Meu Diário
11/10/2018 16h50
PROPOSTAS DE GOVERNO

            Encontrei um vídeo que o autor fazia a comparação de alguns pontos das propostas do PT (Lula-Haddad) e do Bolsonaro, registradas no TSE e que são importantes para nossa reflexão, nesse momento de decisão de escolha de candidatos.

            Hoje, eu extraí da internet as propostas de governo de Bolsonaro e de Haddad registradas no TSE.

            Escute isso aí...

            Sobre impostos: Bolsonaro diz, vou reduzir da carga tributária o aumento da receita destinada aos municípios, está na página 58; Lula-Haddad, vou criar imposto para exportação (está na página 41), criar imposto sobre lucros e dividendos (página 42) e aumentar o imposto territorial e rural para grandes propriedades (página 56).

            Com relação a imprensa: Bolsonaro, contra qualquer controle social da mídia, não aceito, não concordo controlar a mídia (página 7); Lula-Haddad diz, vou implantar mecanismos de regulação da imprensa e criar uma empresa pública de comunicação para expor o posicionamento do governo (página 16).

            Lava Jato: projeto de Bolsonaro, a justiça deverá seguir seu rumo sem interferência nenhuma; Lula-Haddad, vou promover uma reforma no sistema de justiça para reduzir o poder de investigação do Ministério Público Federal.

            Nós vimos e ouvimos várias cabeças pensantes do PT falando sobre isso.

            Com relação à segurança: Bolsonaro, tolerância zero com o crime (página 10) e redução da maioridade penal (página 32); Lula-Haddad, desmilitarização das polícias (página 31), iluminação com LED nas ruas (página 54).

            Ministérios: Bolsonaro, vou reduzir os 29 ministérios existentes atualmente (página 17); Lula-Haddad, vamos criar mais seis novos ministérios (páginas 19, 20 e 55).

            Com relação às ditaturas socialistas: Bolsonaro diz, vou deixar de inovar ditaduras assassinas, socialistas; Lula-Haddad, vamos desenvolver através de infraestrutura de países do Mercosul, como a Venezuela (página 11).

            Com relação ao agro negócio: Bolsonaro diz, segurança no campo, políticas para consolidar o mercado interno, abrir novos mercados externos e melhoria da logística de distribuição; Lula-Haddad, regulação do agro negócio para evitar ampliação de grandes latifundiários, implantar a reforma agrária e distribuir terras ao MST e indígenas (página 56). O que é que foi feito com esse MST durante esses 16 anos? Por que não fizeram isso?

            Com relação à Constituição: Bolsonaro diz, respeito e obedeço a Constituição; Lula-Haddad, vamos estabelecer um novo processo constituinte para aumentar o poder do Estado (página 6).

            Presídios: Bolsonaro, prender e deixar na cadeia quem tiver cometido crimes (página 30) e acabar com a progressão da pena e saída temporária (página 32); Lula-Haddad, vamos reduzir a massa carcerária no Brasil através da liberação de presidiários. Todo mundo na rua (página 33).

            Sindicatos: Bolsonaro diz, o sindicato deve ser voluntário. contra a obrigatoriedade do imposto (página 64); Lula-Haddad, valorização de sindicatos e das associações de trabalhadores (página 40).

            Drogas: Bolsonaro, combater a ideologia de liberação irrestrita das drogas ilícitas (página 26); Lula-Haddad, promover a descriminalização das drogas.

            Se você está duvidando do que estou dizendo, o link para se ver isso na fonte é tse.jus.br

            Fui até o endereço citado e vi o projeto dos dois candidatos e também os demais candidatos. Vi que além de Bolsonaro, existem os projetos de 12 outros candidatos, incluindo o ex-presidente e hoje presidiário, Lula da Silva. Fiquei a imaginar... todo esse contexto está dentro da vontade do Deus, com certeza... tudo depende de nosso posicionamento frente ao contexto que nos é apresentado, quer fiquemos do lado certo ou errado frente à vontade de Deus, mas ao final todos estão corretos, pois tudo servirá de depuração espiritual para provocar a evolução de cada um, individualmente, da mente coletiva e da própria Terra. Mesmo que entre alguns dos candidatos exista alguma intenção malévola, o que é apresentado como proposta sempre tem um significado de solidariedade, justiça ética... valores que estão associados à essência de Deus que é o Amor.

            Fiquei curioso com a coincidência da quantidade de 12 candidatos que foi o número de apóstolos que Jesus escolheu para o seu ministério. Será que essas pessoas estão dentro desse projeto de Deus de forma mais proativa? Mesmo com pensamentos tão díspares de uns com os outros? Mas assim também não era com o apostolado do Cristo?

            Esta linha de raciocínio merece um aprofundamento considerando a personalidade de cada candidato e a meta de transformação da Terra em planeta de Regeneração. Não sei como isso pode acontecer, mas isso parece trazer algum sentido...


Publicado por Sióstio de Lapa em 11/10/2018 às 16h50
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
10/10/2018 19h14
INCONSISTÊNCIA

            Trago mais um texto que circula nas redes sociais para mais uma reflexão, com relação a forma de estruturar o nosso pensamento e construir convicções, com a pretensa assinatura de Lisandra Lopes, Juíza do Trabalho como autora.

            Desde a época que Haddad estava em SP eu tinha certa admiração por ele. Pesquisei, vi vídeos, falas dele, li o programa e “fechei” que votaria nele. Embora pensasse muito em Guilherme Boulos.

            Mas na última hora resolvi votar em Ciro, porque as pesquisas indicavam que só ele vencia Bolsonaro com folga no segundo turno. Fiz isso porque a candidatura de Ciro não fere a maioria das minhas convicções e enxerguei que o projeto maior era dizer não à BARBARIE.

            Depois de votar, sai da urna para sentar no chão, num lugar reservado da rua, e chorar. Chorar por tanta gente que achava que conhecia e que descobri que defende um candidato que não tem nada, nenhum projeto interessante, a não ser o discurso de ódio. Ou que relativiza esse discurso. E chorei por mim, por ter aberto mão de votar em dois candidatos que estavam, para mim, em primeiro lugar: Haddad e Boulos.

            Conto isso aqui, o choro, a inconsistência na última hora, para conclamar os eleitores de Ciro Gomes: doeu abrir mão da minha escolha, mas nada dói mais do que a perspectiva de Bolsonaro eleito, naturalizando condutas violentas, discriminatórias e antidemocráticas.

            O mundo não é perfeito e nunca será. Com a vitória de Haddad, serão inúmeros os problemas a serem enfrentados, e um dos maiores será a polarização que não se encerra nesta eleição. Mas depende de nós fazer o que é possível, e o possível, acreditem, é evitar o retrocesso civilizatório que Bolsonaro representa.

            Costumo dizer que nada é tão ruim que não possa piorar. O país está ruim? Sim, está péssimo. Mas, acreditem, podem ficar pavoroso.

            Pensem nas crianças. Pensem na liberdade que temos, de discutir, debater. Pensem nos outros. O outro é uma pessoa com todos os sonhos, as capacidades, os pensamentos e recursos que você tem. O outro amanhã pode ser seu filho, sua filha, seu amigo ou amiga. E sim, pode ser você. Ninguém está imune ao ódio.

            Deixemos de lado as diferenças. Vamos juntos contra o ódio e o retrocesso!  

            O texto do dia anterior, da situação do Piauí após 16 anos de governo esquerdista, não tive condições de refletir com mais ênfase, pois afinal tudo poderia ser falso. Mas este texto que defende uma determinada narrativa, pode facilmente ser contraditada por outra narrativa mais aproximada da verdade, do meu ponto de vista claro!

            O argumento principal para desautorizar a narrativa da juíza, é que, sabendo do roubo amplo e descarado que essa turma do PT e seus associados fizeram ao Brasil, tudo bem esclarecido pela própria Justiça, é inconcebível que alguém de sã raciocínio, que não pertence a quadrilha e que não recebe benefícios de qualquer natureza com o mínimo de ética, não perceba que os candidatos que se apresentam dentro dessas legendas associadas à corrupção não podem ter nenhum tipo de legitimidade. O “ódio” que ela carimba o Bolsonaro por bradar com tanta veemência contra esses crimes contra o Estado e contra o cidadão, é o mesmo sentimento que incendeia o meu coração e de milhões de brasileiros, que enchem as ruas em defesa da ética e da moralidade.

            O argumento de retrocesso à barbárie que atemoriza a juíza parece uma canção de ninar de “boi da cara preta” para assustar crianças e fazerem elas dormirem. Já estamos dentro de uma barbárie que os partidos que ela defende provocou: crimes bárbaros em penitenciárias, nas vias pública, dentro das residências... e ela ainda chora ao pensar que os responsáveis por essa situação podem não ser eleitos pelos votos limpos, sem compras de qualquer natureza pela população mais esclarecida?

            Sim, posso estar errado e ela está certa, essa condição deve sempre está presente nas nossas convicções. Por isso peço ajuda aos meus leitores, se possível referendar qual argumento está mais próximo da verdade, pois até agora eu não encontrei nenhum argumento para me fazer arrepender de ter largado a bandeira vermelha que um dia eu empunhei.


Publicado por Sióstio de Lapa em 10/10/2018 às 19h14
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
09/10/2018 23h59
EXEMPLO DO PIAUÍ

            Trago este texto para mais uma reflexão política, apropriada para este momento atual. Não há assinatura de quem o fez, mas deixo a tarefa de pesquisar a realidade dos argumentos a cargo dos meus leitores, inclusive em colocar o contraditório se achar conveniente.

            Piauí – o exemplo de como o comunismo/socialismo funciona: 16 anos atrás era o Estado da Federação mais pobre! Teve 16 anos de presidentes petistas e de governos estaduais petistas ou de esquerda, alinhados com Lula.

            De obras estruturantes e de indústrias de transformação, nada! Apenas, como incremento econômico, surgiram os gigantescos plantios de soja e a devastação do cerrado, inclusive para a produção de carvão (plenamente negociável pelos figurões da área – quem não lembra da luta para não se devastar os platôs de Regeneração e para salvar o minúsculo resíduo de Mata Atlântica no sul do Estado que estava ameaçada de arder nos gigantescos fornos?).

            Voltando à soja, cerrado já devastado e plantio já feito, tudo o que pediam os plantadores era energia e estradas para escoamento. O governo nunca fez sua parte! Isso é mais que sabido!

            Hoje, 16 anos depois, o Piauí continua a ser o Estado mais pobre!

            Nenhuma obra estruturante!

            Nenhuma indústria importante!

            Nada de duplicação de estradas!

            Nada de ferrovias ou hidrovias!

            Nada de porto!

            Nada de nada!

            A população sem educação, sem segurança, sem saúde e sem qualquer coisa de básico! E também sem discernimento! 60% recebem Bolsa-Família! E está tudo ótimo!

            Governador reeleito com folga!

            A maior maioria pro-Haddad no Nordeste!

            Ciro e Marcelo eleitos senadores!

            Está tudo perfeito! Querem que tudo continue assim!

            Quem sabe daqui a 16 anos estará tudo perfeito e continuaremos sempre os mais pobres! Mas os caras e as caras eleitas estarão sempre muito ricos!

            Este é um Estado que mostra o sucesso da política petista.

            Infelizmente moro aqui!

            Este é um texto forte que merece uma investigação dos leitores para verificar se verdade ou mentira. Neste tempo em que tanta notícia falsa é transmitida por todos os meios de comunicação, destruindo ou edificando personalidades que não merecem tal feito, é importante que sejamos capazes de identificar a mentira e a denunciar como tal, para deixar nulo o efeito que a mentira ia causar.

            Apenas um comentário sobre um dado que parece significativo: a pobreza, representada pelo estado do Piauí, é quem vota nos candidatos de esquerda... parece a síndrome de Estocolmo, onde as vítimas passam a defender seus opressores.


Publicado por Sióstio de Lapa em 09/10/2018 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
08/10/2018 23h59
COLABORAÇÃO DE AA

            Hoje, as 10h, no Hospital Psiquiátrico Severino Lopes, participei de uma reunião para iniciar um serviço de orientação a pacientes alcoólicos com a ajuda de membros de Alcoólicos Anônimos.

            Fiz a abertura da reunião reforçando a ajuda voluntária, gratuita, da irmandade de Alcoólicos Anônimos em todo o mundo. Lembrei que a UFRN iniciou há cerca de 20 anos um projeto para cuidar de pacientes alcoólicos. Foi solicitado a ajuda de Alcoólicos Anônimos e o serviço foi iniciado. Muitas vidas foram salvas, bem recuperadas, e o exemplo disso é que hoje está conosco nesta reunião, representando o AA, um desses funcionários e que hoje dirige um segmento da irmandade.

            Os pacientes alcoólicos diferem dos demais pacientes da clinica geral e da psiquiatria. Da clínica geral, pois não se consideram doentes, que bebem porque querem e param quando quiserem; diferem dos pacientes psiquiátricos, pois os alcoólicos mantem a sua lucidez, quando não estão intoxicados e isso reforça neles a ideia que não são doentes, que estão internados em hospital psiquiátrico por engano ou má vontade.

            O alcoolismo é considerado a patologia da vontade, a pessoa tem o desejo de beber de forma compulsiva, pois gerou uma necessidade no seu organismo, e mesmo não querendo, volta a usar a droga. Sua vontade fica subjugada pelo desejo e dessa forma a vida vai se consumindo em constantes tragos de bebidas alcoólicas.

            Alguns desses pacientes chegam a se internar em hospitais psiquiátricos contra a sua vontade, trazidos pela família e algumas vezes pela polícia. Ficam internados de forma involuntária, são medicados para conter os sintomas de abstinência e outros como ansiedade, depressão, insônia. Porém nenhum remédio é capaz de anular o desejo que volta a surgir na mente do paciente. Ele pode passar até um ano internado, e ao sair de alta geralmente voltam a fazer uso do álcool, alguns na primeira semana, logo que saem do hospital.

            Este serviço que iremos iniciar neste hospital tem o objetivo de conscientizar o paciente e seus familiares da existência da doença e que sua vontade pode ser fortalecida quando o alcoólico conversa com outro alcoólico e divide com ele suas preocupações e confessa como foi a sua vida.

            O serviço será feito na forma de reunião semanal que contará com os pacientes internados que tenham o diagnóstico de alcoolismo. Os familiares dos pacientes alcoólicos internados também poderão participar das reuniões, mesmo que o seu parente que está internado não queira vir. Os técnicos do hospital também podem participar e os membros de AA e Al-Anon também estarão presentes para dar os seus depoimentos e distribuir literatura, inclusive o mapa de onde existe grupos de AA em todo o Estado.

            Após receber alta o paciente é orientado para continuar o tratamento médico e psicológico, frequentar a igreja de sua preferência e permanecer indo ao grupo de AA mais próximo de sua residência.


Publicado por Sióstio de Lapa em 08/10/2018 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
07/10/2018 08h43
DIA DE VOTAÇÃO

            Hoje é dia de votação no Brasil, para diversos cargos, estaduais e federais. Esta votação é mais um confronto da batalha espiritual que se desenvolve na Terra, cujo cenário principal é o Brasil, por esta nação, inicialmente chamada de Terra de Santa Cruz, está designada para ser o “coração do mundo e pátria do Evangelho”. Como é de se esperar, as forças do mal jogam todas suas fichas no desfecho dessa votação, pois sabem que assumindo o poder, como assumiram em 2002, podem voltar a fazer uso de nossa energia financeira para consolidar o poder que eles acreditam que perderam temporariamente em 2016.

            A principal estratégia que as forças das trevas continuam usando é a mentira. Com essa técnica elas continuam enganando os necessitados, pessoas simples e sem profundidade política e ideológica, e mantém seu exército de militantes que foram cooptadas de forma criminosa ou ingênua.

            Por outro lado, as forças da Luz, comandadas pelo Mestre Jesus, continua provocando a evolução na consciência das pessoas, da importância da vida no mundo espiritual e que aqui na Terra passamos apenas um ligeiro estágio para aprender algumas lições ou pagar alguns débitos. O poder político ou financeiro são apenas detalhes, mas de importância, nesse processo de aprendizagem, pois temos que saber conduzir esses dois poderes ajudando o próximo ao invés de utilizá-lo como “massa de manobra” para interesses escusos.

            Podemos observar melhora do padrão espiritual da sociedade humana na Terra, desde a vinda de Jesus. Porém, permanece o mal superando o bem e o planeta classificado como de “provas e expiações”. Muitos seres perversos, mas inteligentes, continuam no mando das nações e dentro da política de forma geral. Eles conseguem de forma sorrateira destruir os valores sólidos da família e usando a mentira colocar os seus defeitos nos adversários. Isso acontece em todos os campos de relacionamentos humanos, inclusive no acadêmico, jurídico e eclesiástico. A verdade, soterrada pelas mentiras, não consegue vir à tona, então, pessoas de bem passam a defender criminosos, mesmo que os crimes estejam escancarados e muitos dos criminosos na cadeia.

            Felizmente, a mão divina intervém nos momentos críticos para que a Verdade surja com mais evidência e consiga sensibilizar o coração dos homens de bem. Isso sempre aconteceu na história. Podemos observar o papel de Moisés, mesmo tímido, sem conseguir falar de forma corrente, foi escolhido por Deus para conduzir o povo para longe da escravidão; o papel de Jesus vindo com a missão específica de nos ensinar sobre o amor e a natureza de Deus, que não é vingativa ou exigente de sacrifícios sanguinolentos.

            Acontece no Brasil de hoje algo parecido, acredito. Surgiu o juiz Sérgio Moro que mostrou a Verdade do que acontecia no País e nos deteriorava como nação, prendeu vários desses criminosos de “colarinho branco” e fez com que a população fosse às ruas para exigir o fim de tamanha roubalheira e tirar do poder a candidata eleita por força da mentira. Conseguimos o impeachment, e agora, dia de eleição, parece que o Poder Superior nos coloca mais uma pessoa para impedir que a mesma quadrilha volte ao poder: Jair Bolsonaro.

            Mais uma vez a população foi às ruas defender os princípios dele e que são os nossos, pois mesmo esfaqueado e a mentira tentando soterrar a sua índole de seguir as lições do Mestre Jesus, mantém a postura firme de limpar o Brasil de tantas iniquidades nas estruturas do poder.

            Agora é a nossa vez de fazer a vontade do Pai indo às urnas e obedecendo a nossa consciência fortalecer à Luz em nosso País.


Publicado por Sióstio de Lapa em 07/10/2018 às 08h43
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 3 de 497 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr