Meu Diário
26/03/2021 00h24
DAR E RECEBER

            Dentro dos relacionamentos que temos com a Natureza estão as trocas, o dar e o receber. Um exemplo clássico é o nosso relacionamento animal com as plantas. Enquanto elas nos dão o oxigênio, nós fornecemos o dióxido de carbônico. Enquanto aquele é essencial para nós, este é essencial para as plantas. 

            No relacionamento interpessoal estar o dar e o receber. Os instintos animais induzem o nosso comportamento a receber mais do que merecemos ou necessitamos, até de forma criminosa, como é o caso da corrupção e dos males egoístas do mundo. Para vencer essa forte tendência biológica que tende a desequilibrar a harmonia do universo, o Criador enviou o seu filho mais evoluído, Jesus, o Cristo, para nos ensinar sobre o amor e nos colocar nos trilhos do caminho que nos leva ao Pai. Jesus ensina que os recursos que o Pai coloca à nossa disposição devem servir para fazermos a Sua vontade e não a nossa. Agindo dessa forma com os recursos que o Pai deixa à nossa disposição, de acordo com o nosso potencial adquirido com honestidade ao longo do tempo, das diversas encarnações, iremos evoluir e fazer evoluir o planeta que habitamos.

            Dentro desse contexto, sinto-me colocado pelo Pai numa posição estratégica, capaz de aumentar a velocidade de minha evolução e contribuir coletivamente para o avanço do planeta em direção ao estágio de regeneração. Tenho nas mãos uma estratégia de marketing de multinível dentre de uma empresa bem consolidada e preparada, para a construção da maquete da família universal e por outro lado os conhecimentos suficientes para catalisar todos aqueles que desejam sinceramente contribuir para a formação do Reino de Deus dentro do planeta. 

            Percebo que recebo do Pai através dos diversos canais que Ele tem à disposição, recados e respostas às minhas indagações que faço em momentos de conflitos psicológicos e emocionais. Os dois textos que fiz nos dois dias anteriores, “Amar e Trabalhar” e “Alma Avançada” são duas dessas respostas. Para completar, recebi hoje um presente inesperado de um paciente surdo-mudo que acompanho, que está internado no hospital psiquiátrico. Um livro usado que foca diretamente no meu principal interesse no campo espiritual: “O Reino de Deus já governa!”.

            Tudo está devidamente encaminhado e só depende de minha competência, na capacidade de vencer os inimigos internos, as cabeças ativas do bicho de sete cabeças correspondentes aos sete pecados capitais, o Behemoth bíblico, criado por Deus, com a função de preservar nosso corpo biológico. 

            Sei das minhas fortes limitações, da possibilidade de não cumprir minha missão, por isso peço humildemente ao Pai as três coisas que podem me fortalecer para a vitória: inteligência rápida, sabedoria e coragem. Sei também a vontade do Pai irá se cumprir no tempo apropriado, quer seja por minha vitória, quer seja pela vitória de outra pessoa mais capacidade que assume a direção desta evolução positiva.


Publicado por Sióstio de Lapa em 26/03/2021 às 00h24
 
25/03/2021 01h24
ALMA AVANÇADA

            Achei interessante um vídeo que explicava que 17 características apontam para uma alma avançada que veio a este mundo com um propósito específico. Essas pessoas têm como objetivo trazer luz a sua parte do mundo. As almas avançadas já viveram muitas vidas. Estas são almas que progrediram para o estado de conhecimento espiritual avançado. Essas pessoas são mais do que conscientes e equilibradas. Essas almas são aquelas que possuem muitas características diferentes das dos seres humanos comuns. Achei interessante e trouxe aqui para refletirmos.

  1. Eles amam de forma diferente. Eles usam o amor como meio de ajudar os outros no caminho certo. O amor é algo que muitas pessoas estão procurando. Eles são mais que capazes de fornecerem isso.
  2. Eles amam os animais e os animais também os amam. Eles parecem se entenderem no nível mais profundo que a maioria das pessoas. Mesmo os animais mais ferozes parecem estar bem com almas avançadas na maior parte das vezes. Eles costumam ter animais de estimação e não perderão a oportunidade de acariciar os seus se você permitir.
  3. Eles passam muito tempo na natureza e se tiverem tempo livre, provavelmente passarão ao ar livre. Nada supera o ar puro e a tranquilidade.
  4. Eles gostam de ficar sozinhos às vezes. Isso permite que mantenham sua força espiritual e os mantem com os pés no chão.
  5. Eles parecem muito ais jovens do que realmente são. Eles parecem jovens e velhos ao mesmo tempo. Isso porque são bastante maduros a nível emocional. Normalmente, eles mantêm sua saúde boa ao longo da vida. Você ficará surpreso com a idade que eles realmente têm, mas também descobrirá que são mais sábios além dessa mesma idade.
  6. Eles só acreditam nas coisas que são, para eles as coisas apenas são, não há positivo nem negativo. Eles existem em tudo e em nada ao mesmo tempo. A vida deles é muito diferente da vida dos outros.
  7. Eles não são materialistas. Eles apenas se esforçam para viver com conforto e simplicidade. Todas as coisas extras não são importantes para eles. Eles sabem que essa existência é apenas temporária e prosperam da melhor maneira.
  8. Eles acreditam que todas as coisas estão conectadas. Tudo para eles vem de uma fonte. Para essas pessoas todos estão conectados. Eles veem esse mundo como ele é, e isso vai muito além do que a maioria das outras pessoas veem.
  9. Eles se sentem confortáveis em sua própria pele. Eles se encaixam perfeitamente com o ambiente. Eles não se perdem e se sentem confortáveis com quem são.
  10. Eles não forçam ninguém. Eles ficam mais do que satisfeitos em mostrar o caminho que você precisa seguir, mas não o forçarão a fazer nada que você não esteja disposto a fazer. Se você não estiver pronto, eles não o empurrarão.
  11. Eles irão guia-lo, eles guiarão qualquer um que esteja disposto a ser guiado. Se você precisar deles, eles lhe darão conselhos.
  12. Todas suas ações são sinceras. Eles nunca fazem nada que não seja necessário. Eles estão apenas tentando ajudar os outros e tudo que fazem, eles não pedem nada em troca.
  13. Eles apenas falam a verdade. Eles não vão adoçar nada. Se eles dizem algo que te perturba, é porque você precisava ouvir.
  14. A sua aura é muito profunda. A presença deles é reconfortante e lhe dará uma sensação de relaxamento. Eles não trarão nada além de paz e você sentirá como se nada negativo pudesse surgir quando eles tiverem por perto.
  15. Eles têm uma voz suave e calmante. Quando falam, o fazem com requinte. Eles não são barulhentos e frequentemente oferecem soluções sábias e livres de conflitos para os problemas que você está enfrentando.
  16. Eles têm um toque suave, reconfortante. Seu toque é muito leve e curativo. Você sentirá como se alguém muito importante o estivesse confortando quando lhe der um abraço.
  17. Eles têm um olhar penetrante. Quando eles olham para você é como se alguém tivesse olhando para a forma mais crua de você. Olhando profundamente sua alma. 

Conforme você progride espiritualmente, você começa a se livrar da dor, da negatividade e do sofrimento que vem com uma vida na Terra. Quanto mais você progride, mais brilhante você se torna à medida que sua alma se lembra de quem e o que realmente é, um aspecto manifestado do divino. Para recuperar seu conhecimento e progresso como alma, você deve reconhecer seus próprios pontos fortes e fracos. Esta é a chave para se manter no caminho certo, permitindo que você aproveite o máximo o seu tempo nesta vida e ao mesmo tempo, que torne o mundo um lugar melhor para você e para todos ficarem nele.

            Estava à procura de uma resposta de Deus para o conflito que entrei citado no texto anterior, “Amar e trabalhar”. Será que esta reflexão é uma resposta que o Pai me oferece para eu me situar em que ponto estou? Simplesmente burilando a alma dentro desses critérios de evolução e assim estarei amando e trabalhando na seara do Senhor?

            Pode ser...


Publicado por Sióstio de Lapa em 25/03/2021 às 01h24
 
24/03/2021 00h22
AMAR E TRABALHAR

            Deus é amor, e Paulo escreveu em aos Coríntios as características do amor. Se queremos estar sintonizados com Deus devemos seguir o conselho que Paulo nos dá no capítulo 13 da 1a. Carta aos Coríntios: “Se na língua dos humanos e dos anjos eu falar, mas amor não tenho, bronze ecoante ou címbalo ruidoso me tornei. E se eu tiver profecia e souber todos os mistérios e todo o conhecimento; e se eu tiver toda a fé a ponto de mover montanhas, mas amor não tenho, nada sou. E se eu tiver profecia e souber todos os mistérios e todo o conhecimento; e se eu tiver toda a fé a ponto de mover montanhas, mas amor não tenho, nada sou. E se eu transformar em comida para os que têm fome todos os meus bens e se eu entregar o meu corpo para que me vanglorie da minha própria coragem, mas amor não tenho, de nada sirvo. O amor é paciente, prestante é o amor; não inveja, não fanfarrona, não se incha de vaidade; não é indecoroso, não procura as coisas que são do interesse dele; não se irrita nem contabiliza o mal que lhe é feito; não se alegra com a injustiça, mas alegra-se pela verdade. Tudo aguenta, tudo confia, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha. Se existem profecias, elas serão anuladas. Se existem línguas, cessarão. Se existe conhecimento será anulado. Pois o nosso conhecimento é parcial e parcial é nossa profecia. Quando vier o perfeito, o parcial será anulado. Quando eu era criança, falava como criança, pensava como uma criança, contava como uma criança. Mas quando me tornei homem, anulei as coisas de criança. Pois nós vemos agora através de um espelho enigmaticamente; mas depois, será cara a cara. Agora conheço as coisas parcialmente; mas depois conhecerei na medida em que também eu fui conhecido. O que fica agora é: fé, esperança e amor – estas três coisas. Mas destas a maior é o amor.”          

            Tenho a intenção de trabalhar para a construção do Reino de Deus. O Reino do Amor. Portanto, tenho que estar habilitado, conforme Paulo, na aplicação do Amor, na aplicação da vontade de Deus, da vontade do Amor. Onde serei testado? Parece que o melhor laboratório para o teste do Amor é a vivência dentro da família, e quanto mais ampla, mais complexa. 

            Receio que estou sendo reprovado em algumas provas. Frente algumas circunstâncias, perco a paciência, fico irritado, contabilizo o mal que pode ter sido feito. Não aguento tudo, não confio em tudo, não espero tudo, não suporto tudo. Sinto que falho. Se existe a profecia de que eu seja capaz de fazer a vontade de Deus, ela será anulada.

            Tenho que recuar. Entrar em oração. Pedir a Deus forças para que eu possa receber a Sua essência do Amor e seja capaz de expressar em meu comportamento. Como posso trabalhar na construção do Reino do Amor, na construção da família universal que deve se tornar cada vez mais ampla, se dentro das limitações do lar doméstico eu apresento falhas na expressão do Amor?

            Falta-me sabedoria, coragem e inteligência rápida para deixar o amor que recebo do Pai se expressar pelo meu comportamento, qualquer que seja a circunstância. Farei o esforço que Paulo sugere para que mesmo na pressão o meu corpo se comporte conforme é coerente com o amor. Tentarei fazer isso sem deixar que a fraqueza e reações inadequadas de outras pessoas me desvie deste caminho, o caminho do Amor. Somente assim poderei me reabilitar para iniciar o trabalho mais amplo que o Senhor me reservou, de fazer a maquete da família universal, protótipo do Seu Reino de Amor.   


Publicado por Sióstio de Lapa em 24/03/2021 às 00h22
 
23/03/2021 00h22
VINHA DE LUZ (31) – DE ÂNIMO FORTE

            Paulo já dizia na carta a Timóteo que Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, amor e moderação (II Timóteo, 1:7.)

            Deus nos oferece a cada momento e circunstâncias, trabalho de cunho espiritual que pode ajudar a todo irmão que deseje reergue-se, aprimorar-se, elevar-se.

            Tenho como exemplo o trabalho no marketing multinível oferecido pela Polishop e indicado a mim por Deus, como forma de ajuda a cada irmão que tenha necessidade de algo. Mas, devo confessar, o meu ânimo não é tão forte como Paulo citou que cada um possuímos. Ele deve ter falado de experiência própria, pois fez um belo trabalho para a cristandade depois da sua conversão. Porém, o mesmo não se aplica a mim. Vejo o trabalho que Deus coloca na minha frente, sinto toda a dimensão que ele oferece, mesmo assim esse ânimo forte que Paulo comentou não chega até mim. Por isso peço sempre em minhas orações: sabedoria, coragem e inteligência rápida para fazer a vontade do Pai e não a minha. Mas parece que sempre está na frente a minha vontade e não a do Pai. Cadê a coragem? O ânimo? A inteligência para encontrar o caminho correto? A sabedoria para desviar dos desvios do caminho reto?

            Há lacunas e necessidades entre os irmãos, problemas e obstáculos desafiam a minha intenção de fazer a vontade do Pai, em toda a parte. A ignorância pede instrutores, a dor reclama enfermos, o desespero suplica orientadores. Onde estou eu? Onde estão, como eu, aqueles que procuram abraçar o trabalho por amor de servir? 

            Mas não estou sozinho nessa falta de ânimo. Com raras exceções observamos, na maioria das vezes, a fuga, o pretexto, o retraimento. Há o temor de responsabilidade, receios de críticas, pavor de iniciativa a benefício de todos. Terminamos por ficar na ociosidade, nos prazeres egóicos, esquecendo ou não querendo entender que somos instrumentos do espírito para fazer a vontade de Deus, muito bem explicado pela vinda do mestre Jesus.

            Como poderá o mundo ouvir a beleza da melodia divina ensinada pelo Cristo, se lhe falta os instrumentos que somos nós? Jesus é o maestro divino, e nós, encarnados e desencarnados, os instrumentos dEle para a eterna melodia do bem no mundo.

            Se algemamos o coração à preguiça, ao medo de trabalhar em benefício coletivo, como encontrar um serviço feito dentro da comunidade que nos tranquilize a consciência? Como recolher felicidade que não semeamos ou amealhar dons dos quais não contribuímos para vicejar, dentro ou fora de nós?

            Não posso nem devemos desistir de nossas intenções, de nosso compromisso com Deus. Devemos lutar contra o Behemoth que mesmo sendo forte não é invencível, que não se possa domesticar. 

            Onde esteja a possibilidade de sermos úteis, avancemos de ânimo forte, para a frente, construindo o bem, ainda que defrontados pela ironia, pela frieza ou pela ingratidão. Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, amor e moderação. A cada um deu uma missão, e a minha, de colaborar na construção do Seu reino, não posso deixar de cumprir.


Publicado por Sióstio de Lapa em 23/03/2021 às 00h22
 
22/03/2021 00h21
FRATELLI TUTTI (4) – DESAFIO DO COVID-19

            O Papa Francisco escreveu a Carta Encíclica Fratelli Tutti (Todos Irmãos) que recebeu e ainda recebe severas críticas por membros bem situados no Vaticano e que se espalha pelas redes sociais, mais as críticas que a própria Carta.

            Trarei aqui esse documento, fracionado devido a sua extensão, para que tenhamos oportunidade de fazer nossas reflexões sempre com o espírito livre em procura da Verdade, que é o nosso objetivo final.

7. Além disso, quando estava a redigir esta carta, irrompeu de forma inesperada a pandemia do Covid-19 que deixou a descoberto as nossas falsas seguranças. Por cima das várias respostas que deram os diferentes países, ficou evidente a incapacidade de agir em conjunto. Apesar de estarmos superconectados, verificou-se uma fragmentação que tornou mais difícil resolver os problemas que nos afetam a todos. Se alguém pensa que se tratava apenas de fazer funcionar melhor o que já fazíamos, ou que a única lição a tirar é que devemos melhorar os sistemas e regras já existentes, está a negar a realidade.

8. Desejo ardentemente que, neste tempo que nos cabe viver, reconhecendo a dignidade de cada pessoa humana, possamos fazer renascer, entre todos, um anseio mundial de fraternidade. Entre todos: «Aqui está um ótimo segredo para sonhar e tornar a nossa vida uma bela aventura. Ninguém pode enfrentar a vida isoladamente (…); precisamos duma comunidade que nos apoie, que nos auxilie e dentro da qual nos ajudemos mutuamente a olhar em frente. Como é importante sonhar juntos! (…) Sozinho, corres o risco de ter miragens, vendo aquilo que não existe; é junto que se constroem os sonhos». Sonhemos como uma única humanidade, como caminhantes da mesma carne humana, como filhos desta mesma terra que nos alberga a todos, cada qual com a riqueza da sua fé ou das suas convicções, cada qual com a própria voz, mas todos irmãos.

            A Covid-19 veio nos mostrar o quanto o quanto temos dificuldade de solidariedade, de cooptar nossos pensamentos dentro da verdade, do melhor raciocínio e diagnóstico no sentido de implementar as ações necessárias para o bem-estar da comunidade. O que vemos é uma disputa política de grupos em busca do poder, que não se intimidam em deixar a população desprotegida, desinformada, enquanto milhares morrem a cada dia no mundo. As próprias instituições internacionais, criadas com o intuito de melhor lidar com os desafios da saúde, se mostram direcionadas por interesses alienígenas, que não levam segurança aos povos, e sim a grupos que se colocam estrategicamente em postos de decisão. A população planetária parece ser conduzida em uma direção obscura, contrária aos interesses da verdade e da justiça.

            O sonho do Papa Francisco de uma fraternidade mundial, parece não contar com esses movimentos de restrição de liberdade, de mudança e enfraquecimento da base familiar. Os direitos humanos se mostram caolhos, e se voltam para a defesa dos criminosos, quer sejam aqueles que retiram a vida do próximo nos becos ou avenidas, quer sejam aqueles criminosos que matam milhões ao roubar o dinheiro público ou desviar para seus interesses escusos. No sonho do Papa merecia ter sido incluído os obstáculos que existem dentro das comunidades, daqueles irmãos que militam de forma equivocada, trazendo revoluções e derramamento de sangue, divisões entre grupos e classes, entre patrões e empregados, entre a fé e a razão. 


Publicado por Sióstio de Lapa em 22/03/2021 às 00h21



Página 4 de 677 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr