Textos

REFLEXÕES AA 02-11-18 – SERENIDADE
               Ao participar das reuniões de Alcoólicos Anônimos no Grupo Ceará Mirim aos domingos, vou notando as reflexões que surgem na minha mente a partir dos depoimentos dos membros que vão à cabeceira de mesa. Vejamos que refleti nessa data e expus para os presentes quando me foi dada a oportunidade de falar:
               Serenidade. De onde vem? Quando o alcoólico está dentro dos grupos e seguindo direitinho a programação, começa a sentir cada vez mais uma serenidade. Podemos interpretar que seja devido ao cumprimento da Oração da Serenidade que todos recitam no início e fim de cada reunião. Aceitar as coisas que não podem ser modificadas é o primeiro e importante passo para alcançar essa serenidade e ter forças para corrigir aquelas que podem ser modificadas.
               Julgamento. A forma de julgar os outros, sem conhecer a realidade, faz com que a pessoa se afaste de condições que podiam ser muito positivas para ela. Parece ser o que acontece com muitas pessoas que evitam vir para uma sala de AA ou mesmo uma igreja, pensando que ali existem atividades que vão de encontro à sua liberdade. A conduta inteligente é que conheçamos determinada situação para dai dar a sua interpretação.
               Poder Superior. Quando o homem se encontra desesperado, sem encontrar uma saída para seus problemas, pode desistir de Deus, uma personagem, acredita, nunca lhe auxiliou, por isso está em tal situação deplorável. Mas é um engano! Não tem a consciência de que seus problemas são decorrentes de seus erros e que a Natureza, reflexo de Deus, apenas deixa frutificar a colheita que houvera sido feita. Quando o homem desperta para sua impotência de resolver sozinho o drama em que está inserido, e que esse Poder Superior a sua existência pode lhe ajudar nesse aspecto, então, sente um aporte de forças vindas dEle, mesmo que já tenha um nome para esse Deus. Jeová, Buda, Krishna e tantos outros nomes que possa denominar,  
               Tempo. É uma força que arrasta a Natureza e tudo que nela existe. No mundo material, os corpos passam da juventude para a velhice com as suas características. Na juventude existe a força dos instintos, adubadas pelo egoísmo, que se não foram devidamente podadas pela educação familiar, escolar ou religiosa deixam o ser humano com características animais, de difícil convivência. Com a passagem do tempo chega a velhice, onde as energias biológicas se atenuam e ficam fortalecidas as energias espirituais, capaz de educar as gerações seguintes com maior sabedoria. Com relação ao alcoolismo existe um riso adicional, pois a doença adquirida desde os dias da juventude, além de trazer prazeres, muitas vezes inconsequentes, também gera a morte prematura dos neurônios, e consequentemente a incapacidade de gerir a própria vida.
               Felicidade. Parece tão simples, um alcoólico disse no seu depoimento que era a capacidade de poder decidir para onde ir. E isso é verdade, o alcoolismo, como qualquer outra dependência química é considerada a patologia da vontade. Quando o paciente reconhece a doença e resolve parar de ingerir bebidas alcoólicas, ver que não consegue fazer isso com facilidade. Tenta diversas vezes com recaídas constantes, e muitas vezes recorre ao suicídio para atenuar o seu sofrimento e incompetência.
               Psicoterapia. As reuniões em AA servem como psicoterapia de grupo que ajuda a quem delas participa. Os pacientes que eu indico têm dificuldade de chegar no Grupo Ceará Mirim, mesmo que morem na cidade. A ideia é que os pacientes que moram em Natal compareçam uma vez por mês na reunião; os que moram em Ceará Mirim, uma vez por semana. Agora, o ideal é que cada um frequente determinado gruo de sua preferência, cumpram a programação descrita na literatura, tanto os 12 passos para a recuperação pessoal, como as 12 tradições e os 12 conceitos, para saber com mais propriedade como ajudar a sim mesmo e aos outros.
               Sempre lembrar que, a maior força que ajuda ao alcoólico e a quem dele pretende ajudar, é o Poder Superior, e que Ele se manifesta nas reuniões do grupo, a partir do depoimento honesto de cada participante.
 
Sióstio de Lapa
Enviado por Sióstio de Lapa em 05/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr