Meu Diário
28/11/2019 07h13
GUERRA DE NARRATIVAS

            É fato observado por todos aqueles que possuem um olhar crítico sobre as narrativas dos fatos que acontecem ao nosso redor, que as principais redes de comunicação, a grande mídia, faz um ataque constante ao governo Bolsonaro. Deixa de noticiar os diversos pontos positivos do governo e dá um destaque exagerado aos pontos negativos, alguns deles baseados em fake news. Ignoram que este governo foi eleito pela massa crítica deste país, cansado da corrupção que infestou todos os níveis da administração pública, e cuja única voz que protestava contra isso, ao longo do tempo, dentro da casa que mais se envolvia com as estratégias da corrução, sem se deixar corromper, foi sempre a voz do Deputado Jair Bolsonaro. Portanto, o “milagre” da sua eleição, sem nenhum dos apoios que sempre elegiam os candidatos para manterem o status quo da corrupção, é explicado dessa forma.

            Fica claro também, que todas as forças que atuam agora na desestabilização do governo que mantém com firmeza o compromisso de campanha de não se envolver com as iniquidades do passado, são forças que deveriam ou devem estar comprometidas ainda com essas iniquidades. Entendam as empresas de comunicação que a massa pensante que elegeu o presidente Bolsonaro, continua pensando. Somos milhões neste país que torce pelo sucesso do governo, da recuperação de sua base administrativa honesta e competente. Não são falsas narrativas desconectadas da realidade que irão formar uma falsa opinião em nossa consciência. Pelo contrário, iremos evitar ter contato com tais empresas de comunicação que mostram uma afinidade tão grande com um passado de iniquidades. E isso deve ter reflexos financeiros.

            Nesse sentido, li uma notícia que pode ser falsa, mas que possui grande coerência e para confirma-la basta ouvir com atenção como vai ser noticiada os novos fatos que irão surgir. Vejamos a notícia, para nossa reflexão coletiva.

            Falando sério, o mundo dá voltas e, às vezes, não nos percebemos desse fato. Na semana passada, foi muito marcante a quantidade de coincidências ocorridas com relação ao momento político que vivemos. A saber. o filho de Carlos Slim, o mexicano mais rico do mundo, dono da Claro e co-proprietário do Grupo Globo de Comunicações, esteve no Rio de Janeiro e em Brasília. Em terras cariocas reuniu a direção do Grupo Globo e determinou que parassem de perseguir o governo Bolsonaro pois tal fato acarretaria na perda da concessão do canal de tv no próximo ano ou, em hipótese mais suave, no pagamento de um débito gigantesco que o grupo brasileiro tem com o governo federal em diversas áreas. O que o filho de Carlos Slim estava dizendo é que não está sua família disposta a desembolsar bilhões de reais para cobrir posições políticas brasileiras provocadas pelos ataques a Bolsonaro e seu governo. Imediatamente, e na noite seguinte, o Jornal Nacional começou a divulgar notícias positivas do governo federal, fato que surpreendeu a todos quantos prestam atenção no noticiário de todas as empresas atualmente em atividade. Após a visita ao Rio, Slim Júnior foi a Brasília e reuniu-se com Bolsonaro, - que não sorriu uma só vez, - e seus assessores, quando foi informado que Slim pai havia determinado ao grupo Globo o fim dos ataques. Bolsonaro ouviu e calado ficou. Logo após, os visitantes foram ao encontro do Rodrigo Maia e em reunião coletiva, na Câmara dos Deputados, em torno de uma grande mesa, onde estavam cerca de 16 pessoas, informou que tomara providências para que as relações do Grupo Globo com o poder federal seriam amanciadas e que, se não fosse atendido, cabeças rolariam não apenas na emissora de televisão mas, também em outras áreas do conglomerado do qual são sócios através de uma gigantesca introdução de capital ocorrida recentemente. Para finalizar, o Jornal Nacional está sob observação e seus editores sob vigilância. A conferir.

            Sim, vamos conferir. Continuaremos a ouvir os noticiários com visão crítica. Não queremos que sejam veiculadas somente noticias positivas e que deixem de lado as negativas. Queremos que a verdade seja veiculada da forma que os fatos se apresentem. Que deixem a formação de opinião sob nossa responsabilidade, pois como seres humanos capazes de pensar sem a interferência do estômago ou do egoísmo que degrada a justiça e ética social, temos este direito.


Publicado por Sióstio de Lapa em 28/11/2019 às 07h13
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
27/11/2019 08h46
AMOR ROMÂNTICO

            Sim, sou o Amor Romântico, filho do Amor Incondicional. Sei que muitos me confundem com meu pai, assim como diversos dos meus irmãos, como o Amor Materno, Amor Fraterno, Amor Filial, Amor Platônico, etc. Assim, tantas formas derivadas podem ser confundidos com ele!

            Sim, o meu pai, Amor Incondicional, é a maior força do universo, sinônimo do próprio Deus. Mas não se enganem pensando que sou tão fraco. Quando exerço a minha força em alguém, essa pessoa não tem tempo nem para pensar em Deus. Mas eu sei da minha subalternidade, das minhas limitações, pois o Amor Incondicional pode se expressar em qualquer ponto do universo, por qualquer pessoa, idade ou gênero; por qualquer coisa, qualquer aspecto da natureza, a partir da minha própria existência material e espiritual. Já comigo, para eu me expressar é necessário que tenha um parceiro que seja emissor da minha energia e outro que seja receptor, do mesmo sexo ou não, quer seja correspondido ou não.

            Agora, por que sou tão forte? Porque estou alicerçado na vida, promovo a perpetuação da espécie. Sou eu que faço possível a união do óvulo com o espermatozoide. A recompensa que dou a quem proporciona isso? O prazer do orgasmo, tal qual uma refeição que tem como entrada as carícias. É a operacionalização do instinto da preservação da espécie, uma força biológica que somente é superada pelo instinto da preservação da própria vida.

            Por esse motivo o meu potencial é tão forte, tenho raízes no egoísmo, toda essa energia está voltada para os meus interesses individuais. Posso dominar de tal forma a pessoa, que ela não fica um só instante sem sentir os meus efeitos e isso dá a ela um vigor excepcional, tanto biológico quanto psicológico. Posso interferir nas necessidades de sono, de alimentação... com o instinto de preservação da própria vida. Posso causar o suicídio!

            Eis o perigo! Sou tão belo, tão potente, tão construtivo, mas posso causar a destruição. Não posso ficar solto, causando os meus efeitos naquele que me possui ocasional e circunstancialmente. Sou uma energia efêmera, que atinge o clímax e tende ao desaparecimento ou persistir em bases mínimas. Tenho que ser domesticado desde o início da minha formação pelo meu pai, o Amor Incondicional. É ele que impede o surgimento de um sentimento negativo, a algema que tende a prender o outro ao nosso lado indefinidamente... o apego!

            O Amor Incondicional é quem vai desviar o foco da minha energia do Egoísmo para o Altruísmo. É ele quem vai mostrar a importância da pessoa que eu desejo, que eu devo amá-la da mesma forma que eu me amo. Não posso fazer a ela aquilo que não desejo para mim.

            Essa lição é tão importante que o Criador achou por bem enviar o Mestre Jesus, entre outros avatares na história da humanidade, para aprendermos o que é o Amor Incondicional, personalidade do próprio Criador.

            Hoje sei da minha importância na vida dos seres humanos, mas a grande maioria não sabe da minha importância e dos riscos que trago comigo. Não sabem da importância do meu pai e que não podem deixar eu crescer dentro deles sem o monitoramento do Amor Incondicional. São pessoas que navegam nessa vida sob os ventos do romantismo egoísta, sem saber os desastres que eu posso causar, ficando selvagem, sem subordinação. Fico triste quando isso acontece, pois não queria ser motivo de desastre, de ódio, ressentimento, vingança... quero crescer, sim, mas ao lado do meu pai, o Amor Incondicional, levando alegria, esperança, satisfação, colaborando com a felicidade de quem de mim se aproxima.

            Quero aprender a minha máxima lição: deixar a pessoa que amo nos braços afetivos de outra pessoa que ela tem maior interesse, sem perder a qualidade do que sou, o Amor Romântico.


Publicado por Sióstio de Lapa em 27/11/2019 às 08h46
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
26/11/2019 00h25
ME CURAR DE MIM – FLAIRA FERRO

            Interessante a composição da letra desta canção na inteligência e voz de Flaira Ferro que vale a pena ouvir e refletir.

Sou a maldade em crise/Tendo que reconhecer/As fraquezas de um lado/Que nem todo mundo vê

Fiz em mim uma faxina e/Encontrei no meu umbigo/O meu próprio inimigo/Que adoece na rotina

Eu quero me curar de mim/Quero me curar de mim/Quero me curar de mim

O ser humano é esquisito/Armadilha de si mesmo/Fala de amor bonito/E aponta o erro alheio

Vim ao mundo em um só corpo/Esse de um metro e sessenta/Devo a ele estar atenta/Não posso mudar o outro

Eu quero me curar de mim/Quero me curar de mim/Quero me curar de mim

Vou pequena e pianinho/Fazer minhas orações/Eu me rendo da vaidade/Que destrói as relações

Pra me encher do que importa/Preciso me esvaziar/Minhas feras encarar/Me reconhecer hipócrita

Sou má, sou mentirosa/Vaidosa e invejosa/Sou mesquinha, grão de areia/Boba e preconceituosa

Sou carente, amostrada/Dou sorrisos, sou corrupta/Malandra, fofoqueira/Moralista, interesseira

E dói, dói, dói me expor assim/Dói, dói, dói, despir-se assim

Mas se eu não tiver coragem/Pra enfrentar os meus defeitos/De que forma, de que jeito/Eu vou me curar de mim?

Se é que essa cura há de existir/Não sei. Só sei que a busco em mim/Só sei que a busco

            Muito boa a autocrítica, longe da influência do romantismo e mais próxima do Amor Incondicional, focando na própria pessoa, como ensina o Cristo: Amar ao próximo como a si mesmo.

            Reconhece dentro de si a maldade que se expressa na forma do Egoísmo que pode se transformar em rotina. Esses inimigos internos da nossa evolução espiritual estão bem disfarçados e que pouca gente percebe, na fala do Amor e na prática de acusações do erro alheio, sem conseguir mudar o outro.

            Surge a serenidade de descobrir esses erros internos de vaidade, moralismo, inveja, mesquinharia, maledicência, corrupção, hipocrisia, todos originados do Egoísmo... surge a coragem de enfrenta-los, fazer a faxina interna, a reforma íntima, esvaziar do que é negativo para preencher com o positivo.

            A perspectiva de que a cura dessa doença do Egoísmo que possuímos pode ser alcançada, é a esperança que nos é deixada.

            Muito bom!


Publicado por Sióstio de Lapa em 26/11/2019 às 00h25
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
25/11/2019 00h25
UM NOVO CAMINHO

            O Pai sempre sonda o meu coração e ver quando estou pronto para receber um novo caminho; isso não quer dizer que eu tenha que segui-lo obrigatoriamente. A obrigação não vem da vontade de Deus e sim da minha consciência, se estiver disposto a seguir a vontade dEle.

            Recebi em 15-11-19 mensagem de uma das minhas leitoras, Louise, através do meu site no Recanto das Letras, que tenho com o pseudônimo de Sióstio de Lapa, com as seguintes características:

***MENSAGEM DE VISITANTE ENVIADA PARA O SITE DO ESCRITOR***

De: Louise

E-mail: louisebulgk@gmail.com

IP: 177.137.196.113

Assunto: O Sr teria um canal YouTube?

Mensagem:

Estou muito feliz de conhecer os seus pensamentos e suas Produções caso tenha um contato no YouTube enviar-me um link e depois não o encontrei... caso não tenha peço encarecidamente que faça um canal... Gratidão

Att Louise

            Agradeci a Louise sua gentileza de ler e sugerir sobre meus textos e fiquei atento ao que ela falou. No dia 23-11-19, ao sair do meu trabalho quinzenal que faço no município de Caicó-RN, encontrei um livreto na revistaria que sempre frequento: Como ser um Youtuber. Fiz logo a conexão da sugestão recebida de Louise e percebi em tudo a mão de Deus me apontando novo caminho: abrir um canal no Youtube para veicular com mais eficiência a proposta na qual já estou dando os primeiros passos, a Construção do Reino de Deus.

            Aqui está o meu posicionamento: decidi fazer a vontade de Deus de acordo com o que sinaliza a minha consciência, local que se encontra a lei de Deus. Certamente, como aí está a lei de Deus, também devo encontrar um pouco de sabedoria para identificar onde existe a mão dEle e sabendo evitar falsos desvios.

            Coloco desta maneira, pois no mundo atual em que vivemos, particularmente o Brasil, estamos mergulhados em mentiras, fake news, distorções de fatos, falsas narrativas, que criam uma egrégora muito negativa. Até mesmo cristãos de boas intenções, ficam tentados em usar essas mesmas armas da mentira que as trevas constantemente estão usando. Por isso, quando decidimos entrar num caminho entendendo ser a vontade do Pai, logo surgem críticas severas e perversas,

            Esse mesmo texto do qual recebi feedback tão positivo da Louise, foi motivo de severas críticas com um potencial alto de destrutividade. Não posso revidar no mesmo nível, primeiro pois está numa vibração desarmônica que não irá sintonizar com uma proposta de diálogo onde possamos ficar numa condição de aprendizes dos valores positivos da vida; segundo, porque é mais positivo manter uma interação com pessoas dispostas a ajudar, como a Louise, onde podemos aprender mutuamente. O feedback dela mostrou deficiências na minha forma de agir e que se, corrigidas, vou atingir um nível onde esse tipo de participação irá ser potencializado, onde irei receber críticas tanto no campo positivo quanto no negativo. Basta seguir essa mesma diretriz, a sintonia com o positivo e deixar o rastro de ataques negativos ecoar no vazio.

            Fazendo assim, acredito seguir a vontade do Pai, exercitar as lições do Mestre Jesus e ficar cada vez mais capacitado como cidadão do Reino dos Céus, embaixador do Amor, como o Cristo, e semeador do Evangelho na seara divina da humanidade.


Publicado por Sióstio de Lapa em 25/11/2019 às 00h25
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
24/11/2019 00h22
ESPERAR (31)

Mateus ou Levi, era um publicano, cobrador de impostos para o império romano, as vezes exigente, as vezes bondoso. Trabalhava de cidade em cidade, junto a portos famosos como Cesareia, Jope e Tiro. Acalentava sonhos de grandeza, mas ajudava os que estavam em dificuldades, vestia os nus e dava de comer aos famintos. No fundo do coração, era um homem bom.

Mateus, quando em serviço no Mar da Galiléia, encontrou um homem impressionante, Haruano, de muita sabedoria. Depois de agradecer ao cobrador de impostos por colaborar com o Império Romano, disse para Mateus: “Tens no coração e na inteligência muito mais para dar do que tirar, como fazes. As tuas medidas estão para derramar e a tua consciência haverá de sufocar com o suor dos que sofrem o jugo arbitrário dos fariseus. Voltaremos a nos encontrar.”

Mateus refletia que cada vez mais enchia a barriga da Loba, que precisava de muito ouro para alimentar seus dois filhos adotivos: Rômulo e Remo. Nunca mais se esqueceu daquele personagem, Haruano, e quando escutou e obedeceu ao “Vinde a mim” de Jesus, lembrava-se fortemente dele à medida que ia entendendo as lições do Mestre. Mas, onde encontra-lo, como procura-lo, se não dera endereço? Pedia informações, mas tudo em vão. Lembrou-se que ele dissera que era andarilho e comerciante, o que tornava difícil sua procura.

Um dia Mateus saiu sozinho num barco no Mar da Galiléia, carregando algo de comer. Estava pescando as belezas imortais do espírito, de viver em paz de consciência, buscando Deus segundo ouvira de Jesus. Chegou um barco, silencioso, e se colou ao seu. Era o mestre Haruano. Mateus pergunta: “Como podes aparecer assim? Como sabes que eu estava aqui? Onde estavas? O que falaste comigo tempos passados aconteceu, eu morri e nasci de novo. Troquei o modo de ser e estou feliz. Estou tentando dar aos que carecem daquilo que por vezes tenho.”

Haruano explica a Mateus: pertencemos a uma seita denominada de Essênios, muito pouco divulgada por não se interessar pela quantidade e sim pela qualidade dos homens. Somos poucos, mas trilhamos caminhos dos mais nobres, na conduta, e a verdade, para nós, é condição diária. O dever é coisa sagrada. As criaturas são todas nossas irmãs. Temos um ideal: o de servir sem que sejamos servidos. Somos homens que entregam a vida para que a paz e o amor sejam disseminados no mundo dos corações. Quero afirmar para o teu coração que já te conhecia bem antes que me conhecestes. Falo coisas que ainda não podes entender, mas o tempo servirá de profeta, revelando no futuro o que te falo no presente.

Betsaida estava sendo varrida por tempestades, desafiando a coragem dos transeuntes, mas os companheiros do Cristo deixavam que o dever espiritual ultrapassasse todos os receios e, na hora certa, estavam todos em seus lugares para ouvir o Mestre.

Natanael, ao sentir o gesto do Senhor, abriu a reunião com uma sentida súplica. Mateus levantou-se, talvez como cobrador, porque queria cobrar de Jesus uma explicação: o que significava, no seu estado atual, Esperar? E fala com desembaraço: Senhor, queria que aceitasses esta oportunidade de instruir-me acerca da palavra que muito ouço nas minhas caminhadas, principalmente espirituais. O que significa Esperar?

Jesus, virando um pouco o corpo, para ficar frente a frente com o discípulo, contemplou-o com graça e responde com benevolência: Mateus, a palavra é fácil de pronunciar: Esperar. Todavia, traz consigo conceitos altamente significativos. Quem sabe esperar, Mateus, cria condições para melhor servir e ser servido. Quando lanças feijão ao fogo, o tempo te pede para Esperar, para que possas comer com mais facilidade. Quando eles estão cozidos, é indispensável esperar para que não queimem a tua boca nem disturbem o teu estômago. Quando conversas com uma pessoa, se não esperas a fala do teu semelhante, não podes compreender o que ele tenta te transmitir. Quando plantas uma semente, o teu dever, diante do tempo, é Esperar a Natureza para que ela tenha o tempo conveniente para germinar. Quando convidas alguém para uma viagem ou um trabalho, é conveniente que esperes a resposta, sem violar os direitos de escolha do convidado.

- Na verdade, digo-vos que esperei muito mais para vos fazer meus discípulos. E agora, com as bênçãos de Deus e do Tempo, estais aqui, todos reunidos, para que possamos Esperar mais a hora de pregar a Boa Nova a toda a parte e a todas as criaturas. Tudo o que vos ensino da parte de Deus são sementes de Luz nas vossas consciências, e eu estou esperando mais, que elas se frutifiquem e comecem a crescer, para que possais testemunhar, com a vida, pela imortalidade. Esperar é nota harmoniosa na vida de todos e saber Esperar é melodia divina que se faz ouvir em todos os corações sábios.

‘Mateus, existe também o exagero da espera, que se transforma, por sua vez, em preguiça. O preguiçoso pertence a escola muito falada do desculpismo. Procura assuntos, como argumentos, que lhe dão o direito de Esperar de modo a desculpar a própria inércia. Eis que aí está o de passarmos dos limites que o bom senso nos traça com sabedoria. O sol todos os dias se esconde para que caia a noite, mas volta quase nas mesmas horas, sem que deixe passar algum dia. Precisamos essa disciplina da Natureza, pois ela tem uma consciência perfeita do dever e da harmonia. Vejamos os mundos que circulam o infinito, sem que se perca um til na esquematização divina. O nosso Pai, que está no céu, esperou muito no preparo dos vossos corações. No entanto, no momento exato, enviou Seu filho mais velho para vos orientar acerca da vida e de como podeis viver melhor. Saber com grandeza é Esperar com dignidade. Não vos cientificastes de que a Terra está cheia de anjos enviados pela bondade divina para preparar caminhos para a minha chegada? Se não fossem os preparadores de terrenos, como poderia lançar as sementes com tanta segurança? A Boa Nova é a semente, vós, os semeadores, eu, o jardineiro e Deus, o dono da vinha; a humanidade é o terreno que espera das nossas mãos a disposição de trabalhar em favor dela. Eis que vos digo: esperai mais um pouco e lançai mãos ao arado, pois servir de instrumento de paz, por amor, é o melhor lazer na Terra e na vida.

Vamos, trabalhemos juntos em nome de Deus!


Publicado por Sióstio de Lapa em 24/11/2019 às 00h22
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 3 de 580 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr