Textos

TEMPOS RUINS
            Circula nas redes sociais medidas cautelares que supostamente são originadas do Comandante do Batalhão da PM do Rio Grande do Norte, que mesmo não sendo essa a origem não deixa de ser verdadeira e útil. Pois vejamos o que diz:
            Estamos atravessando tempos ruins em Natal, esteja ciente disso e se cuide!
            Alerta do Comandante do Batalhão da PM do Rio Grande do Norte em Natal.
            Eu acredito que, no atual momento, serve para todos, de qualquer localidade da Grande Natal.
            Estamos em tempos de guerra e aí vão algumas medidas cautelares:
  1. Evite bares noturnos ou lanchonetes em locais abertos.
    Evite sair de casa após dez da noite.
    Transite somente por vias movimentadas. Evite atalhos no período noturno principalmente no bairro do comércio.
    Não demorem no embarque e no desembarque do veículo. Combine com familiares.
    No desembarque cada um bate sua porta e o motorista tranca as portas no controle remoto ao mesmo tempo que se afasta rapidamente do veículo.
    Se despeça dentro de casa, embarque rápido e saia com o veículo. Evite ficar parado dando bobeira, ao embarcar devagar ou se despedindo na rua.
    Passeios de preferência em shoppings.
    Ao parar em um sinal, mantenha distância do veículo da frente, para que você possa ver os pneus traseiros. Assim dá para sair rapidamente sem manobrar, se for preciso.
    Evite parar na faixa da esquerda do semáforo. De preferência a faixa do meio.
    Mantenha distância de duplas, em motocicletas.
    Nunca pare para falar no whatsapp dentro dos veículos.
    Se for aguardar alguém em algum lugar, observe antes ao redor, estacione o veículo com segurança, apague todas as lâmpadas, puxe o freio de mão e retire o pé do freio (para apagar a luz do freio). Veículo sempre com todos vidros fechados e filmados com película.
    Se perceber suspeitos, dê várias voltas antes de entrar com o carro na garagem. Ao sair de casa, olhe atentamente se não tem ninguém na rua. De preferência, pelas câmeras de TV ou no celular.
    Quem mora em casa, instale cerca elétrica, portão automático, sensores, câmeras com monitoramento real. Tenha cães de guarda. O melhor ainda é optar por condomínio fechado ou apartamento com porteiros.
    Quem tiver condições de comprar um carro blindado, compre.
    Sempre suspeitar de tudo e de todos. Ter uma postura defensiva é estar sempre atento.
    A pé ao ouvir disparos, diminua a silhueta, deite-se ou abaixe-se imediatamente, de preferência ao lado de algo rígido que sirva de proteção. Exemplo: meio fio, mureta, roda dianteira (ao lado do motor) de carros estacionados.
    Ao se dirigir ao veículo estacionado, nunca vá diretamente a ele. Observar todo ambiente em volta e se estiver tudo tranquilo, embarcar e sair rapidamente.
    Quando for a algum ambiente público como padarias, restaurantes ou bares, dê preferência aos que tem câmeras e segurança armada.
    Nunca ir a caixas eletrônicos à noite, nem no fim de semana e nem em lugares desertos. Dê preferência aos shoppings.
    Antes de entrar em algum estabelecimento sempre observe se as pessoas estão agindo com naturalidade, pessoas muito paradas sem se mexer podem estar sendo assaltadas.
    Nada de conversas, no portão e em frente de casa na calçada. Esse tempo já passou.
    O mais importante: se for surpreendido não faça movimentos bruscos e nunca reaja.
Oriente sua família.
            Logo no início do texto é dito que estamos em guerra e por isso a importância das medidas elencadas. Isso quer dizer que estamos em guerra, nós contra os bandidos. Interessante que todos os bandidos andam armados, com armas as vezes mais poderosas do que as armas da polícia, mas nós cidadãos, que somos o alvo desses bandidos, não podemos portar uma arma. Que diabos de guerra desigual é essa que só um lado é armado? Assim fica muito fácil, nós cidadãos, temos que decorar e praticar todas as medidas elencadas enquanto eles ficam rondando, esperando o momento oportuno, e sempre vão achar, para lançar o bote. Perdemos nossa qualidade de vida e a cada dia, com rezas e cumprimento de medidas cautelares, lutamos para não perder nossas vidas. E o
Estado? Falido e corrompido! E a Justiça? Lenta e esquizofrênica! E a população? Bem, nós somos a ração desses lobos, quer seja sugando nosso suor através de impostos exorbitantes, ou sugando nosso sangue, através de assaltos de colarinho branco ou de rifles e metralhadoras.

 
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 30/03/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Sióstio de Lapa http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr