc.; não, o que você está até aqui realizando na sua vida, faça a sua caminhada de espiritualidade; o que você fez de real, de benéfico para a humanidade? A comunidade na qual eu vivo? Você está estudando? Envolvido com a comunidade? idealizou alguma coisa que considera ter sido muito bem feito e isso ajudou tantas pessoas? Você está sendo um agente do bem ou você está ainda em cima do muro? E como agente do bem, qual a transformação social que você tem produzido em torno de você? Você é apenas um expectador? Fica ouvindo palestras querendo chorar, emocionado? A tarefa aqui não é emocionar as pessoas, é fazer uma proposta para sacudir e promover uma tempestade cerebral a fim de que possamos acordar, que estude, aprofunde e forme a sua própria opinião e escolha de um determinado caminho para o trabalho junto aos agentes do bem)

            Estudo e conhecimento (Até que ponto você investe no estudo, no conhecimento, que não é somente financeiro. Temos até que fazer uma diferenciação entre a palavra gasto e investimento. Um exemplo é você que está pagando para estar neste curso, escolhido com este formato para ser um fator educativo. Não tem aquela perspectiva que tudo deve ser de graça. Lembrar que Kardec cobrava para participar das reuniões mediúnicas. Temos que despertar na pessoa o senso de responsabilidade e que ela deve investir naquilo que acha importante e que é bom para ela, por mínimo que seja. Quanto você tem investido em livros? Em cursos de aperfeiçoamento? Mas, devemos ter muito cuidado, pois um burro cheio de livros, é um burro do mesmo jeito. Você tem conhecimento que produza modificações no seu entorno? Na sua comunidade? na forma de você tratar as pessoas? De tratar a sua família e na forma da sua família lhe ver? Qual o seu papel como agente da Justiça? Cala frente aos descalabros que ouve e ver? Ou toma a tocha da liberdade, da fraternidade e vai para as ruas gritar pelo bem, pela causa do Cristo? Porque geralmente só ficamos em frente à televisão e não vamos lutar pelo que é bom. Porque temos medo da pedrada chegar até nós. Tem gente que pergunta assim: se eu aderir ao colegiado, corro o risco de morrer, de ser vítima de obsessão? Corre! Corremos o risco de morrer se atravessarmos a rua de bicicleta ou a pé; pegando um avião para qualquer lugar do mundo. Todo mundo corre risco, se tivéssemos que dar foco ao medo, não teríamos nascido, teríamos abandonado o corpo já no útero materno, porque nascer já é um grande risco)

            Comprometimento com os Guardiões Superiores (Além dos espíritos familiares que são os nossos mentores, vamos ter dois guardiões ao nosso lado, a partir do ingresso neste Colegiado, mas para que eles permaneçam você tem que responder qual o grau de comprometimento que você quer com os Guardiões da Humanidade. Você não está trabalhando agora com espíritos que dependem que você dê para eles alguma coisa em troca, seja uma vela, seja uma cachaça, seja um ebó, seja uma pajelança, seja uma erva... não! Espírito Guardião Superior não precisa disso. Mesmo os chamados exus, que são os exus de linha, não precisam disso. Dependente da resposta, é o grau de envolvimento dos espíritos com você. Deus nos ajuda, na mesma medida que nós permitimos ser ajudados. E permitir significa está disposto a fazer uma revolução na sua vida. Uma mudança estratégica. Está na hora de colocar tudo no papel. Colocar tudo o que você faz, o que gosta de fazer, o que pretende fazer; o que é que eu gasto na minha vida de tempo, de talento, de dinheiro, de desperdício... anote tudo! Tentar simplificar tudo isso, ao máximo, senão você não vai sobreviver, porque estamos em era de crise espiritual. A crise não é financeira, é de ordem espiritual. Está tocando todos nós, a forma de nos relacionar com a espiritualidade).

            Se você pudesse ver a defesa que existe em seu favor (Quanto maior o grau de comprometimento com as forças do bem, mais seremos atacados pelas forças do mal, porém mais proteção das forças do bem iremos ter).


Publicado por Sióstio de Lapa em 20/08/2017 às 02h16
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce deve citar a autoria de Siostio de lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
19/08/2017 23h59
AMA-PM – REFLEXÃO E ATA (09-08-17) – TEMPO DE CONFIANÇA

“E disse-lhes: onde está a vossa fé?” – (Lucas, 8:25)

            A tempestade estabelecera a perturbação no ânimo dos discípulos mais fortes. Desorientados, ante a fúria dos elementos, socorrem-se de Jesus, em altos brados.

            Atende-os os Mestre, mas pergunta depois:

            - Onde está a vossa fé?

            O quadro sugere ponderações de vasto alcance. A interrogação de Jesus indica claramente a necessidade de manutenção da confiança, quando tudo parece obscuro e perdido. Em tais circunstâncias, surge a ocasião da fé, no tempo que lhe é próprio.

            Se há ensejo para trabalho e descanso, plantio e colheita, revelar-se-á igualmente a confiança na hora adequada.

            Ninguém exercitará otimismo, quando todas as situações se conjugam para o bem estar. É difícil demonstrar-se amizade nos momentos felizes.

            Aguardem os discípulos, naturalmente, oportunidades de luta maior, em que necessitarão aplicar mais extensa e intensivamente os ensinos do Senhor. Sem isso seria impossível aferir valores.

            Na atualidade dolorosa, inúmeros companheiros invocam a cooperação direta do Cristo. E o socorro vem sempre, porque é infinita a misericórdia celestial, mas vencida a dificuldade, esperem a indagação:

            - Onde está a vossa fé?

            E outros obstáculos sobreviverão, até que o discípulo aprenda a dominar-se, a educar-se e a vencer, serenamente, com as lições recebidas.

ATA

            As 19h, na garagem da casa de Paulo, foi feita mais uma reunião da AMA-PM com a presença das seguintes pessoas: 01. Paulo; 02. Edinólia; 03. Luci; 04. Washington; 05. Antônio; 06. Francisco; 07. Nivaldo; 08. Jackeline; e 09. Márcia. Após os 30 minutos iniciais de conversa livre, foi lido o preâmbulo Espiritual com o título “Entra e Coopera” e em seguida foi lida a ata da reunião anterior que foi aprovada por todos sem alterações. Foi discutido a questão do Posto Comunitário que foi deslocado para outra comunidade e trouxe dificuldades para os moradores. Está marcada uma audiência pública na Câmara Municipal promovida pelo Vereador Lucena para discutir a questão junto ao poder público e os moradores dos bairros prejudicados. Foram apontadas três providências a ser realizadas referentes ao Posto: 1º) Fazer um folder colocando os horários de funcionamento do posto; 2º) Definir uma pessoa para marcar a consulta na comunidade, com um local e horário predeterminados; e 3º) Indicar um representante da comunidade para compor o Conselho de Saúde através de eleição. Márcia também fala da Festa de Santana que teve resultado financeiro positivo, mas que poderia ser melhor de tivesse maior engajamento da comunidade. Edinólia comunica que realizará na próxima terça feira no HUOL a prestação de contas do mês de julho. Jaqueline informa que está vendendo cartelas de rifa para conseguir abrir o Clube de Mães no bairro. As 20h30 a reunião foi encerrada, Paulo conduziu a oração ao Pai e todos posamos para a foto oficial.


Publicado por Sióstio de Lapa em 19/08/2017 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce deve citar a autoria de Siostio de lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 1 de 412 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr