Meu Diário
13/02/2020 01h13
TRANSIÇÃO PLANETÁRIA E O CANTOR DE DEUS

            Continuando o discurso do venerando Espírito que veio trazer uma intercessão necessária aos grupos espirituais que trabalham sintonizados com as lições primárias do Mestre Jesus, explicando e fazendo prevenção quanto as ações das trevas no nosso planeta e especialmente no nosso país.

            Iniciada a grande transição planetária, reencarnam-se, na atualidade, embora hajam fruídos de outras benéficas ocasiões, que desrespeitaram, antigos déspotas e criminosos, genocidas e bárbaros, fanáticos religiosos, odientos e zombeteiros espirituais que têm estado retidos em regiões inferiores, a fim de que disponham da sublime oportunidade de reparação e de crescimento na direção do Bem.

            Calcetas e alucinados promovem contendas e produzem justas ferozes, transformando as instituições em campos de batalhas destrutivas, sem dar-se conta do prejuízo moral e doutrinário que ocasionam.

            Para conte-los, amorosos benfeitores da humanidade vestem-se de matéria a fim de os socorrer e os amar. Entre esses, a comunidade franciscana que revolucionou o fim do século XII e o começo do XIII, está renascendo para repetir a incomparável tarefa de reconstruir a igreja do amor, conforme Jesus havia solicitado a São Francisco, em São Damiano...

            Tem a tarefa de preparar as mentes e os corações para o restabelecimento dos incomparáveis milagres do amor, conforme Jesus o fez, antecipado por missionários do conhecimento que, em Roma e em todo o Império, diminuíram o clamor das contínuas guerras, dando lugar às manifestações de justiça e de misericórdia de que foi rico o Seu ministério na Terra.

            Depois virá, ele mesmo, o inesquecível Cantor de Deus, para apascentar o rebanho e leva-lo à Jesus.

            Tratar-se-á de um ministério de alta abnegação, qual aconteceu nos inesquecíveis dias do passado, quando modificou totalmente a estrutura da fé cristã, embora as tremendas adulterações que vieram após a sua desencarnação.

            Infelizmente ainda é da natureza humana o vício de adaptar o conhecimento libertador à estreiteza da sua compreensão, de submeter a lição sublime aos impositivos das paixões e dependências, hábitos doentios e conformistas, geradores do alucinado e equivocado prazer.

            Em o novo programa, no entanto, não deverão ocorrer os riscos que se apresentaram no passado, porque aqueles que se negarem a seguir corretamente, ou criarem impedimentos à sua divulgação e vivência, serão exilados automaticamente, por meio da sintonia moral e mental com planeta inferior, para onde se transferirão em estágio forçado até que lhes ocorra a renovação indispensável, capaz de faze-los ascender em retorno à Terra, mãe generosa que lhes é o berço feliz.

            A soberba e o falso intelectualismo, a necessidade de variações de comportamento, vêm conduzindo expressivo número de adeptos da Revelação dos guias da Humanidade; as propostas agressivas segundo a sua maneira de entender e alguns se atrevem a dar novas interpretações às obras do cristianismo, num alucinado projeto de “atualizar a verdade”, as reflexões evangélicas inspiradas pelo Mestre e vaso escolhido para a construção do mundo melhor.

            Dominados pela vaidade, deixam-se outros dominar por Entidades intelectualizadas e de baixo nível moral, que os mistificam, assacando acusações indébitas contra tudo e todos que lhes não compartem as ideias esdrúxulas e extravagantes.

            Este é o cenário que observamos atualmente na Terra, principalmente no Brasil, terra escolhida para ser o coração do mundo e a pátria do Evangelho.


Publicado por Sióstio de Lapa em 13/02/2020 às 01h13
 
12/02/2020 00h10
INTERCESSÃO PROVIDENCIAL

            Frente a turbulência dos últimos dias, com instituições espirituais sitiadas pelas tenebrosas organizações do Mal, com as sórdidas perseguições dos inimigos do progresso já desencarnados, que se comprazem de semear intranquilidade entre as criaturas, em perversa conspiração contra a ordem e o desenvolvimento moral, precisamos urgentemente de uma intercessão espiritual.

            Para isso a inteligência superior do mundo maior, nos enviou digno representante que reproduzo neste momento suas palavras, com certa liberdade, sem fugir dos propósitos.

            A paz de Jesus esteja convosco.

            Venho em nome no amor não amado, rogar-vos ajuda para a comunidade cristã que, neste momento, experimenta severos testemunhos.

            O amor à Jesus em todas as épocas da humanidade sempre tem provocado a ira dos adversários da Verdade que O temem, investindo com ferocidade contra os seus vexilários, na ilusão de que, ao destruírem os seus corpos, aniquilam os seus ideais libertadores.

            Não ignoramos que as forças do Mal, ensandecidas e furiosas, ante o crescimento dos adeptos do Cristo, que vêm recuperar os Espíritos enfermos, desertores e extraviados, a fim de trazê-los de volta ao Cordeiro de Deus, sentem-se ameaçadas e, após reorganizações bem urdidas, atacam-nos com inclemência, tanto de forma sutil como em enfrentamentos dolorosos.

            Utilizando-se da debilidade moral de muitos conversos que não amadureceram psicologicamente nos estudos sérios do Evangelho, deles se utilizam como insatisfeitos e agressivos, perturbadores das hostes doutrinárias, de modo a criarem situações embaraçosas, de difícil solução pelo arrastamento de outros invigilantes que a ação maléfica proporciona.

            A intriga e a infâmia – armas mortíferas e de grande alcance – são utilizadas para denegrir os companheiros, lança-los uns contra os outros, com desgaste de energia e de tempo malbaratados inutilmente.

Embora pregando-se a tolerância, não a praticam, antes mantém injustificáveis ressentimentos, filhos do orgulho em predomínio e da presunção doentia.

            Por mais se exore a necessidade da prática do perdão, da gentileza, da caridade no trato com todos, comportam-se armados e muito sensíveis a qualquer palavra de admoestação que interpretam conforme sua doentia situação, de modo a abrir feridas nos sentimentos debilitados.

            Atormentados pelas paixões servis, transformam os núcleos evangélicos, que devem ser dedicados à prática da caridade, estudo, oração e recolhimento dos sofredores, a santuário de comunhão com o Mundo Espiritual superior, em clubes de futilidades, de divertimentos, de comentários desairosos, de convívio para o prazer e de lancharias comuns...

            Lentamente, substitui-se a seriedade da mensagem por anedotário chulo e vulgar de duplo sentido, o que deixa doridas frustrações naqueles que os buscam amargurados, sofridos, com o coração ferido e a mente atormentada.

            Se não bastasse essa conduta reprochável, o desrespeito aumenta e a desconsideração pelos humildes faz-se natural comportamento, sem qualquer atitude de compreensão e de misericórdia com os filhos do Calvário que o Mestre nos confiou para que deles cuidássemos...

            Derrapa-se em relacionamentos de ocasião, que terminam em rupturas abruptas com mágoas e afastamento das atividades, olvidados do altíssimo significado da responsabilidade abraçada e dos compromissos firmados antes do berço.


Publicado por Sióstio de Lapa em 12/02/2020 às 00h10
 
11/02/2020 00h10
MANIFESTO CRISTÃO

            Somos discípulos do Cristo, procuramos seguir suas lições e praticar o Amor Incondicional como ferramenta básica na formação da Família Universal e construção do Reino de Deus. Todos que sintonizam com a energia do Amor, essa característica da essência de Deus, estão convidados a refletir sobre essa proposta de criação de um espaço coletivo onde estejamos engajados, independentes de quaisquer outras causas, agremiações partidárias ou religiosas.

            Esse espaço consciencial terá como meta principal o estudo da Verdade onde quer que ela se apresente, dentro ou fora das religiões, sem o compromisso de fidelidade aos preconceitos estabelecidos na psicosfera da humanidade. Terá o Cristo como referência e modelo na nossa caminhada em busca da Verdade, da vida eterna.

            O trabalho que serve para dar dignidade a pessoa humana deve ser valorizado e oportunizado a todos, dentro de nossa área de influência e capacidade de engajamento a todos necessitados.

            Esse tipo de escola por ter como foco o mundo espiritual e suas diretrizes, apresenta as características de uma Igreja. Por desenvolver o Amor na oportunidade de trabalho fraterno para todos, merece um nome que esteja sintonizado com essas diretrizes: Escola Igreja Trabalho e Amor (EITA).

            Cada ser humano será considerado por nós como irmão, filho do mesmo Pai celestial, com suas características pessoais diferentes de qualquer outro, e pertencentes a mesma família por termos a intenção de fazer a vontade do Pai, acima de quaisquer outros compromissos ou ideologias.

            Pedimos a sua reflexão sobre a oportunidade de ser criada tal entidade jurídica, a partir deste evento da Nova Consciência que ocorre neste ano de 2020, na cidade de Campina Grande, Paraíba, Brasil.

            Este é um chamado vindo da intuição, que independe do peso de personalidades e seus respectivos cargos na hierarquia material. Somos chamados para colocar novos tijolos na Igreja do Cristo, que ao mesmo tempo resgate as lições do cristianismo primitivo e construa o Reino de Deus como foi profetizado nos Evangelhos.

            Caso sua consciência acredite neste caminho e esteja disposto(a) a se engajar em sua formação e atuação, deixamos disponibilizado o celular (084) 99983-9228, whatsapp, e o e-mail rodrigus@ufrnet.br e rodriguesdmc@gmail.com, para contato e sugestões.  


Publicado por Sióstio de Lapa em 11/02/2020 às 00h10
 
10/02/2020 01h08
SUPREMA IGNORÂNCIA

            Certamente ainda estamos no nível da ignorância, e muitos de nós ainda num estágio mais crítico, da suprema ignorância. São nossos irmãos que permanecem dentro das obsessões coletivas ou individuais, que prestam serviço às trevas sem disso terem consciência. Fazem o mal de forma escandalosa, dizendo nada saberem do prejuízo que causam e negando a verdade quando os valores da verdadeira Justiça, conduzidas pelo Arcanjo Miguel, lhes colocam à frente as consequências dos seus atos.

            Quem permanece com o espírito mais crítico e escapa das estratégias do mal, percebe a dimensão dos prejuízos que estavam sendo realizados e escapa dessa suprema ignorância. Muitos de nós vêm para cá,  com o compromisso de realizar determinada missão assumida no mundo espiritual e para isso se prepara durante décadas até atingir o ponto de maturidade, para contribuir com a renovação da sociedade, bem como nos grupamentos humanos que se dedicam ao progresso e renovação da humanidade.

            Estamos sob o comando do Mestre Jesus, nosso governador espiritual, que veio nos ensinar o caminho que nos leva ao Pai, com o seu ministério de amor e misericórdia para todos aqueles que percebem suas iniquidades e pedem o perdão de suas faltas. Para aqueles que mostram o lampejo de luz em suas consciências, o esforço para sair da suprema ignorância.

            Nós que já estamos nas fileiras do Cristo, colocando com veemência a nossa vida como instrumento do Pai, em quaisquer áreas da atuação humana, devemos ficar sempre atentos, orando e vigiando, para que não sejamos cooptados pelo mal, obedecendo aos desejos instintivos da carne. Ter sempre o cuidado de fiscalizar nossas intenções, crenças, diagnósticos, para verificar a sintonia de tudo que fazemos com a Verdade que surge em nossas consciências, mesmo que isso desmitifique pessoas ou ideologias muito bem consolidadas no campo cultural, intelectual, jurídico e até eclesiástico. Lembremos que os tentáculos do mal são por demais sutis e podem penetrar em nossas consciências como uma ação benéfica, obnubilando a luz divina característica de nossa criação. Este é o ponto crítico pelo qual devemos pedir aos nossos benfeitores espirituais, que sintonizam também com o comando de Jesus e com a vontade do Pai, para que não sejamos obsidiados individual ou coletivamente pelas energias trevosas.  

            Podemos perceber intuitivamente, por disparos conscienciais ou materiais, dos compromissos assumidos no mundo espiritual antes de chegarmos aqui no mundo material, como trabalhadores da última hora, comprometidos com os benfeitores da humanidade que confiam em nós. Que isso nos sirva de motivação, responsabilidade e determinação para fazermos o que decidimos no mundo espiritual e o que os benfeitores esperam de nós.


Publicado por Sióstio de Lapa em 10/02/2020 às 01h08
 
09/02/2020 08h17
O LADO ESPIRITUAL

            Vivemos no mundo material e logo sentimos ou aprendemos a existência do mundo espiritual. Esse aprendizado sobre o mundo espiritual deve ser aprofundado, pois é lá que se passa a nossa existência real, aqui é somente um estágio de aprendizado cuja matrícula cobra o esquecimento de onde viemos. Isso serve para que possamos ajustar e corrigir erros de conduta. Jesus, um dos espíritos mais próximos de Deus, foi indicado para vir ao planeta, onde é considerado o governador, para nos ensinar o caminho de verdade que nos conduz a vida eterna, ao Pai. Foi esta vinda de Jesus, um momento sublime para a humanidade, onde o Céu se aproximou da Terra, onde a nossa racionalidade foi convocada para avaliar a importância dos nossos instintos para a manutenção da vida biológica e submete-los à necessidade moral da evolução do nosso espírito. Quando fazemos essa reflexão e procuramos seguir as lições de Jesus, sentimos a energia divina se manifestar cada vez mais na nossa consciência, no nosso entorno.

            Podemos colocar como um bom exemplo de tudo isto que estamos discorrendo, a irmandade de Alcoólicos Anônimos. O alcoólico, depois de pedir ajuda a ter o despertar espiritual, passa a colocar nas mãos do Poder Superior as rédeas da sua vida. Ele pode até não perceber a transformação que houve na sua vida como uma ação divina, mas seus companheiros percebem. Vejamos o que diz as “Reflexões Diárias”, para o dia de hoje, um livreto de reflexões escrito por membro de AA para membros de AA.

            Quantas vezes sentamos em reuniões de AA, e ouvimos o orador declarar: “Porém ainda não alcancei o lado espiritual”. Antes dessa declaração, ele descreveu o milagre da transformação que ocorreu com ele – não somente sua libertação do álcool, mas também uma completa mudança em sua atitude perante a vida e como vive-la. É aparente para quase todos os demais que ele recebeu uma grande dádiva... exceto que ele parece não se aperceber disto ainda.

            Uma experiência espiritual pode ser a realização de uma vida que no passado parecia vazia e desprovida de significado e é agora alegre e plena. Hoje eu sinto a presença de Deus cada vez mais frequente em minha vida. Não é que antes Ele não estivesse comigo, antes eu não procurava saber dEle, da Sua existência, da influência dEle em minha vida. Eu vivia como um órfão por este mundo. Já tinha perdido meu pai e minha mãe biológicos, que mesmo se estivessem vivos já poderiam ter fortes déficits cognitivos. Não conseguia atentar para o Pai espiritual, sábio e eterno, professor e protetor.

            Hoje, depois que passei pelo meu despertar espiritual, sigo a vida com confiança, apesar de todas as trevas que ainda persistem em nosso planeta. Sei que Ele me protege, orienta e quer que eu faça a Sua vontade, sendo o seu instrumento no meio dos meus irmãos.


Publicado por Sióstio de Lapa em 09/02/2020 às 08h17



Página 2 de 594 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr