Meu Diário
16/09/2018 23h59
STEPHEN FRY X BOLSONARO

            Recebi de uma amiga, pessoa muito querida, que mora no meu coração, e que diverge de mim quanto ao apoio que faço ao Bolsonaro, um vídeo que irei digitar abaixo, disponível no Facebook, postado por Mário Cláudio Simões em 26 de agosto às 01:41, como está colocado na página, antecipando a entrevista com o seguinte teor.

            O ator inglês Stephen Fry entrevistou o deputado Jair Bolsonaro em 2013, como parte de um documentário sobre a homofobia ao redor do mundo. Assistam (menos de 5 minutinhos) e tirem as suas próprias conclusões sobre o entrevistado. Eu concordo plenamente com as conclusões a que chega Stephen Fry.

            Minha última parada no Brasil é um encontro com o deputado Jair Bolsonaro, o político que veta a lei anti-homofobia e o programa de educação.

            SF – Senhor deputado, sou Stephen Fry. Muitos grupos cristãos de direita o apoiam, inclusive alguns grupos neonazistas. (Apesar de ser difícil, estou determinado a manter a calma com ele, para tentar entender por que ele se sente ameaçado pela homossexualidade). Você deve se lembrar do caso de Alexandre. Ele foi morto aos 14, 15 anos. Ele foi torturado. A polícia e as pessoas envolvidas no caso acreditam que foi um ataque homofóbico. Me parece que existe algo de muito errado na sociedade brasileira, pois há muito ódio. A cada dois dias, há um assassinato movido por homofobia no Brasil.

            JB – Inclusive grupos querem usar esse assassinato, que talvez não tenha sido pela opção sexual dele, mas se inclui na questão sexual, pois passa a ser uma bandeira para grupos homossexuais, dizendo que matam e executam, mas eles não querem discutir, mas tem essa causa toda para causar esse clamor popular. Não existe homofobia no Brasil. A maioria dos que morrem, 90% dos homossexuais que morrem, acontece em locais de consumo de drogas, em locais de prostituição ou executados pelo próprio parceiro. Eu entrei nessa briga dita aí dos gays, tendo em vista a proposta do governo em querer distribuir nas escolas públicas do primeiro grau, material didático, que seria para combater a homofobia, mas na verdade estimula o homossexualismo em crianças... é uma questão de normalidade.

            SF – É interessante você usar a palavra “normal”. A zoologia me interessa muito e há 480 espécies de animais que demonstram comportamento homossexual, mas só existe uma espécie de animal na Terra que demonstra comportamento homofóbico. Portanto o que é normal?

            JB – Sua cultura é diferente da nossa, mas nós não estamos preparados ainda no Brasil, pois nem um pai, nem você, nem eu, tem orgulho de ter um filho gay...

            SF – Se a criança estiver feliz... O único motivo dos pais não estarem felizes é porque existe homofobia na sociedade, e que, portanto, o filho pode sofrer bullying. Mas se o mundo não fosse homofóbico por que os pais se preocupariam?

            JB – Você tem que ter um norte na sua vida. Quem quer que os heterossexuais continuem gerando crianças para que essas crianças se tornem gays, lésbicas, para satisfaze-los sexualmente no futuro. Então esse é o exemplo da sociedade brasileira que está sendo plantado agora por esses grupos que eu chamo de fundamentalistas homossexuais.

            SF – Eu nunca quis que uma pessoa hétero se tornasse gay. Acho essa ideia absurda! Também sou inglês, mas não quero tornar ninguém inglês. “Phobos” significa “medo” em grego. A homofobia é o medo das pessoas gays. Por que as pessoas teriam medo dos gays?

            JB – Não gostar não é a mesma coisa que odiar.

            SF – É medo

            JB – Você não gosta dos Taliban... a sociedade brasileira não gosta de homossexual, nós não perseguimos, não existe aqui no Brasil grupos de caça de homossexuais, somos abertos no Brasil, não somos o Iran, que tem a pena de morte para homossexuais. Tanto é verdade que há passeatas do Orgulho Gay e estamos pensando em fazer uma passeata do Orgulho Hétero, pensamos em fazer isso, inclusive...

            SF – E deveriam fazer. Eu concordo. Com certeza.

            JB – Você não será convidado, mas você vai...

            SF – Eu deveria ser convidado, sim...

            Risos, principalmente de Jair Bolsonaro.

            Esse foi um dos encontros mais estranhos e assustadores que já tive. Bolsonaro é um dos homofóbicos típicos que conheci no mundo todo, com um mantra de que os gays querem dominar a sociedade, recrutar as crianças ou abusar delas. Mesmo num pais progressista como o Brasil, essas mentiras geram uma histeria nos ignorantes, onde a violência pode crescer. Isso pode acabar em ataques brutais como o que matou Alexandre Ivo.

            As conclusões que o entrevistador faz de Jair Bolsonaro, não me parece tão estranho e assustador quanto é feito. Talvez o deputado não tenha uma boa articulação de palavras e ideias, mas a defesa do seu posicionamento de não concordar com a distribuição de cartilhas para crianças com conteúdo sexual bem explícito, o que as pessoas que têm acesso a essas cartilhas também repudiam, não foi bem aprofundado pelo entrevistador. Interessante ver no seguimento da entrevista, entre os comentários feitos por várias pessoas, existe a de um homossexual que merece ser visto por meus leitores.

            No próximo texto que irei publicar amanhã, trarei outro relacionamento que Jair Bolsonaro faz na Câmara dos Deputados, com um colega deputado homossexual.


Publicado por Sióstio de Lapa em 16/09/2018 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
15/09/2018 23h59
MEU CANDIDATO - PRESIDENTE

            Na campanha política observamos diversos candidatos, e entre eles devemos escolher aqueles que nos representará. Nesta eleição devemos eleger Presidente da República, Governador, Senador, Deputado Federal e Deputado Estadual. Existem diversos critérios para essa escolha do candidato: um benefício ou dinheiro dado durante a campanha, um emprego dado ou prometido, a história do candidato, a plataforma do que ele pretende realizar caso seja eleito. Os dois primeiros critérios são negativos e favorece a corrupção; os dois últimos são os mais coerentes com o exercício de uma cidadania responsável. Mesmo o voto sendo secreto, uma forma de defender o eleitor de algum tipo de pressão, podemos declarar o voto se assim acharmos conveniente. Vou declarar o meu voto neste texto e em outros antes da eleição como forma didática de justificar o meu pensamento. O primeiro voto que irei declarar é o de Presidente da República, e neste voto não encontrei dificuldade, frente a plataforma de trabalho apresentado e pelo histórico apresentado. Nenhum dos demais candidatos chega perto de Jair Messias Bolsonaro, dentro dos meus critérios conscienciais. Irei transcrever um texto que recebi pelo whatsapp que representa bem o meu pensamento.

            O meu candidato incomoda ativista de esquerda, que defendem aborto, liberação das drogas, erotização precoce de crianças. O meu candidato incomoda traficantes, bandidos, assassinos, pedófilos e estupradores. O meu candidato incomoda a gloBOSTA, incomoda defensores de bandidos e políticos corruptos.

            Mas o meu candidato não incomoda o cidadão de bem, a mãe e o pai de família.

            O meu candidato não é a favor de cotas raciais, é a favor de cotas para os “pobres” já que existem brancos e negros vivendo a mesma situação de dificuldade.

            O meu candidato nunca foi contra o homossexualismo, ele é contra a erotização (homo e hétero) de crianças. Ele também é contra a ideologia de gênero, que quer que aceitemos que ninguém nasce homem ou mulher, ou seja, nós descobrimos nossa sexualidade ao longo da vida. Você que está grávida não pode dizer se seu bebê é menino ou menina, é um ser humano que irá “se descobrir” homem ou mulher ainda...

            O meu candidato não é contra mulheres, ele não acha que mulher deve ganhar menos que homem, ele á a favor de que o salário seja de acordo com a produtividade, independente do gênero.

            O meu candidato não vai sair por aí distribuindo armas como alguns pensam; primeiro que ele defende a posse (ter arma em casa) e não o porte (sair com ela na rua). E além do mais, existe todo um processo para conseguir adquirir. O que não pode acontecer é continuarmos sendo reféns de bandidos muito bem armados e não termos chance de nos defender.

            O meu candidato não vai ter pena de bandido que mata pai de família, que mata um estudante por causa de um celular. Vai dar “carta branca” pro policial combater esses vagabundos que nos oprimem dia após dia.

            O meu candidato só tem 08 segundos de televisão, no horário eleitoral, e o comercial dele na TV é tão simples que parece que foi feito no paint. Mas sabe por que? Porque ele não fez alianças com 300 partidos para ganhar mais tempo de televisão para depois ficar com o rabo preso devendo um monte de favores, como indicação de ministérios para pessoas incompetentes. O comercial é feio sim, sem musiquinhas e novelinhas emotivas que só falta nos fazer chorar, mas porque ele também não aceitou dinheiro para investir em campanha eleitoral.

            O meu candidato é igual massa de bolo, quanto mais batem, mais ele cresce.

            Adivinhem? Estou falando de Jair Messias Bolsonaro!

            Não acredito e nunca acreditei que ele seja a salvação do Brasil, acho até injusto cobrar isso de um homem, mero mortal, mas no momento de calamidade que estamos vivendo em nosso país, eu acredito muito que ele seja o único capaz de “arrumar a casa”, para que possamos começar a ver alguma melhora daqui alguns anos. Ele tem independência política para indicar bons ministros por competência, pois não deve favores a ninguém! Ele tem a humildade e, vale dizer, a CORAGEM de dizer que não sabe tudo! Mas que está disposto a colocar pessoas capacitadas para trabalhar ao seu lado, afinal, que homem ou mulher tem pleno conhecimento e capacidade para governar uma nação do porte do Brasil sozinho? E o principal de tudo... em 27 anos de vida pública não acharam sequer um envolvimento com corrupção. Ou você não acha que vasculharam a vida dele desde o jardim de infância pra descobrir se ele não roubou a borracha do coleguinha?

            Não existe candidato perfeito. Nunca teremos um candidato 100% ideal. Vamos pesquisar, vamos colocar na balança o que precisamos agora para o momento do nosso país.

            Colocaria mais um adendo na questão do armamento. Eu defenderia ter o posse da arma para poder sair na rua, desde que verificassem os meus antecedentes e atual conjuntura de vida. Enquanto o país se encontrar dentro de uma barbárie como a que observamos no dia-a-dia em todos os estados, onde seres humanos comportam-se como animais, eu necessito sair armado para enfrentar as feras que estão à minha espreita, como se eu tivesse caminhando dentro de uma mata, cheia de olhos selvagens prontos para me trucidar. Como cristão que me esforço pra ser, devo seguir a orientação do Mestre: “Vigiar e orar”. Devo orar por todos que estejam ameaçados pelas feras humanas, inclusive por elas, que seja capazes de deixar a animalidade e voltarem a ser humanos... e por outro lado devo vigiar, para que o mal não consiga me atingir, meus familiares e meus amigos, e se necessário uma arma para abater a fera que me ameaça, mesmo que seja travestido de ser humano, isso eu devo fazer. É isso que está em minha consciência, onde está escrita a lei de Deus, e na qual encontro sintonia.


Publicado por Sióstio de Lapa em 15/09/2018 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
14/09/2018 23h59
FACADA - A MÃO DAS TREVAS

            Uma facada covarde no candidato à presidência Jair Messias Bolsonaro, mostrou a intensidade da batalha espiritual que se desenvolve no planeta, prestes a se transformar em planeta de Regeneração, enquanto nosso país se tornará a Pátria do Evangelho e o Coração do Mundo. Esse projeto não é do interesse das inteligências sombrias e por isso recruta as diversas mentes fragilizadas e corruptíveis para tentar barrar o progresso espiritual do planeta. No uso da mentira, intimidação, corrupção, terminou por orquestrar e armar uma mão criminosa para tentar eliminar o seu maior adversário. Mas a consciência coletiva sintonizada com o bem está se formando nas ruas e exemplo disso é o texto que encontrei no whatsapp que transcrevo na íntegra abaixo.

            E Bolsonaro segue lutando para sobreviver. Passando por mais uma cirurgia. Com risco de vida, de morte... saiu bem, mas continua grave!! Por causa de um atentado criminoso e político. Não precisava passar por isto! Nem ele nem qualquer outro candidato, seja de direita ou de esquerda! Uma quadrilha, um mandante ou vários mandantes pagaram um cara, que não é tão desequilibrado quanto parece, e este sorrateiramente o esfaqueou. Um crime de intolerância contra alguém, o único candidato que ameaça o plano deles de se perpetuarem no poder. PT, PSDB e PMDB e os partidos aliados! Poderia ter sido qualquer outro: na Marina, no Lula, no Haddad, Ciro, Alckmim, Meirelles, Boulos, Álvaro Dias, Amoedo, Diaciolo, mas esses aí podem ser corrompidos, alguns já fizeram acórdãos... e não lideram as pesquisas! O alvo era ele! Foi ele! O líder atual, Jair Bolsonaro. Firme, austero, com discursos duros e muitas vezes inflamados e desnecessários, mas pasmem... honesto, defensor da família, das crianças, da igualdade de salários entre homens e mulheres, contra ideologia de gênero, contra cabine de emprego e propinas, a favor da meritocracia, e contra bandidos! Portanto, amigos, chega do politicamente correto! Chega de suavizar o que houve para manter amizades. Que amizades são estas que desejam o mal contra o outro e são coniventes com bandidos? Decidi que não quero relação alguma com quem trata esse atentado contra o Bolsonaro como consequência do discurso dele! Os militantes da esquerda discursam ódio e incitam a violência diariamente por causa do Lula, estimulando tocar fogo, depredar prédios, hostilizar, cometer desobediência civil, bater em quem pena diferente deles, e nem por isto ninguém da oposição foi lá e tentou matar Lula. Então, são assassinos os mandantes deste crime contra ele e são coniventes os que concordam com isto ou culpam a vítima por isto. Inversão total de valores morais, éticos! Isto não é democracia! É falsa democracia! Ditadura civil! Vale tudo! Não quero relação alguma com este povo mais não. Nem para bate-papo. Nos chamam de intolerantes quando na verdade são eles que são! Eu agora serei tolerante sim, mas somente com quem não apoia atentados contra ninguém e quem não faz piada com isto...

            Se o sistema quer mata-lo, ele é o cara certo para presidir este país! Que Deus o recupere! Estou em oração por ele! Mais do que nunca! Força, Capitão! O Brasil precisa de você! Dia 07-10 é 17 nas urnas! Vai ter Bolsonaro sim! Brasil acima de tudo! Deus acima de todos (As. JD)


Publicado por Sióstio de Lapa em 14/09/2018 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
13/09/2018 23h59
MESSIAS, NUVENS E SOMBRAS

            O Brasil foi previsto a partir do mundo espiritual, para ser o coração do mundo e a pátria do Evangelho. Acontece que estamos dentro de um conflito consciencial que abrange o mundo material e principalmente o espiritual. Essa perspectiva de iluminação espiritual para o Brasil contraria os propósitos das trevas e observamos o ataque das sombras sobre o nosso país.

            Nuvens sombrias se condensaram lentamente sobre as diversas estruturas administrativas culminando com a conquista da presidência da República em 2002. Com a estratégia do uso da mentira em todos os discursos, implantou-se o domínio da corrupção e o aparelhamento do Estado. A partir daí, verificou-se o sangramento de nossos recursos para o bolso dos corruptos, para os países de mesma ideologia, e a fixação hipnotizante da população, douta ou ignota, através de benefícios sem sustentação financeira, que levou o país a bancarrota moral e funcional, com a inflação galopando e desaparecimento de postos de trabalho, acrescido do clima hostil dentro diversos grupos minoritários e do aumento da criminalidade.

            Ficou assim que ficou, o país coberto de nuvens e sombras, muito longe da pátria do Evangelho da previsão inicial. Mas, as forças do Bem não ficaram indiferentes. Levantou o juiz Sergio Moro para mostrar a nação o furto que estava sendo realizado e quem eram os seus protagonistas. Foi o suficiente para a população mais esclarecida e sem compromisso com a maldade ir às ruas, de forma pacífica, e exigir o impeachment da “presidenta”. As ruas ficaram cheias das cores verde-amarelas, muito superior as cores vermelhas que faziam bagunça, quebra-quebra, incêndio de coletivos e toda sorte de vandalismo.

            Seguindo o planejamento divino, outra pessoa estava sendo preparada na Academia das Agulhas Negras, dentro da disciplina militar, tendo Messias em seu nome, para fazer o enfrentamento necessário ao desmantelamento ao plano das trevas. Essa pessoa foi eleita para a Câmara dos Deputados, com votos não corrompidos pela propina e permaneceu no seu posto sendo a voz destoante do fisiologismo nefasto que tomou conta do congresso Nacional. Finalmente, o povo sofrido e escravizado com os impostos mais caros do mundo, percebeu a verdade dura nas palavras de Messias, que brandindo a espada do Arcanjo Miguel defendia que a justiça fosse feita e os criminosos devidamente punidos de acordo com a intensidade dos seus crimes.

            Dessa forma, a voz que clamava pela justiça na Câmara, passou a caminhar pelas ruas das diversas cidades brasileiras seguido por milhares de simpatizantes que percebiam a verdade de suas palavras e a coragem dos seus atos. Era conduzido nos ombros das pessoas esperançadas de ver alguém com tanta luz, apesar de tantas mentiras e distorções da verdade a seu respeito.

            Mas, a inteligência das sombras percebia o perigo aos seus projetos que o Messias trazia e orquestrou um ataque sorrateiro e covarde característico de suas táticas, e as trevas feriu a luz em pleno sol. Acontece que o Capitão conseguiu gerar a semente de uma consciência coletiva associada à Justiça e refratária aos acenos do mal, aos pagamentos de propinas, aos empregos sem trabalho, aos benefícios sem respaldo financeiro. Ainda existem muitas pessoas hipnotizadas, influenciáveis, que não conseguem perceber a iniquidade ao lado, apesar do mau cheiro. Essas pessoas podem até ser nossos parentes, nossos amigos, e por isso temos que ter muita paciência e compreensão ate que chegue a verdade em suas consciências, pois ela pode tardar,, mas nunca falta.

 


Publicado por Sióstio de Lapa em 13/09/2018 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
12/09/2018 23h59
FEITIÇOS

            Feitiço é uma forma de encantamento, geralmente de caráter negativo, que se joga sobre outra pessoa, geralmente um adversário. É um apelo feito ao mundo espiritual, mas com uma base material, um amuleto, um patuá, um despacho... A fé torna-se assim materializada, pois os feitiços, a petição ao mundo espiritual, necessita de algum tipo de moeda de troca, quer seja uma vela colorida ou não, uma galinha preta, um prego enferrujado, um sapo, etc.

            Por outro lado, a visão materialista pode ir ao outro extremo, a descrença. Podemos citar Karl Marx como o ícone desse tipo de ateísmo, quando passou a defender que “a religião é o ópio do povo”. Dessa forma, as revoluções de caráter comunista ou socialista, que tem como base as teorias marxistas, condena as igrejas e chega a perseguir os padres e até matar.

            Vemos assim que, a ignorância engendrou os feitiços por não dispor de lucidez espiritual, da mesma forma que essa falta de lucidez anula a existência do mundo espiritual e passa a perseguir quem o defende e pratica.

            Entendemos que o planeta passou por um estágio primitivo de relacionamentos, o que gerou as religiões primitivas. Aconteceu uma luta entre o instinto e a inteligência, com falsas concepções sobre a vida no astral. Os espíritos primitivos encarnados exigiam banquetes de sangue. As práticas goéticas (sistema mágico ritualístico para a evocação de espíritos malignos) se desenvolveram a partir desse clima de ignorância, até ser reprimido a ferro e fogo na Idade Média, com a estrutura social e eclesiástica do cristianismo recém aceito como religião oficial do império romano.         

            Apesar de muito barbarismo ter sido feito em nome do cordeiro de Deus, houve também a possibilidade de se desenvolver a Teurgia, o intercâmbio com espíritos lúcidos, com discernimento melhor sobre a vida extrafísica e capaz de conduzir o espírito encarnado a elevado princípios morais.

            O que aconteceria a nível de além-túmulo, após a morte do corpo físico, passou a ser interesse, e os primeiros pesquisadores, sem maturidade e precipitados, legaram à posteridade heranças comprometedoras. Os espíritos ligados à ignorância tradicional, se deixam dominar por fórmulas e patuás ineficientes, cultivando superstições e carregando amuletos inócuos, mentalizados com a finalidade de libertação de todos os males.

            Observamos nesse campo, as ações e reações... as fixações da mente em desalinho, atormentada por espíritos enfermos, situados além da forma física; ou as mentalizações que geram ações lamentáveis, frutos do comércio nefando de encarnados e desencarnados em vampirismo de longa duração, podem ter duas vertentes: tonarem-se inúteis um como o outro, na forma de feitiços, quando encontram espíritos tranquilos e de consciência reta; ou, causarem perturbações que, por natural processo de justiça transcendente, perturbam aos que se comprazem também em perturbar, que vibram na mesma sintonia.

            A história nos mostra como podemos perceber o esplendor da existência de Deus ao nosso redor, desde que desenvolvamos os sentidos para essa contemplação. Kepler, deslumbrado com as constelações do firmamento, exclamou: “Louvai ao Altíssimo celestes harmonias.... e tu, minh’alma...”; Lineu, naturalista famoso, tocado pelas leis da botânica, bradou: “O universo canta a glória de Deus”; Davi, no salmo 19, cantava: “Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia as obras das suas mãos.”; Epiteto, filósofo liberto de Nero, ensinava: “Pesquisai e achareis pois tendes a natureza a vos auxiliar na descoberta da verdade.”

            São essas colocações feitas por eminentes personalidades que nos levam a imaginar que estamos imersos dentro de Deus, com olhos brutalizados que ainda não conseguem perceber a luminosidade de sua existência.

            Este é o tempo de nosso aprendizado. Estamos matriculados na escola terrena com este objetivo. Ante os divinos Mestres, devemos descobrir o amor e vibrar com ele; se não conseguirmos compreender a grandeza do amor, então indaguemos aos que se enobreceram amando, e amando se libertaram de toda limitação , conseguindo paz.

            A luz do Evangelho trazida pelo Cristo conseguiremos rasgar os véus do ocultismo e iluminar nossas mentes e corações para a evolução espiritual. Tabus, amuletos, feitiços, superstições, ignorância, foram superadas e a razão esclarecida avançou o intelecto, elucidando as inquietantes indagações do pós-morte, representando os conceitos morais do Evangelho de maneira compatível com o bom senso, de modo a atender as exigências do pensamento moderno.

            Exaltando a doutrina do Cristo e difundindo-a sem amarras dogmáticas nem negociações com encarnados ou desencarnados, podemos reorganizar o domicílio mental e, livre de qualquer limitação, podemos estabelecer o primado do Espírito, na materialização dos elevados princípios do amor.

            Jesus, logo após a crucificação, retornou à estrada de Emaús para elucidar a Cleófas e companheiro, a glória imortal acima de todas as misérias humanas.

            É o momento de superar receios e aclarar dúvidas, nos libertar de qualquer feitiço ou crença primária, arrebentar os amuletos mentais da superstição e fazer luz no íntimo, alçando o pensamento e o coração ao amor, essência divina, trabalhando sem repouso, mesmo que aflito pelos estresses, não sintamos a alegria do serviço.

 


Publicado por Sióstio de Lapa em 12/09/2018 às 23h59
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 8 de 497 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr