Textos

CULPA DO PT
            Seguindo o raciocínio de compreender o que aconteceu com o Brasil nos últimos anos, principalmente no governo de 13 anos do PT, encontro no whatsapp um texto assinado por João César de Melo, em 22-02-18, que reproduzo abaixo.
            Petista e isentões estão indignados com a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. Pior: não aceitam a responsabilidade do Partido dos Trabalhadores (PT) sobre a explosão da violência urbana. Aliás, não aceitam que o PT seja responsabilizado por nada de errado. O máximo que fazem é reconhecer que o partido cedeu ao (P)MDB. Foi contaminado. Coagido. Coitado!
            Agora, diante das especulações de que Michel Temer pretende utilizar a intervenção no Rio para construir sua candidatura à “reeleição”, petistas estão dando novos faniquitos como se Temer não tivesse nada, nadinha, a ver com eles.
            Vamos aos fatos.
            O PT cresceu apontando culpados pelos problemas brasileiros. Primeiro, José Sarney. Depois, Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso.
            Por mais de vinte anos, Lula e seus partidários gritaram que o Presidente da República e o partido que o abriga têm responsabilidade direta sobre tudo o que acontece no país.
            Foi assim que o Partido dos Trabalhadores conquistou o apoio da imprensa, de artistas, dos “intelectuais”, das representações estudantis, dos funcionários públicos, dos sindicatos e movimentos disso e daquilo.
            Como solução, os petistas diziam que o Brasil precisava ser governado por pessoas abnegadas e comprometidas com os interesses dos mais pobres. Não por acaso, essas pessoas eram eles mesmos.
            Com esse discurso o PT chegou ao poder.
            Lula teve tudo para construir um país melhor, mais justo, fácil e seguro. Teve apoio dentro e fora do Congresso. Contava com aprovação popular na casa dos 80%.
            Lula teve dinheiro. A arrecadação do governo federal duplicou em seu governo. Nenhum outro presidente teve condições tão boas para governar, fazer o certo, melhorar o Brasil. Mas Lula não quis. Optou para chamar para junto de si todos os párias da política nacional. Abraçou Sarney e Collor. Repartiu a máquina política entre (P)MDB e outros partidos aliados. Para financiar suas campanhas eleitorais e seus militantes, o PT institucionalizou e expandiu a corrupção brasileira a níveis nunca vistos, segundo delatares da Lava Jato.
            Lula é o PT. O PT é o Lula.
            Foi Lula quem escolheu Dilma para sucedê-lo. Foi Lula que apoiou Michel Temer para ser o vice dela.
            Programas de crédito subsidiados pelo BNDES, emissão de títulos da dívida, Medidas Provisórias, nomeação de diretores em estatais... Tudo isso depende da assinatura do Presidente da República.
            O esquema entre Temer e a JBS foi iniciado e alimentado durante os governos Lula e Dilma.
            Lula e Dilma fizeram campanha para Sérgio Cabral e Eduardo Paz.
            Lula e Dilma nunca manifestaram interesse em acabar com o foro privilegiado, nem com os super salários e pensões que estão corroendo as contas públicas.
            Foram Lula e Dilma que entupiram o Estado com militantes e amigos deles.
            Depois de 13 anos de PT, os jovens pobres continuam saindo das escolas mal sabendo escrever seus próprios nomes. Cerca de 27% dos brasileiros são analfabetos funcionais e 30% dos brasileiros nunca leram um único livro na vida.
            O PT recebeu um país com taxa de evasão escolar de 7,6% e entregou com 16,5%.
            Quando Lula foi eleito, 9,5% dos jovens não trabalhavam. Quando Dilma saiu, esse percentual estava em 25,8%.
            Depois de 13 anos de PT, metade dos domicílios brasileiros continuam sem acesso a rede de esgoto e 30% não tem acesso à agua tratada.
            Depois de 13 anos de PT, metade dos trabalhadores continuam ganhando menos de um salário mínimo por mês, 20 milhões de pessoas ganham menos de R$ 140,00 e quase 9 milhões de pessoas encontram-se na extrema pobreza com renda abaixo de 70 reais.
            Depois de 13 anos de PT, metade dos nordestinos dependem do Bolsa Família para viver.
            Depois de 13 anos de PT, mais de 60 mil pessoas são assassinadas por ano e a taxa de elucidação de homicídios chega a ser de 4% no Pará. Outros 21 estados sequer sabem quantos homicídios são elucidados anualmente.
            Nunca antes na história deste país os bancos lucraram tanto quanto nos governos Lula e Dilma.
            Ambev, Elke Batista e suas empresas, JBS, Lojas Riachuelo, OAS, Odebrecht e tantas outras grandes empresas foram infladas com dinheiro que o roubou dos brasileiros.
            O PT roubou mais de R$ 70 bilhões dos funcionários da Caixa Econômica, do Banco do Brasil, da Petrobrás e dos Correios. Roubou mais de R$ 100 milhões de milhares de funcionários públicos. Segundo o TCU, 578 contratos da Reforma Agrária e mais de 1,1 milhão de cadastros do Bolsa Família estavam irregulares.
            Junto com outros partidos, o PT roubou R$ 42 bilhões da Petrobrás.
            É preciso repetir: era o PT que ocupava a Presidência da República. Era o PT que tinha o poder das decisões.
            Antes de ser afastada, Dilma cortou bilhões de reais em verbas de todas as áreas.
            Considerando que a esquerda acredita que uma pequena minoria da população enriquece às custas da pobreza da grande maioria, devemos concluir que o PT foi o maior vetor de desigualdade social da história deste país,
            Pesquisa publicada pelo IPEA mostra que a única parcela da população que teve aumento de renda durante o segundo mandato de Dilma foi a dos super ricos, pessoas com renda acima de R$ 150 mil por mês. O restante da população teve redução na renda.
            Os bancos, por exemplo, lucraram durante o governo Lula, oito vezes mais do que no governo de FHC.
            A intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro só está acontecendo porque durante 13 anos o PT ignorou a pauta, mantendo as fronteiras escancaradas para a entrada de armas compradas por criminosos e incentivando a delinquência.
            Durante os governos do PT, a criminalidade explodiu nas regiões mais pobres do Brasil. No Amazonas, Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins, o número de homicídios aumentou 100%. No Rio Grande do Norte o aumento foi de 232%.
            Como se fosse pouca culpa, Lula e o PT ainda se dedicam a atacar a Lava Jato, o que beneficia dezenas de políticos corruptos, incluindo o tucano Aécio Neves.
            O PT tem culpa até no colapso econômico da Venezuela, uma ditadura socialista que foi financiada com empréstimos bilionários do BNDES.
            O Partido dos Trabalhadores não promoveu “avanços sociais”. Os “milhões de brasileiros tirados da pobreza” são um golpe de marketing baseado na mudança dos critérios de identificação de classes sociais, a partir do qual só pode ser considerado pobre o cidadão com renda abaixo de R$ 291 por mês. Acima disso, a pessoa já é “classe média”.
            Resumindo, o PT promoveu apenas corrupção e desperdício de dinheiro dos pagadores de impostos em larga escala, resultando na maior recessão da história do país e afetando principalmente os mais pobres.
            Portanto, pode gritar, sim, é tudo culpa do PT.
            O texto é um tanto longo, mas necessário para termos uma compreensão mais clara do que foi esse período governado pelo PT. Pode ter alguns exageros na perspectiva de quem avalia os fatos.
            Uma pergunta que não quer calar: como é que um partido como o PT consegue conquistar tanto apoio, em tão pouco tempo, mesmo entre pessoas inteligentes e honestas, dentro das Universidades ou Igrejas. Mesmo correndo o risco de ser rigoroso na conclusão, imagino que essas pessoas foram beneficiadas direta ou indiretamente, sem a preocupação de ver a ética do que acontece dentro dos diversos relacionamentos.
            Também sinto falta de um soberano, com o poder de destituir dos cargos públicos todo mau caráter que tenta espoliar a nação apoiado por diversos entes semelhantes ao seu mau caráter.
 
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 06/03/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Sióstio de Lapa http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr