Meu Diário
08/09/2020 00h07
O BRASIL TEM UMA MISSÃO – ESCLARECENDO (2)

            Continuando a leitura interpretativa do livro ˜Brasil, coração do mundo, pátria do Evangelho”.

Esclarecendo

Todos os estudiosos que percorreram o Brasil, estudando alguns detalhes dos seus oito milhões e meio de quilômetros quadrados, se apaixonaram pela riqueza das suas possibilidades infinitas. Eminentes geólogos definiram-lhe os tesouros do solo e naturalistas ilustres lhe classificaram, a fauna e a flora, maravilhados ante as suas prodigiosas surpresas. Nas paisagens suntuosas e inéditas, onde o calor suave dos trópicos alimenta e perfuma todas as coisas, há sempre um traço de beleza e de originalidade empolgando o espírito do viajor sedento de emoções. (Esta riqueza do Brasil não está introjetada na maioria dos seus habitantes, que se movem em busca da sobrevivência, sem condições de eleger pessoas comprometidas com um trabalho honesto. Sempre observamos o poder financeiro deturpar o sentido da democracia).

 Afãs, se numerosos pensadores e artistas notáveis lhe traduziram a grandiosidade de mundo novo, contando "lá fora" as inesgotáveis reservas do gigante da América, todo esse espírito analítico não passou da esfera superficial das apreciações, porque não viram o Brasil espiritual, o Brasil evangélico, em cujas estradas, cheias de esperança, luta, sonha e trabalha o povo fraternal e generoso, cuja alma é a "flor amorosa de três raças tristes", na expressão harmoniosa de um dos seus poetas mais eminentes. (Podemos observar este Brasil espiritual, religioso, mas tudo muito superficial. A maioria dos que conduzem a Bíblia não possui uma melhor compreensão do que está sendo ensinado, e quando obtém essa compreensão, não está disposta a colocar em prática).

As reservas brasileiras não se circunscrevem ao mundo de aço do progresso material, que impressionou fortemente o espírito de Humboldt, mas se estendem, infinitamente, ao mundo de ouro dos corações, onde o país escreverá a sua epopéia de realizações morais, em favor do mundo. (Esperemos que chegue em nossa compreensão a importância da prática de reforma íntima, que procuremos realiza-la nos aproximando da família universal, da construção do Reino de Deus).

 Jesus transplantou da Palestina para a região do Cruzeiro a árvore magnânima do seu Evangelho, a fim de que os seus rebentos delicados florescessem de novo, frutificando em obras de amor para todas as criaturas. Ao cepticismo da época soará estranhamente uma afirmativa desta natureza. O Evangelho? Não seria mera ficção de pensadores do Cristianismo o repositório de suas lições? Não foi apenas um cântico de esperança do povo hebreu, que a Igreja Católica adaptou para garantir a coroa na cabeça dos príncipes terrestres? Não será́ uma palavra vazia, sem significação objetiva na atualidade do globo, quando todos os valores espirituais parecem descer ao sepulcro caiado" da transição e da decadência? (Sim, esta é a disposição em que nos encontramos hoje, início do século XXI. Muito trabalho deve ser realizado por aqueles que já tem uma consciência mais próxima do ideal cristão).

Mas, a realidade é que, não obstante todas as surpresas das ideologias modernas, a lição do Cristo aí está no planeta, aguardando a compreensão geral do seu sentido profundo. Sobre ela, levantaram-se filosofias complicadas e as mais extravagantes teorias salvacionistas. Em seu favor, muitos milhares de livros foram editados e algumas guerras ensanguentaram o roteiro dos povos. Entretanto, a sublime exemplificação do Divino Mestre, na sua expressão pura e simples, só́ pede a humildade e o amor da criatura, para ser devidamente compreendida. Do seu entendimento decorre aquele "Reino de Deus" em cada coração, de que falava o Senhor nas suas meigas pregações do Tiberíades — reino de amor fraternal, cuja luz é o único elemento capaz de salvar o mundo, que se encaminha para os desfiladeiros da destruição. (As diversas ideologias modernas que tanto sangue deixou rolar nos diversos campos da Terra, como as ideologias comunistas, socialista, que dizendo buscar a justiça e a uniformidade de todos termina por construir uma ditadura perversa, continuam sendo idealizadas como salvacionistas e conduzindo almas ingênuas, como eu fui um dia, seguidor, sem a conscientização que tenho hoje).

E os verdadeiros aprendizes, os crentes sinceros no poder e na misericórdia do Senhor, esperam, com os seus labores obscuros, o advento da cristianização da humanidade, quando os homens, livres de todos os símbolos sectários de separabilidade, puderem entender, integralmente, as maravilhas ocultas da obra cristã. Nas suas dolorosas provações dos tempos modernos, quando quase todos os valores morais sofrem o insulto da mais ampla subversão, esses espíritos heróicos e humildes sabem, na sua esperança e na sua crença, que, se Deus permite a prática de tantos absurdos, por parte dos poderosos da Terra, que se embriagam com o vinho da autoridade e da ambição, é que todas essas lutas nada mais representam do que experiências penosas, por abreviar a compreensão geral das leis divinas no porvir. E, serenos na sua resignação e na sua sinceridade, conhecem, ainda, que as lições do Evangelho não são símbolos mortos e aguardam, cheios de confiança no mundo espiritual, a alvorada luminosa do renascimento humano. (Este é o caminho para nossa preparação cristã deixando o Brasil capacitado para cumprir sua missão. Considerar o Evangelho como “Manual de Instruções” para alcançar essa capacitação).

Nessa abençoada tarefa de espiritualização, o Brasil caminha na vanguarda. O material a empregar nesse serviço não vem das fontes de produção originariamente terrena e sim do plano invisível, onde se elaboram todos os ascendentes construtores da Pátria do Evangelho. (Devemos acreditar nas fontes do ilustre espírito Humberto de Campos quando diz que estamos na vanguarda dessa tarefa, pois constatamos tanta iniquidade praticada pelos homens públicos mais proeminentes, que nos deixa o sentimento de incapacidade espiritual, do ponto de vista coletivo).

 Estas páginas modestas constituem, pois, uma contribuição humilde à elucidação da história da civilização brasileira em sua marcha através dos tempos. Têm por único objetivo provar a excelência da missão evangélica do Brasil no concerto dos povos e que, acima de tudo, todas as suas realizações e todos os seus feitos, forros dos miseráveis troféus das glórias sanguinolentas, tiveram suas origens profundas no plano espiritual, de onde Jesus, pelas mãos carinhosas de Ismael, acompanha desveladamente a evolução da pátria extraordinária, em cujos céus fulguram as estrelas da cruz. São elas, ainda, um grito de fé e de esperança aos que estacionam no meio do caminho. Ditadas pela voz de quem já atravessou as estradas poeirentas e tristes da Morte, dirigem-se aos meus companheiros e irmãos da mesma comunidade e da mesma família, exclamando: — Brasileiros, ensarilhemos, para sempre, as armas homicidas das revoluções!... Consideremos o valor espiritual do nosso grande destino.' Engrandeçamos a pátria no cumprimento do dever pela ordem, e traduzamos a nossa dedicação mediante o trabalho honesto pela sua grandeza! Consideremos, acima de tudo, que todas as suas realizações hão de merecer a luminosa sanção de Jesus, antes de se fixarem nos bastidores do poder transitório e precário dos homens! Nos dias de provação, como nas horas de venturas, estejamos irmanados numa doce aliança de fraternidade e paz indestrutível, dentro da qual deveremos esperar as claridades do futuro. Não nos compete estacionar, em nenhuma circunstância, e sim marchar, sempre, com a educação e com a fé realizadora, ao encontro do Brasil, na sua admirável espiritualidade e na sua grandeza imperecível! (Excelente exortação. Este é o caminho que devemos trilhar, seguindo a bandeira hasteada por Ismael, designado por Jesus para ficar ao nosso lado no Brasil, para o cumprimento de nossa missão).

HUMBERTO DE CAMPOS. (Espírito) 


Publicado por Sióstio de Lapa em 08/09/2020 às 00h07
 
07/09/2020 00h20
O BRASIL TEM UMA MISSÃO – PREFÁCIO (1)

            Lembrando as diversas críticas que recebi no texto “Compromissos Espirituais”, que li e apoiei, onde fala do papel de Longinus/Dom Pedro II e do negro Rafael/Bolsonaro, resolvi buscar a fonte, o livro “Brasil, coração do mundo e pátria do Evangelho, produzido por ícones do espiritismo brasileiro, espírito Humberto de Campos / Chico Xavier e supervisionado por Emmanuel, e colocar nele as minhas considerações. Isso não que dizer que eu esteja correto e quem pensa diferente esteja errado. É uma forma do cidadão, o espírito livre, dentro do seu pensar coerente procurando a verdade dos fatos e das perspectivas a vir, colocar as suas considerações, sem se preocupar com o patrulhamento ideológico que possa ser vítima. Como eu acredito nessa missão designada para o Brasil, de ser o coração do mundo e a pátria do Evangelho, e como brasileiro e engajado no exército do Cristo, sob o comando de Ismael aqui no Brasil, tenho o cuidado de respeitar seu lema: Deus, Cristo e Caridade. Entendo a caridade como a forma sublime do amor, que pode tolerar até as mais ásperas críticas sobre a forma de pensar e interpretar. 

            Irei fazer a releitura do livro e desta vez colocando em negrito as minhas considerações do contexto e me colocar como alvo de críticas sob a minha forma de pensar. Vejamos o primeiro dia, a primeira leitura, que aborda o prefácio feito por Emmanuel, um espírito de escol que orientou a magnífica obra de Chico Xavier. 

            Espero que os bons espíritos me intuam em minhas considerações para que eu não desvirtue obra tão importante, pelo contrário, a edifique e atualize frente as novas circunstâncias que estão se configurando no horizonte atual.     

Prefácio

Meus caros filhos. Venho falar-vos do trabalho em que agora colaborais com o nosso amigo desencarnado, no sentido de esclarecer as origens remotas da formação da Pátria do Evangelho a que tantas vezes nos referimos em nossos diversos comunicados. O nosso irmão Humberto tem, nesse assunto, largo campo de trabalho a percorrer, com as suas facilidades de expressão e com o espírito de simpatia de que dispõe, como escritor, em face da mentalidade geral do Brasil. (O espírito Emmanuel do alto de sua autoridade espiritual e evangélica, referenda o trabalho do espírito Humberto de Campos e sua divulgação através do médium Chico Xavier).

Os dados que ele fornece nestas páginas foram recolhidos nas tradições do mundo espiritual, onde falanges desveladas e amigas se reúnem constantemente para os grandes sacrifícios em prol da humanidade sofredora. Este trabalho se destina a explicar a missão da terra brasileira no mundo moderno. Humboldt (Alexander von Humboldt, o famoso explorador alemão que foi proibido de entrar no Brasil por suspeita de ser espião), visitando o vale extenso do Amazonas, exclamou, extasiado, que ali se encontrava o celeiro do mundo. O grande cientista asseverou uma grande verdade: precisamos, porém, desdobrá­-la, estendendo-­a do seu sentido econômico à sua significação espiritual. 

O Brasil não está somente destinado a suprir as necessidades materiais dos povos mais pobres do planeta, mas, também, a facultar ao mundo inteiro uma expressão consoladora de crença e de fé́ raciocinada e a ser o maior celeiro de claridades espirituais do orbe inteiro. Nestes tempos de confusionismo amargo, consideramos de utilidade um trabalho desta natureza e, com a permissão dos nossos maiores dos planos elevados, empreendemos mais esta obra humilde, agradecendo a vossa desinteressada e espontânea colaboração. Nossa tarefa visa a esclarecer o ambiente geral do país, argamassando as suas tradições de fraternidade com o cimento das verdades puras, porque, se a Grécia e a Roma da antiguidade tiveram a sua hora, como elementos primordiais das origens de toda a civilização do Ocidente; se o império português e o espanhol se alastraram quase por todo o planeta; se a França, se a Inglaterra tem tido a sua hora proeminente nos tempos que assinalam as etapas evolutivas do mundo, o Brasil terá́ também o seu grande momento, no relógio que marca os dias da evolução da humanidade. (A busca pela Verdade é um impositivo dos espíritos nobres, evoluídos).

 Se outros povos atestaram o progresso, pelas expressões materializadas e transitórias, o Brasil terá́ a sua expressão imortal na vida do espirito, representando a fonte de um pensamento novo, sem as ideologias de separatividade, e inundando todos os campos das atividades humanas com uma nova luz. Eis, em síntese, o porquê da nossa atuação, nesse sentido. (É preciso muito trabalho para livrar o Brasil dessas ideologias de separatividade, pois vemos o país totalmente envolvido em disputas políticas muito longes desse ideal expresso por Emmanuel, apesar do Presidente ter sido eleito com o lema ‘Brasil acima de todos, Deus acima de tudo”. Pelo menos o combate a corrupção que é uma marca deste novo governo, sinaliza que estamos indo em sintonia com nossa missão espiritual).

O nosso irmão encontra mais facilidade para vazar o seu pensamento em soledade com o médium, como se ainda se encontrasse no seu escritório solitário; daí a razão por que as páginas em apreço foram produzidas de molde a se aproveitarem as oportunidades do momento. Pecamos a Deus que inspire os homens públicos, atualmente no leme da Pátria do Cruzeiro, e que, nesta hora amarga em que se verifica a inversão de quase todos os valores morais, no seio das oficinas humanas, saibam eles colocar muito alto a magnitude dos seus precípuos deveres. E a vós, meus filhos, que Deus vos fortaleça e abençoe, sustentando-vos nas lutas depuradoras da vida material. (Pelo menos o Presidente está dando demonstrações de seguir essas orientações morais do Evangelho apesar da maioria dos membros dos demais poderes sinalizarem que estão ainda indo em outra direção).

EMMANUEL 


Publicado por Sióstio de Lapa em 07/09/2020 às 00h20
 
06/09/2020 00h04
COMPROMISSOS ESPIRITUAIS – A POLÊMICA (2)

    Continuando a exposição dos comentários sobre o Texto que encontrei na net e reproduzi neste espaço, com a minha aceitação sobre os fatos acontecidos em nosso país e as possíveis movimentações no campo espiritual. Uma confusão que muitos críticos fizeram foi confundir a figura de Longinus/D. Pedro II com Bolsonaro. Será que ficou tão confuso assim? Confesso que no texto alguns atributos colocados por Longinus/Dom Pedro II fizeram paralelo com Bolsonaro. Mas, prestando maior atenção verificamos que Bolsonaro era o Negro Rafael e que recuando ainda mais no tempo, era o soldado sob o comando de Longinus na hora da crucificação. 
05/04/2020 18:55 - Jonathan [não autenticado]
Que bosta de texto!!!
03/04/2020 22:26 - Leli [não autenticado]
Se é vdd ou não... pode ser... Estou orando muito, junto com milhões de brasileiros, que viram no PR uma pessoa honesta, forte, corajosa e protegido por Deus, para que o nosso Brasil cresça muito e combata as injustiças! Distorceram as qualidades dele, suas falas, seu caráter! É como a esquerda faz: "Acuse-os do que você faz, chame-os do que você é! Muitos ainda não entenderam que a luta é do bem (família, valores morais, ética, honestidade...) contra o mal (MARXISMO). E que essa luta é Mundial! O Brasil será fortalecido, porque é a Pátria do Evangelho, não para nos atender, mas para nós ajudarmos o Mundo e levarmos a mensagem do Cristo. LEIAM, PESQUISEM E ESTUDEM! O ESPIRITISMO É A FÉ RACIOCINADA!
29/03/2020 12:19 - Eduardo [não autenticado]
É Lamentável que espíritas possam entrar Na ideologia política para aceitar Bolsonaro, Seus valores estão longe de D. PEDRO II, a ignorância, irresponsabilidade imperam na vida de Bolsonaro, usa Deus em seu discurso e em suas ações é contrário aos valores cristãos.
25/03/2020 15:49 - Ana [não autenticado]
Sou espírita mais acho que Bolsonaro ainda não está preparado para ser esse presidente citado no texto, porém vamos para frente que o tempo dirá.
31/01/2020 15:55 - Irmão Y [não autenticado]
Amigo, D Pedro II era culto, sensível e inteligente. Amigo do conhecimento e da natureza. O espírito não perde as suas conquistas... Jesus foi torturado, quem apoia a tortura é contra o Cristo. Abçs fraternos.
18/01/2020 09:20 - Mauro [não autenticado]
Texto simplesmente lastimável!
10/01/2020 01:34 - José Jorge damasceno [não autenticado]
trabalhador que sou da f.e.e.s.p só tenho a lamentar que se tente forjar fatos em cima de obras de teor espirita, para tentar montar um fato em cima de uma lamentável ignorância da doutrina, tentaram forja coisa inconcebíveis associar um servidor de um ilustre a um senhor sem a menor teor cultura e de respeito a dignidade   direitos, com vários anti valores de relação aos seres humanos, mesmo tendo estado e vivido ao lado de uma pessoa que valorizou intensamente, valores morais esse texto foi de uma hipocrisia extremamente danosa a doutrina espirita e a própria história de d Pedro II. e com qual objetivo? Usar o espiritismo como bandeira de apoio politica a um demente que tenta e mostra ser de uma incompetencia, sem nunca antes visto no país
24/11/2019 20:06 - Hope [não autenticado]
Não julguem. Apenas tenham paciência e aguardem com confiança.
15/11/2019 21:54 - Louise [não autenticado]
Estamos em um evidente cenário polarizado no mundo, devido a transição planetária, que não se pode mais esconder-se daquilo que realmente é e daquilo que se faz. Aqueles que estarão a direita do Cristo, como diz o evangelho, herdará um mundo em regeneração; os demais irão continuar suas experiências evolutivas e anárquicas ao progresso em outros orbes! Depois da maior história de corrupção, o país está saqueado; Mas ainda sim, nos ergueremos para nunca mais permitir doutrinação materialista penetrar o seio de nossa sociedade! Como espírita vejo consonância a respeito do que foi elucubrado quanto às possíveis reencarnações do Bolsonaro e sua missão no Brasil! Se é verdade ou não, só o tempo nos dirá.???
11/11/2019 11:53 - Celso [não autenticado]
Sou simplesmente um aluno do espiritismo , e estou no livro o céu e o inferno , o que aprendi até aqui e que Deus e amor e justiça e caridade , e Jesus simboliza bem esse amor, quando prega " amai ao senhor seu Deus sobre todas as coisa e a teu próximo como a ti mesmo ", portanto não acredito que uma pessoa que vai a uma entrevista de uma rede de tv e diga expressamente que e a favor da tortura , que julga as pessoas pela sua cor ,pelo sua opção sexual , seja ele a pessoa enviada com o compromisso de resgatar um país de suas mazelas cometidas a muitos anos, e levar justiça ao seu povo , ou se ele foi realmente o descrito no texto ele se desviou do caminho quando disse ser favor da tortura que mais uma vez ficou provado quando seu filho declarou que eles podem convocar novamente o A5 , o meu Jesus meu irmão maior sofreu atrocidades violentas foi torturado e crucificado em uma cruz, me desculpem ,mais não acredito que os verdadeiros espíritas apoiem essa pessoa ,mesmo depois dela alegar que e a favor da tortura a mesma pelo qual passou Jesus, segundo no texto ele no congresso nunca fez nada em prol do povo , principalmente do carioca que o elegeu , tem vários caso não explicado de corrupção ,tem funcionários fantasma , tem funcionários de sua família que nunca estiveram lá em Brasília e moravam estudavam no Rio , então não vejo que ele seja aquele que si fala no livro BRASIL CORAÇÃO DO MUNDO PÁTRIA DO EVANGELHO , acredito sim que esse presidente que fala o livro possa ser Emanuel mentor de Chico Xavier reencarnado , que ainda vai aparecer no cenário nacional, mais não esse Sr. que si está ,está e minha opinião como estudante desta abençoada doutrina
01/11/2019 09:09 - GILMAR [não autenticado]
É por essa e outras que o espiritismo cai em descrédito. Esse texto claramente foi inspirado por espirito densamente trevoso, enganador. Não é possível que um espírita permite se sujeitar a uma condição tão deplorável? Como consegue psicografar um texto desse e ficar de boa, tranquilo, consegue dormir diante do desmanche do Brasil promovido por Bolsonaro? Esse ser incompetente, sem cultura, adorador de torturas e da cultura do ódio e fascista. Contrário a Essência Divina do ser humano, Bolsonaro é a completa expressão do que existe de pior no homem. Mas como eu creio que nada acontece sem o controle total de Deus, Bolsonaro é um castigo, um carma imposto aos brasileiros. A pergunta é: o que nós brasileiros fizemos de tão ruim, tão trevoso a ponto de merecer o governo Bolsonaro? Talvez Hitler nasceu, no Brasil, 10 anos depois de seu desencarne. Quem sabe? Talvez o novo Hitler não conseguiu se segurar e se entregou de vez às trevas, voltando às velhas práticas. Talvez!
31/10/2019 08:43 - Bel Besse [não autenticado]
Não entendo os comentários de quem diz que Bolsonaro está levando o país ladeira abaixo. Ele pegou um governo falido, com fundos de pensão roubados, corrupção endêmica. Está fazendo negócios com vários países, captando recursos fazendo com dificuldade por causa do congresso e STF, as reformas que ninguém fez. Se isso é ladeira abaixo, está ótimo. Só é ridicularizado no exterior por brasileiros de esquerda que vão falar mal dele, viajando com dinheiro público, como a Dilma. Ou seja, o ódio dessas pessoas é injustificável.
27/10/2019 22:15 - Ana [não autenticado]
Texto ridículo e tendencioso ao extremo. Que tipo de espíritas dirigem esse site???? Bolsonaro é um lixo de ser humano e está levando o Brasil ladeira abaixo. O país é piada internacional. Enquanto os que o apoiam vivem dizendo que o Brasil não vai virar uma Venezuela (hahahaha) outros tantos e tantos países têm medo de que eles se tornem um Brasil.
21/10/2019 21:04 - Izaura Benigno da Cruz [não autenticado]
Triste o ser humano querer romantizar a chegada de Bolsonaro a presidência. No mínimo, muitos ocupantes de cargo político, sejam mais devedores do que grandes e evoluídos missionários sob o ponto de vista moral. Ninguém pode ser considerado acima dos outros, como salvador da pátria. Afinal, a cada um segundo suas obras. O mundo mudará porque nós aprenderemos a nos respeitar, amar incondicionalmente. Já temos exemplos aqui na terra mesmo onde já há mais justiça social em outros e, talvez, devêssemos lhes observar melhor para aprender. A pergunta que devemos nos fazer é se o devido respeito as leis ensinadas por Jesus estão sendo mesmo perseguidas ou se são apenas falácias. Eu, particularmente, suspeito de qualquer um que preveja que uma determinada personalidade foi esta ou aquela personalidade no passado. Afinal, o que nos importa? Para que saber? Para exaltar personalidades? Mesmo em livros respeitados, prefiro ler e tirar o que cabe na lei do amor e não generalizo. Afinal, só quem sabe mesmo não sou eu. E, ainda, mensagens psicografadas, se não forem médiuns mecânicos, podem passar pelo crivo do médium, que se desequilibrado, poderá influenciar no resultado. Devemos sempre indagar os porquês e para quê
16/10/2019 14:09 - Fabiana [não autenticado]
Isso chega a ser uma blasfêmia. Bolsonaro não lembra em nada um missionário da paz e do progresso. Ele não representa o Brasil, pois ele não se destacou em nenhum momento em sua carreira no legislativo e saiu das forças armadas como um indesejável. Como presidente, todos seus atos refletem uma necessidade de autoafirmação e de defesa de seus interesses próprios. O autor deveria apagar este texto que é uma vergonha para a doutrina espírita e uma interpretação completamente distorcida da obra de Chico Xavier. Ele, o autor, tem todo direito de venerar o presidente e suas ações, mas envolver a doutrina espírita, já tão banalizada por suas interpretações erradas, é um ato irresponsável. Por favor, propague o que vc pensa e deixe a doutrina fora disso. Apague este texto e faça um favor para todos nós espíritas.
04/10/2019 12:37 - Artur [não autenticado]
È triste ver a quantidade de analfabetos funcionais, as pessoas conseguem ler, mas não entendem. Leiam mais uma vez antes de comentar para não correr risco de falar besteira.
28/09/2019 13:25 - Flávia [não autenticado]
Pelos comentários, dá para ver que não leram o texto. Lamentável. O texto não fala que ele é Dom Pedro II, mas um servo que o acompanhou de perto desde os tempos de Longinus. Leiam direito.
22/08/2019 01:22 - MARCO RAMOS [não autenticado]
Então vc esta me dizendo que um espirito decline moralmente e intelectualmente? Puro embuste, no livro não faz nenhuma analogia a tal informação, lamentável usar a doutrina espirita com tanta leviana, e tbm o fato de esta desqualificando DOM Pedro II.
21/08/2019 11:21 - Daniella [não autenticado]
Texto lamentável. Faz um link pífio entre Bolsonaro e Dom Pedro II, como se fosse possível ao espírito retroagir, regredir. Chico Xavier disse que Dom Pedro II veio para impulsionar o progresso do Brasil, mas nunca disse que Bolsonaro era a reencarnação do Monarca. Os avanços em educação e pesquisa realizados por Dom Pedro II, com uma visão inclusiva, visionária para a época, são completamente antagonizados pela visão meritocrática do Bozó. Uma pessoa que se diz espiritista tem que, no mínimo, estudar Kardec (ler o pentateuco espírita e estudá-lo). Uma pessoa que se diz espírita deveria estar atento ao conteúdo das declarações de cada espírito, seja encarnado ou desencarnado. Se não fizer isso, será, na melhor das hipóteses, um simples médium. As palavras de Bolsonaro são lixo e ódio. Não são boa coisa! O jargão "bandido bom é bandido morto!" Vai contra o item 15, do capítulo XI (Amar ao próximo como a si mesmo), que responde a seguinte pergunta: "Deve-se expor a vida por um malfeitor?", cujo último parágrafo nos conta que até o último momento de encarnação, uma alma cheia de ódio pode repensar suas ações e buscar transformação. Eis o que diz o último parágrafo: "Lançai-vos, então, ó homens; lançai-vos todos vós a quem a ciência espírita esclareceu; lançai-vos, arrancai-o [o malfeitor] à sua condenação e, talvez, esse homem, que teria morrido a blasfemar, se atirará nos vossos braços. Todavia, não tendes que indagar se o fará, ou não; socorrei-o, porquanto, salvando-o, obedeceis a essa voz do coração, que vos diz: 'Podes salvá-lo, salva-o! ‘? Lamennais. (Paris, 1862.)". Se a um malfeitor se deve salvá-lo de uma sentença de morte, onde caberia o direito de defender que bandido tem de ser morto? Retornemos aos estudos básicos do espiritismo e busquemos refúgio nas orações ao Alto, para que nossas mentes e corações se iluminem com caridade, justiça e bom senso.
11/07/2019 00:59 - Rosilene Mª dos Santos [não autenticado]
Acreditar na degeneração do espírito, é realmente ignorar a dinâmica da reencarnação. Avançamos ou estacionamos, mas jamais regredimos. Diante da missão de D. Pedro II, associar as ações de Bolsonaro é realmente um profundo retrocesso do espírito. Infelizmente, existe o livre pensar, mas isso chega a ser uma grande ofensa a D. Pedro II. Agora que esse energúmeno está no comando do Brasil, liberando agrotóxicos, querendo transformar o Brasil no paraíso das milícias, destruir a educação, ser fascista como ele é, realmente os médiuns que estão fazendo essas revelações, estão induzindo os inocentes úteis, fanáticos a apoiar esse genocida, homofóbico e xenófobo. O alucinógeno fake news é realmente muito poderoso. Não existe retrocesso para o espírito. Esse infeliz, se realmente fosse a reencarnação de D. Pedro II retrogrediu tanto, que está destruindo o Brasil, acabando com a democracia e envergonhando aqueles que realmente tem a missão de zelar pelo bem comum do povo brasileiro.
03/05/2019 07:24 - André [não autenticado]
Simone vc não tem noção da existência da vida após a morte. Vc não acredita em reencarnação. E com certeza votou haddad

22/04/2019 11:23 - Sióstio de Lapa
A vida oferece vários caminhos que a nossa consciência, apoiada pela lógica e boa vontade podem seguir, apesar dos riscos de equívocos que podemos cometer a qualquer momento. Seguir a Cristo e procurar os caminhos do mundo espiritual associados as opções materiais, aos fatos que estão dispostos a quem tem capacidade de ver e ouvir, é importante escolha evolutiva, para quem espera um dia alcançar a condição de anjo. Oremos para que almas irmãs, desfocadas dos objetivos espirituais, consigam o mais rápido possível se engajar na verdade que se espalha no mundo material como um reflexo do mundo espiritual, nosso verdadeiro lar, longe das ilusões e desejos da matéria.
19/04/2019 23:42 - Antônio de Almeida [não autenticado]
Patrícia. Na historia contada, Bolsonaro foi um soldado do centurião, Longinus. Este, foi quem teria lancetado Jesus na cruz, e depois reencarnou como D. Pedro. O soldado pertencente á centúria, reencarnou como o negro Rafael, que acompanhou D. Pedro II, toda sua vida. E o negro Rafael, hoje seria o presidente!
29/03/2019 19:51 - Patrícia [não autenticado]
Admitam: quem redigiu esse "artigo" estava sob o efeito de drogas ilícitas porque tem que estar muito fora de si para acreditar que a figura loquaz de d. Pedro emburreceria de tal forma que seria comparada a de um anencéfalo desses. Um conselho: deixem as drogas enquanto podem.
29/03/2019 17:07 - Simone [não autenticado]
Nunca li tanta besteira na minha vida. Não sabia que agora espíritos produzam fake news...

31/10/2018 10:47 - Cerson Machado
Nobre artigo, parabéns! Somos todos escritores, só que alguns escrevem, outros não. (José Saramago) Abs


Publicado por Sióstio de Lapa em 06/09/2020 às 00h04
 
05/09/2020 00h04
COMPROMISSOS ESPIRITUAIS – A POLÊMICA (1)

            Em 31-10-2018 enviei um texto que encontrei na net e comentei que me associava as impressões do autor, com relação a trajetória do Presidente Bolsonaro associando alguns fatos de domínio público com interpretações de conteúdo espiritual. Isso levou a uma grande polêmica nunca vista em meus textos. Agora, dois anos aproximados dessa polêmica, volto a colocar aqui as diversas críticas para reflexão e consideração dos meus leitores, que talvez tenham passado despercebido do que aconteceu. Nesta data colocarei as críticas do senhor José Jorge Damasceno que foi um dos mais ácidos e no dia seguinte colocarei as críticas de todos os leitores e que continuam abaixo do texto para quem quiser ir até lá e conferir.

            Irei colocar novamente o texto criticado para facilitar o júri dos meus leitores sobre a questão. Não estou reivindicando direitos sobre a verdade e sim o direito de expressar a nossa consciência quando ela aponta por um caminho que parece lógico, que parece conduzir à verdade. Esse direito de expressar nossa opinião sobre qualquer questão, desde que a vontade de quem o faça também procure encontrar a verdade, e não defender posições individualistas, ideológicas, mesmo que prejudique a lógica que conduz a verdade. 

COMPROMISSOS ESPIRITUAIS

            Sabemos que a vida real se processa no mundo espiritual e que chegamos ao mundo material para fazer alguma correção de erros cometidos ou cumprir uma missão determinada pela hierarquia divina.

            Neste sentido, irei reproduzir um texto que circula nas redes sociais relacionado com o presidente eleito Jair Bolsonaro. Vejamos...

QUEM FOI BOLSONARO EM OUTRA VIDA?

No livro “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”, ditado pelo espírito Humberto de Campos, psicografado por Chico Xavier, foi revelado que Longinus reencarnou como D. Pedro II para trazer o progresso ao Brasil.

Longinus era o centurião, comandante da centúria romana responsável pelas crucificações em Jerusalém. Passou para a história por ter perfurado Jesus com uma lança, quando de sua crucificação.

Sobre a missão de Longinus como Pedro II, descrita no livro, vale acessar: https://pt.wikipedia.org/…/Brasil,Cora%C3%A7%C3%A3o_do_Mun…

Um dos soldados da centúria liderada por Longinus e depois como Rafael, o anjo negro cuidador de Pedro II, essas foram as encarnações de Jair Messias Bolsonaro que o ligam a história do Brasil e o prepararam para a missão a ele confiada de resgatar os ideais do governo de Pedro II, só que agora como Presidente do Brasil, através da democracia.

Curiosamente Pedro II aprendeu a falar hebraico fluentemente, o idioma falado na época de Longinus. Outra curiosidade é que Pedro II foi deposto em 1889 com 63 anos próximos de completar 64 anos, assim como Bolsonaro que com 63 anos, próximo de completar 64 anos assumirá a presidência para dar continuidade a missão que foi dada a Longinus/Pedro II e que agora cabe a ele prosseguir.

Rafael, personagem pouco conhecido da história do Brasil, negro veterano da Guerra da Cisplatina, foi encarregado de cuidar de Dom Pedro II, então de tenríssima idade, pelo seu pai, o Imperador Dom Pedro I, quando este regressou a Portugal. Foi um dos raros, talvez o único, que tenha vivido tão próximo e conquistado a confiança do imperador. Morreu aos 98 anos quando D. Pedro II foi deposto, tendo vivido praticamente toda a sua vida no Paço imperial no RJ. Foi um protetor incansável e extremamente abnegado de Pedro II, o primeiro criado particular do imperador, inclusive o acompanhando nas viagens ao exterior e foi o imperador que o ensinou a ler.

Na época do centurião Longinus, os crucificados tinham as pernas quebradas pelos soldados romanos para que morressem mais rapidamente. No caso de Jesus, como havia morrido rapidamente na cruz, suas pernas não foram quebradas, mas tão somente um centurião (Longinus) verificou se ele já havia morrido, perfurando o corpo na cruz com uma lança na altura dos pulmões.

Poucos sabem que durante sua época no Exército, quando realizava salto de paraquedas, Bolsonaro quebrou as duas pernas e quis o destino que, logo depois do incêndio do Palácio Imperial, ele fosse perfurado com uma facada, às vésperas da proclamação da Independência.

O fiel soldado de Longinus pedira para trazer em seu corpo as marcas dos soldados que participavam das crucificações e eram responsáveis por quebrar as pernas dos crucificados: quebraria suas duas pernas em atividade militar e posteriormente receberia uma perfuração, como lança, em local próximo ao pulmão, assim como Longinus havia feito no corpo do Messias. Também traria em seu nome o próprio nome do Messias, para que ficasse gravado na sua memória espiritual o resgate que ele se comprometera a realizar, dos erros cometidos no passado.

Em virtude da grande admiração e carinho que nutria por Pedro II (outrora o centurião Longinus, aquele que fora seu comandante) pediu para que retornasse com a imagem imponente do antigo imperador (alto, com 1,85 e olhos azuis) para dar continuidade ao trabalho que Pedro II havia sido impedido de continuar quando contava com 63 anos (em 1889). 

Rafael cultivou a simplicidade necessária, ao mesmo tempo que presenciava de perto os desafios e jogos de poder que envolviam o imperador Pedro II. Tal aprendizado, na verdade, era uma preparação para que pudesse dar continuidade a todo trabalho que seria terminado com o fim da Monarquia e que futuramente precisaria ser resgatado sobre as bases democráticas da República.

Dessa vez não seriam longas décadas próximo do imperador, mas sim dentro do Congresso, o laboratório no qual comprovaria se havia mantido os mesmos valores de simplicidade e honestidade que aprendera na disciplina militar junto a Pedro I e junto com Pedro II e se estava pronto para aplicá-los em um governo menos centrado no Estado e mais liberal na economia, com maiores poderes aos municípios, pois a imagem de um bom governo centrado na imagem forte de um Imperador ainda permanecia viva em sua memória. Foi então que como um sopro do destino aconteceu a aproximação com Paulo Guedes, permitindo que definitivamente Bolsonaro estivesse pronto para a missão de resgatar o crescimento que o Brasil obtivera no reinado de Pedro II, só que agora através da democracia.

Um futuro de grandes e positivas mudanças está reservado ao Brasil, em especial quando nos aproximarmos da década de 30. O restabelecimento da ordem, o fim do marxismo, o combate a corrupção e o fortalecimento da economia através da força produtiva da nação, tudo isso permitirá que o Brasil descubra sua verdadeira democracia.

Será uma mudança tão grande que muitos julgarão que foi um milagre: o nascimento do Lírio das Américas no meio do lodo da corrupção e do marxismo trazendo o perfume de um novo tempo.

Mais uma vez somos chamados a ler uma narrativa procurando pela racionalidade, e, quem tem conhecimento do mundo espiritual e de sua mecânica reencarnatória, tudo é muito coerente.

Sióstio de Lapa Enviado por Sióstio de Lapa em 31/10/2018
Código do texto: T6490819 - Classificação de conteúdo: seguro

CRÍTICAS

----- Mensagem original -----

De: "Recanto das Letras" <recantodasletras@recantodasletras.com.br>

Para: "rodrigus" <rodrigus@ufrnet.br>

Enviadas: Sexta-feira, 10 de janeiro de 2020 1:34:45

Assunto: Comentário: COMPROMISSOS ESPIRITUAIS

10/01/20 01:34 - José Jorge damasceno (não autenticado* - IP:177.103.102.55)

Trabalhador que sou da f.e.e.s.p só tenho a lamentar que se tente forjar fatos em cima de obras de teor espirita, para tentar montar um fato em cima de uma lamentável ignorância da doutrina, tentaram forja coisa inconcebíveis, associar um servidor de um ilustre a um senhor sem o menor teor cultura e de respeito a dignidade, direitos, com vários anti valores de relação aos seres humanos, mesmo tendo estado e vivido ao lado de uma pessoa que valorizou intensamente, valores morais esse texto foi de uma hipocrisia extremamente danosa a doutrina espirita e a própria história de d Pedro II. E com qual objetivo? Usar o espiritismo como bandeira de apoio politica a um demente que tenta e
mostra ser de uma incompetência, sem nunca antes visto no país usuários não autenticados são aqueles que não se identificaram no site através de login e senha.

O sr. ainda usou o nome de um espirito como Humberto de Campos para montar uma falcatrua criando uma mentira em cima de um verme cujo mestre teria sido uma pessoa de tamanha honrades que foi D Pedro II, não me conformo que alguém tenha feito tamanha baixaria, e se dizendo espírita, isso foi uma pedrada, numa doutrina tão bonita, "usa-la de forma indecente”.

JOSE JORGE DAMASCENO

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Em sex., 10 de jan. de 2020 às 07:04, <rodrigus@ufrnet.br> escreveu:

Caro irmão José Jorge.

Nós, como discípulos do Cristo e seguidores do Espírito de Verdade, instrutor especial da Doutrina Espírita, sabemos da importância de usar a nossa consciência em busca da verdade, com os fatos que chegam ao nosso conhecimento. Como cada um tem um contexto de vida diferente, que colhe fatos ou intuições geralmente diferentes, pode fazer um raciocínio diferente de uns e outros. Por esse motivo, as convicções de cada um geralmente divergem, mesmo sendo adeptos da mesma doutrina como nós. Com isso justifico o meu pensamento quando escrevi o texto COMPROMISSOS ESPIRITUAIS e publiquei no Recanto das Letras. Não quero dizer que essa minha opinião seja o reflexo puro da Verdade, é importante que haja outras manifestações de cidadãos coerentes com o mesmo pensamento para aproximá-lo da Verdade. Foi assim que procedeu o nosso ilustre codificador da Doutrina Espírita, o prof. Rivail, Allan Kardec. Seria covardia da minha parte se pensasse de tal forma, que considero digna e coerente com a Verdade e não a divulgasse, e talvez aí sim, justificasse a hipocrisia: pensar de uma forma e não agir como tal. Quero esclarecer ao irmão que a minha bandeira política é a cristã, seguir na prática aqueles ensinamentos do Cristo com o objetivo de criar a Família Universal e assim construir o Reino de Deus. Seguindo esses ensinamentos é que procuro compreender, tolerar, perdoar... tudo dentro da misericórdia do Cristo; mas também de aceitar a Justiça, a Verdade, a consequência dos atos como forma de punir ou recompensar a natureza dos atos, bons ou maus. 

Não encontrei em seu comentário motivos nenhum para reformar o meu pensamento, pelo contrário. As críticas que foram feitas ao personagem central do texto, parecem não corroborar com a Verdade, se os fatos à nossa disposição forem avaliados sem preconceitos. Mas este é o meu pensamento, posso continuar errado em minhas convicções e o senhor totalmente certo, mas tenho que ser fiel à minha consciência, onde está a lei de Deus, e estou pronto para enfrentar a corte doutrinária dos espíritos superiores, defendendo o que continuo a defender hoje.

Muita Luz para todos nós, com a Paz do Cristo.   

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Em sex., 10 de jan. De 2020 às 20:34, JOSE JORGE DAMASCENO

 <jose.jorge.damasceno@gmail.com> escreveu:

Deixem a doutrina espírita falar por ela mesmo através dos espíritos como fez Kardec, deixando a fora desse jogo de interesse politico, usando-a com o triste propósito, de trabalhar a mente e confundir as pessoas com a visível tendência de usar uma religião para confundir e pregar através da mentira, não é para isso que veio a boa nova.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


Publicado por Sióstio de Lapa em 05/09/2020 às 00h04
 
04/09/2020 00h02
RAMATÍS NOS FALA SOBRE O FUTURO GOVERNADOR DA TERRA.

            Mais um texto de Ramatis adquirido do site Consciencial que não posso deixar de colocar aqui para reforçar nossas reflexões sobre o momento atual que vivemos no planeta. Vejamos.

Quando a Terra tiver seu campo astral e físico mais sereno, pacificador e apto a assumir na sua totalidade o papel de orbe de regeneração, então encarnará um novo Avatar, que alguns espiritualistas denominam de Maytreia, ligado ao raio da criação, que firmará o novo campo vibratório do planeta para a Era Mental. Será um Avatar do raio bramânico, criador de um novo tempo. Alguns comentam que ele estaria encarnado no Brasil. De fato, ele encarnará no vosso país, mas isso ainda não aconteceu. O que existem é muitos espíritos de luz quem vêm encarnando há 300 anos e um número maior mais recentemente, nas duas últimas décadas, como parte do grande plano preparador para o encarne do Avatar, evento esse que vem sendo planejado há mais de 800 anos. Assim, em futuro não muito distante, ou seja, por volta do ano 2200 do vosso calendário terreno, descerá o doce e sábio Francisco de Assis, o futuro governador Planetário.

O novo Avatar já encarnou algumas vezes na primeira dimensão terrena. Como João Evangelista, foi o mais intelectual dos discípulos de Jesus. Já tinha sido o profeta Samuel, com sua vidência e intuição avançadissimas, e na Idade Média esteve na roupagem do meigo e lúcido Francisco de Assis. Espírito de elevada estirpe angelical, sempre esteve comprometido com a Terra, desde os seus primórdios, ao lado de Jesus, como membro da mesma família espiritual, proveniente de Sírius. Observai os movimentos ecologistas e as preocupações com toda a forma de vida que vêm ocorrendo nas ações ativistas, em várias partes da Terra! Já é a vibração dele fazendo-se sentir, e mobilizando mentes para que se tornem mais conscientes do seu papel de responsáveis pela construção de um novo mundo, calcado na pacificação no amor fraterno entre todas as formas de vida, na busca dos sentimentos elevados e não mais paixões mundanas e emoções corriqueiras. Há muitos outros sinais na vida terrena apontando para a futura chegada de Francisco de Assis, rico em vibrações de simplicidade, lucidez doçura com firmeza e fortemente imbuído do propósito de servir ao Pai Celestial.

(...). Recomendamos aqueles que desejam integrar a vida nos novos tempos da Terra que se inspirem na figura de Francisco de Assis, que recusou todo o tipo de luxúria, violência e guerra. Ele não aceitou o convite para se juntar aos cruzados, naquelas infelizes e fratricidas lutas da Idade Média, que equivocadamente falavam em nome do Cristo. Praticou o amor isento de paixões dominadoras, acima de tudo um amor fraterno e libertário como o que tinha por Clara, alma irmã com a qual trocava sentimentos de amor sublime, em cuja troca ocorria um enorme dinamismo energético que os retroalimentava para se fortalecerem no trabalho de doação e educação direcionado aos irmãos, na época, e que não se restringia a palavras; propagava-se em ações concretas de amor sincero para com os seres humanos, animais e natureza de forma geral. Ele era puro respeito humano, estimulava o estudo e a oração entre seus seguidores que, antes de tudo lhe eram amigos verdadeiros, de coração. Essa será a tônica do milênio que já começou.

(Extraído do livro Missão Planetária pelos Espíritos Ramatís, Hamod e Akhenaton/psicografia do médium Sávio Mendonça) - http://consciencial.org/despertar-consciencial-curso

            Apesar de toda crítica feita por tantos que conhecem o meu comportamento, sinto a minha consciência tranquila e sintonizada com o Pai, dentro do meu sonho maior de criar uma comunidade com as características da família universal, baseada no amor incondicional e nos ensinamentos de Jesus, sem colocar nenhuma algema ao livre expressar do amor, inclusive o relacionamento sexual quando for permitido pela ética cristã. Sinto que esta nova comunidade, com esse perfil de inclusão do amor onde não houver prejuízo ao próximo, estará muito mais perto da sociedade que o novo governador da Terra irá requerer para sua administração.


Publicado por Sióstio de Lapa em 04/09/2020 às 00h02



Página 17 de 651 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr