Textos

IMPRENSA LIVRE
A imprensa livre é considerada o quarto poder, além do judiciário, executivo e judicial. Acontece que os demais poderes, principalmente o executivo pode interferir e comprometer essa liberdade.
Existem várias maneiras de um governo controlar a imprensa. A mais escrachada delas é através de censura direta, como chegou a planejar o PT, disfarçando com o nome pomposo de “controle social da mídia”.
Outra maneira tão perniciosa quanto, e que poucos eleitores tomam ciência disso, é através da verba publicitária destinada a cada publicação. Esta é uma forma de destinar o dinheiro dos contribuintes para a disseminação das ideias de interesse de governante ou do partido político, em detrimento dos interesses da população. Os interesses da população só podem ser defendidos por uma imprensa livre, que não esteja comprometida com os recursos de quem está lhe pagando, mesmo que esses recursos, na verdade, sejam do povo.
A Fundação Indigo de Políticas Públicas traz informações gráficas de como isso acontecia no governo petista: Revista Veja, recebia 30,17 reais por cada exemplar, totalizando 350 milhões de reais; Revista Época, 36,57 reais por exemplar, totalizando 165 milhões de reais; Revista Isto É, 38,85 reais por exemplar, totalizando 146 milhões de reais; e Revista Carta Capital, 186,32 reais por exemplar, totalizando 63 milhões de reais. Esses foram os valores gastos em publicidade da administração federal direta e indireta de 2005 a 2015 dividido pela circulação semanal de cada revista.
Dá para notar que durante os governos petistas, a revista mais alinhada ao partido, Carta Capital, recebeu em verba publicitária, proporcionalmente mais de cinco vezes a média das outras revistas. Por essa lógica, as publicações precisam agradar os governantes, e não os contribuintes, para prosperarem no mercado. Portanto, o nosso dinheiro é gasto com informações que são de interesse dos governantes, muitas vezes de interesse contrário a quem de fato está pagando por elas.
É como se estivéssemos alimentando uma serpente para ela mensalmente nos morder e inocular veneno, mas em dose que não nos destrua para que possamos trabalhar e alimentar indefinidamente o processo pernicioso. Essa era a proposta desse governo, passar pelo menos 20 anos no poder espoliando a nação e sem o quarto poder funcionar livremente para nos advertir do risco que estávamos correndo.
Isso acontecia no governo petista e continua ocorrendo no atual governo, mesmo que não seja de forma tão agressiva ideologicamente.
É importante que, da mesma forma que lutamos por nossa liberdade individual, que também possamos lutar pela independência da imprensa, que seja realmente livre para divulgar os assuntos de interesse da nação, sem viés ideológico.
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 26/12/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce deve citar a autoria de Siostio de lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr