Meu Diário
02/06/2018 00h01
PERDIDO NO VAZIO

            Quando o amor surge em nossos corações, o corpo e mente fica encantado com a pessoa que realizou nossos mais belos sonhos. Mesmo que essa pessoa esteja distante dos nossos olhos, o pensamento sempre está junto dela.

            Mas, estamos neste mundo sujeitos à acidentes a qualquer momento, que pode nos ferir e deixar sequelas no corpo e na alma. As sequelas do coração abandonado, quando se sentia apaixonado, são as mais dolorosas, principalmente quando é o primeiro amor. Sente-se a vida chegando ao fim, sozinho, olhos tristes fitando o vazio, sem a percepção das formas, as lágrimas rolando.

            Os dias podem ser lindos, com sol brilhando, pássaros cantando, tanta coisa sendo oferecida ao redor e não se consegue perceber; a memória só faz lembrar, o que antes existia e hoje não sabe para onde vai, de onde veio, o que será...

             A história parece que chegou ao fim, os sonhos se apagaram, não existe mais ninguém significativo no planeta.

Assim sou eu. Parece que sou vítima de um sortilégio, de um feitiço, de um veneno que corre em minhas veias sem antídoto, que nada existe no mundo sem a presença daquela que agora não existe para mim.

            Perdi a pessoa que nasceu só para mim, murmura para dentro o meu coração; que era a pessoa mais diferente de todas que já existiu, e que não adianta gritar que estou tão só, que não adianta revelar a intensidade do meu amor, de mostrar os meus olhos vermelhos e inundados, nada disso faz eco no coração de quem já desapareceu na linha do horizonte, que meus olhos não alcançam e que a meu coração não acalenta.

            Não sabia que o preço do amor que eu sentia seria tão forte dor, mas fico a pensar... será que não é melhor sentir tudo que estou sentindo do que nunca ter conhecido e sentido toda a dimensão do amor que você me ensinou a gozar? Não importa que estejas agora ao lado de outra pessoa, que talvez digas para ela o que dizias para mim, talvez com o sentido de enganar como as vezes chego a pensar que fui.

Talvez beijando outros da forma que me beijava, fazendo vingar sonhos contigo para o agora e por toda a vida, como aconteceu comigo ontem e hoje tenho o pensamento centrado em ti somente, querendo ser só teu eternamente, como se esse maior castigo fosse o meu maior desejo, vivendo sempre assim, junto de ti, amando até o fim, a fada de meus sonhos, a carcereira de minha alma...

            Não penso em te devolver nada que tenho comigo e que lembra o nosso amor, que lembra a sua presença, os seus sentimentos: as suas cartas, e-mails, fotos, tudo agora faz parte do meu tesouro, que alimenta os meus olhos e faz respirar o meu coração. Quero guardar tudo isso como lembranças de um passado que o presente não pode alcançar nem o futuro almejar... mesmo que aumente o meu padecer, quero ficar agora ao lado da saudade, mesmo que ela seja o meu carrasco e amargure para sempre o meu viver.

            Jamais quero pensar que você seja falsa, frívola ou mesmo doida por ter sentido o que eu sentia e mesmo assim abandonado, dizendo que o nosso amor não iria durar e antes que ele acabasse terias que partir para nunca mais voltar, que não podias conviver com o medo do que poderia sofrer no futuro, e assim antecipou o sofrimento tão forte no presente, que talvez nunca viesse no futuro.

            Mas, o meu coração encantado, no meio do incêndio das emoções, reza para que tenhas tido sucesso na empreitada, que o teu coração não sofra assim tanto como o meu, e que nunca deixe de se apaixonar por outra pessoa, pois isso é dom divino. Também não quero que saibas que levastes contigo este meu dom divino, que agora me encontro cego sem ver ninguém a quem possa amar... não quero que o remorso seja a causa de perderes o caminho do Amor, como agora estou perdido!


Publicado por Sióstio de Lapa em 02/06/2018 às 00h01
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Sióstio de Lapa http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
01/06/2018 02h24
ORAÇÃO JUNHO 2018

            Pai, o mundo está acelerado, as forças do egoísmo que geram as ações do mal parece que cobrem todo o planeta.

            Estou aqui na Terra, conforme a Tua vontade, num País escolhido para ser o coração do mundo e a pátria do Evangelho, e também sentindo com a intuição a missão que colocastes para mim.

            São tantas coisas que sinto colocadas na minha frente como caminhos que devo seguir, procurando sempre aquele que mais sintonia faça contigo.

            Não posso errar, não posso ter medo de entrar pelo caminho no qual identifico a Tua vontade, mesmo que possa ir de encontro à lógica material, aos interesses financeiros, políticos, acadêmicos e religiosos.

            Às vezes eu vejo o caminho sendo delineado, as condições se formando para onde eu deva seguir e o coração fica apertado pelo medo, pela dimensão do trabalho a ser feito em tal seara; que poderei não ter forças, que poderei perder a minha sanidade... mas não posso recuar, não posso deixar de ficar sintonizado contigo, Pai, mas posso ficar paralisado, atemorizado, e por isso, Pai, mais uma vez de peço aquilo que não consigo alcançar sozinho: sabedoria para não entrar em falsos caminhos e coragem para não ficar paralisado sem coragem para ir adiante.

            Sei que o conteúdo mais forte da minha missão é a prática do Amor Incondicional, é semear as lições do Evangelho em todas as direções, não importa o tipo de terreno em que sejam jogadas essas sementes... mesmo que isso me traga consequências negativas para o meu Ego, para o meu bem estar físico, que eu seja jogado dentro da solidão pelo grau de incompreensão que seja formado a respeito de meus atos...

            Pai, também quero te pedir desculpas por não falar com tanta frequência contigo, mesmo Te percebendo sempre ao meu lado. É uma coisa um tanto paradoxal, Te sentir tão perto de mim, saber que todo podes me oferecer e que se for útil para mim, eu sei que Tu me darás logo que seja conveniente, mas não tenho contigo essa conversa.

            Felizmente tenho este momento, enquadrado nas minhas responsabilidades que tenho contigo de me tornar transparente e deixar os meus pensamento e o registro de meus atos como lições, tipo cobaia, para os leitores que tenham a oportunidade de me lerem. Então, aqui deve surgir todas essas considerações para contigo, Pai, de escrever aqui o que já sabes de mim, de pedir aqui o que já sabes que eu tenho necessidade, mas parece que é assim que deve ser...

            Até julho, Pai, se por acaso ou deficiência eu não falar mais contigo durante este mês.  


Publicado por Sióstio de Lapa em 01/06/2018 às 02h24
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Sióstio de Lapa http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
31/05/2018 23h59
DECEPÇÃO

            Uma colega decepcionada com o rumo das movimentações populares em apoio a Greve dos Caminhoneiros, postou o seguinte texto que serve para nossa reflexão.

            Legal, o povo aceitou um governo ficar, com apenas 3% de aprovação, que foi capaz de acabar com uma greve que paralisou o País, com apoio dos militares covardes, que não se sentiram pressionados pela população que aprovou em 87%, mas em cima de seus sofás. Esse tipo de apoio é um apoio covarde.

            A oportunidade de colocar o governo em cheque acabou ontem, se nós tivéssemos nos mexido e nos juntássemos aos caminhoneiros... mas o comodismo venceu... eu fui, lutei até ser puxada pelos braços e arrastada...

            Eu luto pelo meu País. Sozinha, muito pouco posso fazer... chamei os grupos, pedi, implorei que fôssemos engrossar o movimento... não quiseram enxergar o momento, que não mais se repetirá, podem ter certeza.

            Ponto para o governo, ponto para o Foro de São Paulo. Enquanto não tivermos a noção de união, da necessidade de nos unirmos pelo bem comum, de nos levantarmos do sofá e enfrentarmos quem quer nos destruir (porque é o que eles querem) perderemos batalha por batalha, até perdermos a guerra...

            Confesso minha tristeza, decepção, frustração, e porque não dizer, raiva... raiva do espaço que dão ao comodismo, a falta de amor, do sentimento de cidadania...

            O que eu vejo é que não querem abrir mão de nada: do seu lazer, do conforto de casa, da rotina, de um expediente, nada em absoluto... querem o bônus, mas nada de ônus...

            Temer e sua quadrilha estão dando gargalhadas às nossas custas. Teve aumento de gasolina domingo passado e já vem outro... o gás vai a 90,00 reais, por enquanto... mas para que lutar?? Deixa Temer fazer o que quer até dezembro... tá tão pertinho... prá que pedir intervenção??? Queremos a Democracia (essa que aí está: dos roubos, dos impostos cada vez mais pesados)... só pensam o Militar como torturadores (foi assim que professores de história esquerdistas nos ensinaram), não atinam para o fato de que foi o período de maior crescimento que este País já teve. Em 20 anos saímos da 49ª economia para a 7ª! Havia segurança e cidadania. Nas escolas nos ensinavam que você é dono do seu País... que aqui não é terra da mãe Joana, que há lei e que a lei é para todos e para ser cumprida, até mesmo por gestores...

            Mas nem nisso nos unimos. Não enxergam que não há mais muita opção, que estamos a passos largos para o Comunismo...

            Pergunto: cadê os “médicos cubanos” ??? (asseguro-lhes que não são médicos). Não se acha mais nenhum! E não saíram do País... podem constatar por si mesmos... perguntem nos postos, nos interiores... onde acham que eles estão? Fazendo o que?

            Acrescentem o contrabando de armas e a imigração descontrolada que foi aprovada pela lei da imigração... mas, está tudo bem... Olavo de Carvalho disse que o brasileiro não é cidadão, é expectador. Cidadão luta por seu País, espectador só assiste. Vamos continuar assistindo a tudo...

            Acredito que estou sendo a chata do grupo... acho que estou destoando... e não são essas as minhas intenções... então acho que é hora de eu dar sossego a quem o quer...

            Desculpem-me qualquer mal traçada linha... estou a disposição de vocês no privado. Até mais.

            Percebemos que ela deixou o grupo que participava cheia de revolta para não sentir ao lado dela os companheiros que poderiam da apoio ao movimento grevista. Mas como fazer isso se é necessário uma sensibilização maciça da população, como aconteceu nos primeiros movimentos populares pedindo o impeachment da presidente? E se o atual presidente caísse com esse movimento paredista, que assumisse iria ser melhor? Sem falar dos militares que ainda não estão preparados para assumir o comando do País.

            Acredito que devemos ter mais calma e tentar organizar uma estratégia mais segura para nos livrarmos da ameaça comunista/socialista que ainda continua o seu espectro a asfixiar nossa liberdade.


Publicado por Sióstio de Lapa em 31/05/2018 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Sióstio de Lapa http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
30/05/2018 23h22
(CRUZADA 42) – SOFRIMENTOS NA MEDIUNIDADE

            O médium é uma pessoa que desenvolveu, por algum mecanismo ainda não bem conhecido, a capacidade de se conectar com o mundo espiritual, com as personalidades que passaram pela Terra e voltaram ao lar principal. Possuem uma espécie de antena para a percepção e registros que são ignorados pela maioria da população. Esses registros podem ser de natureza angustiosa, de temores e inquietações, conforme o estado psíquico de quem os emite.

            O conhecimento atual que estamos desenvolvendo sobre essa aptidão psíquica da mediunidade, envolve o cérebro, a glândula pineal e os chacras frontal e coronário. O funcionamento dessas estruturas sob o protagonismo do Espírito gera a mente inferior que mantém a conexão por canal mental com a mente superior, onde se localiza o Eu espiritual.

            Quando o médium está em atividade, que percebe os sentimentos e emoções dos seres desencarnados, pode sentir medos injustificados ou um tipo de isolamento afetivo, que era característica do ser espiritual que fez comunicação consigo.

            Podemos fazer uma comparação entre o trabalho que fazemos aqui, no mundo material, com aquele realizado no mundo espiritual. No mundo material temos o serviço espalhado nas diversas profissões, médico, enfermeiro, assistente social, servente, etc. no Centro Espírita também temos uma divisão de tarefas, palestrantes, diálogo fraterno, passista, dirigente, etc.

            Como em qualquer serviço, também vamos observar as consequências do que fazemos. No Hospital devemos ter cuidado com as infecções, com o lixo hospitalar; no Centro Espírita devemos ter cuidado com os espíritos obsessores, falsificadores, que trazem seus miasma para a nossa mente. Vamos verificar que de um lado ou do outro, iremos participar do suor do serviço que executamos, experimentar o esforço do auxílio que oferecemos, e sintonizar nas faixas do ser amado, sentindo a mesma vibração que ele sente (empatia).

            Em função dessas dificuldades e sofrimentos no trabalhos espiritual, surgem alguns mitos. Pensam alguns que as tarefas mediúnicas desenvolve psicose nos médiuns, que as desobsessões libertam os doentes mas adoece os médiuns. Até mesmo imaginam que os médiuns operantes no intercâmbio com desencarnados em lamentável estado, conservam os trejeitos e desequilíbrios dessas almas, tornando-se exóticos.

            O conhecimento deve ser adquirido como forma de prevenção aos desequilíbrios. Deve ser estudada a doutrina que o médium professa, conhecer os antídotos preventivos (orações), e saber dos medicamentos para manter o equilíbrio (servir ao próximo).

            Os médiuns também podem entrar em desalinho mental, e tendo o conhecimento da doutrina espírita, isso muito contribuirá para a percepção do lar-escola, do hospital-escola, e até do santuário-escola.

            Para estar habilitado ao serviço espiritual com a mediunidade, é preciso que pratique exercícios morais (falar sempre a verdade, por exemplo), estudos metódicos, serviços de amor e mediunidade socorrista.

            Lembremos das lições de Jesus, considerado o médium de Deus: mostrou vários exemplos de desobsessão, inclusive uma legião de espíritos que Ele fez que entrassem nos porcos e se jogassem no mar. Também há registros da conversa dEle com os espíritos de escol do mundo espiritual, como Moisés e Elias.

            Tudo isso nos mostra que somos cidadãos de dois mundos, o material e o espiritual, apesar de quando estamos encarnados no mundo físico, percamos a memória do conjunto, como acontece quando dormimos e não sabemos do que acontece na vigília.


Publicado por Sióstio de Lapa em 30/05/2018 às 23h22
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Sióstio de Lapa http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
29/05/2018 23h59
TEORIA DAS ALMAS GÊMEAS

            Tenho dúvidas quanto à existência das almas gêmeas. Um texto de autoria de Emmanuel/Chico Xavier, vem alimentar as minhas reflexões, pela autoridade espiritual de ambos personagens.

            Será uma verdade a teoria das almas gêmeas? ...

            No sagrado mistério da vida, cada coração possui no Infinito a alma gêmea da sua, companheira divina para a viagem à gloriosa imortalidade.

            Criadas umas para as outras, as almas gêmeas se buscam, sempre que separadas. A união perene é-lhes a aspiração suprema e indefinível. Milhares de seres, se transviados no crime ou na inconsciência, experimentaram a separação das almas que os sustentam, como a provação mais ríspida e dolorosa, e, no drama das existências mais obscuras, vemos sempre a atração eterna das almas que se amam mais intimamente, envolvendo umas para as outras num turbilhão de ansiedades angustiosas; atração que é superior a todas as expressões convencionais da vida terrestre. Quando se encontram no acervo real para os seus corações – a da ventura de sua união pela qual não trocariam todos os impérios do mundo, e a única amargura que lhes empana a alegria é a perspectiva de uma nova separação pela morte, perspectiva essa que a luz da Nova Revelação veio dissipar, descerrando para todos os espíritos, amantes do bem e da verdade, os horizontes eternos da vida.

            A atração das almas gêmeas é traço característico de todos os planos na Terra? ...

            O Universo é o plano infinito que o pensamento divino povoou de ilimitadas e intraduzíveis belezas. Para todos nós, o primeiro instante da criação do ser está mergulhado num suave mistério, assim como também a atração profunda e inexplicável que arrasta uma alma para outra, no instituto dos trabalhos, das experiência e das provas, no caminho infinito do Tempo

            A ligação das almas gêmeas repousa, para o nosso conhecimento relativo, nos desígnios divinos, insondáveis na sua sagrada origem, constituindo a fonte vital do interesse das criaturas para as edificações da vida. Separadas ou unidas nas experiências do mundo, as almas caminham, ansiosas, pela união e pela harmonia supremas, até que se integrem, no plano espiritual, onde se reúnem para sempre na mais sublime expressão de amor divino, finalidades profundas de todas as cogitações do ser, no Dédalo do destino.

            A união das almas gêmeas pode constituir restrição ao amor universal?

            O amor das almas gêmeas não pode efetuar semelhante restrição, porquanto, atingida a culminância evolutiva, todas as expressões afetivas se irmanam na conquista do amor divino. O amor das almas gêmeas, em suma, é aquele que o Espírito, um dia, sentirá pela Humanidade inteira.

            Perante a teoria das almas gêmeas, como esclarecer a situação dos viúvos que procuram novas uniões matrimoniais, alegando a felicidade encontrada no lar primitivo?

            Não devemos esquecer que a Terra ainda é uma escola de lutas regeneradoras ou expiatórias, onde o homem pode consorciar-se várias vezes, sem que a sua união matrimonial se efetue com a alma gêmea da sua, muitas vezes distante da esfera material.

            A criatura transviada, até que se espiritualize para a compreensão desses laços sublimes, está submetida, no mapa de suas provações, a tais experiências, por vezes pesadas e dolorosas. A situação de inquietude e subversão de valores na alma humana justifica essa provação terrestre, caracterizada pela distância dos Espíritos amados, que se encontram num plano de compreensão superior, os quais, longe de desdenharem as boas experiências dos companheiros de seus afetos, buscam facultar-lhes com a máxima dedicação, de modo a facilitar o seu avanço direto às mais elevadas conquistas espirituais.

            Os Espíritos evoluídos, pelo fato de deixarem algum amado na Terra, ficam ligados ao planeta pelos laços da saudade?

            Os Espíritos superiores não ficam propriamente ligados ao orbe terreno, mas não perdem o interesse afetivo pelos seres amados que deixaram no mundo, pelos quais trabalham com ardor, impulsionando-os na estrada das lutas redentoras, em busca das culminâncias da perfeição.

            A saudade, nessas almas santificadas e puras, é muito mais sublime e mais forte, por nascer de uma sensibilidade superior, salientando-se que, convertida num interesse divino, opera as grandes abnegações do Céu, que seguem os passos vacilantes do Espírito encarnado, através de sua peregrinação expiatória ou redentora na face da Terra.

            Somente pela prece a alma encarnada pode auxiliar um Espírito bem-amado que a antecedeu na jornada do túmulo?

            A oração coopera eficazmente em favor do que partiu, muitas vezes com o espírito emaranhado na rede das ilusões da existência material. Todavia, o coração amigo que ficou aí no mundo, pela vibração silenciosa e pelo desejo perseverante de ser útil ao companheiro que o precedeu na sepultura, para os movimentos de vida, nos momentos de repouso do corpo, em que a alma evoluída pode gozar de relativa liberdade, pode encontrar o Espírito sofredor ou errante do amigo desencarnado, despertar-lhe a vontade no cumprimento do dever, bem como orientá-lo sobre a realidade nova, sem que a sua memória corporal registre o acontecimento na vigília comum. Daí nasce à afirmativa de que somente o amor pode atravessar o abismo da morte.

            Esse texto traz informações que me levam a refletir de outra maneira. Penso que as almas gêmeas não existem, que cada um deve fazer um esforço próprio para a sua evolução espiritual, sem ter a noção ou a expectativa desse acoplamento com uma alma gêmea.

            Existe uma área de conflito, pois entendo que Deus haja criado os espíritos simples e ignorantes, e a ideia da alma gêmea parece trazer uma incoerência; o espírito não seria mais simples, estaria associado a outro espírito, que deveria busca-lo nos longos caminhos da evolução.

            Também entendo que isso deve ser mais aplicado no mundo espiritual, onde não haja a influência sexual, como acontece aqui no mundo material, onde a alma gêmea tem a conotação de sexo oposto para uma simbiose completa, física e espiritual.

            Enfim, o texto mostra a nossa ignorância universal, inclusive neste campo da teoria das almas gêmeas. A atitude mais coerente é ficarmos atentos para novas informações que devem surgir para que possamos reforçar uma ou outra posição, e se formos indagados sobre essa questão, dizermos que estamos ainda estudando para a tomada de uma posição definitiva, mesmo que nossa tendência atual seja tal ou qual, como a minha que é pela inexistência da alma gêmea.

Isso não implica que não possamos encontrar almas bastante sintonizadas com a nossa, mas que não chega aos 100%, como é o que fica implícito com a alma gêmea.


Publicado por Sióstio de Lapa em 29/05/2018 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Sióstio de Lapa http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 11 de 478 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr