Meu Diário
15/01/2020 00h13
CURSO OBSESSÃO E SUAS MÁSCARAS – AULA 6: A AURA HUMANA

            Aprendemos que as Correntes de Pensamentos vertem ao Tálamo, por secreção da mente e não do cérebro, espalhando-se em torno do corpo físico e organizando a psicosfera ou halo psíquico da pessoa. Esse tipo de túnica é o “cartão de visitas” de apresentação aos espíritos.

            Então, o que vem a ser a aura? Nada mais é do que irradiações energéticas provenientes da conjunção de forças físico-químicas do corpo (bioenergéticas), do perispírito e, o mais importante, são radiações mentais do Espírito. Portanto, tem características individuais e expressam o estado evolutivo e moral e intelectual do Espírito.

            Essas radiações interpenetram todo o ser e se expande além dele, formando o halo de características e cores próprias a cada ser, passíveis de serem observadas por indivíduos com faculdade para tal – a vidência.

            A túnica luminescente, comum nos quadros e pinturas que apresentam santos ou místicos com auréolas em torno da cabeça ou do corpo todo, é a crença antiga da camada luminosa que circunda tanto objetos inanimados como seres vivos.

            Pessoas com sensibilidade visual percebem a Aura com facilidade. Os teosofistas indicam que há cinco subdivisões nesta túnica luminescente chamada de Aura: a Aura da saúde; a Aura vital; a Aura cármica; a Aura do caráter; e a Aura espiritual.

            Segundo alguns sensitivos, existe uma variação nas cores, as quais indicam os estados emocionais de cada ser. Foi o barão Karl von Reichenbach (1788-1869) que realizou os primeiros trabalhos para melhor conhecer esta luminescência. Ele a denominou de Eflúvios Ódicos.

            “Od” é uma palavra que vem do sânscrito, o que penetra tudo. Dois trabalhos do Barão foram traduzidos do alemão para o francês em 1891 e 1907 por Albert de Rochas. Não houve repercussão no meio científico oficial, mas influenciaram os metapsiquistas da época: Des Rochas, Darget e Luys, nas pesquisas do Espírito.

            Os cientistas oficiais seguem o paradigma reducionista, materialista, e desacreditam os experimentos metapsíquicos, impedindo o aprimoramento dos aparelhos construídos para comprovar fisicamente a existência da Aura. Mesmo assim, o médico inglês Walter Kilner, decidiu investiga-la. Utilizou o corante diacinina, extraído do carvão mineral, já usado na indústria fotográfica para sensibilizar radiações infravermelhas.

            Kilner, no seu livro “A Aura Humana”, sugere aos pesquisadores, aprofundarem as buscas entre os corantes de coloração azul, para se ter menores comprimentos de onda no espectro. Como Kilner conduzia suas experiências?

            Kilner colocava o paciente despido, contra um fundo negro e iluminado pela luz intensa do dia. O paciente de costas para a fonte luminosa, tal como uma janela, e era observado através de uma cuba estreita de material transparente, contendo solução alcoólica de diacinina. Isto era suficiente para ver a Aura das pessoas.

            Segundo Kilner, o tempo de observação não deveria ser superior a uma hora diária, pois a diacinina age sobre as células fotossensíveis da retina e do nervo ótico, sendo prejudicial à visão. Esse mecanismo não trouxe comprovação na certeza da aura.

            Kilner não especificou qual concentração ideal do corante para se ver a aura. Descreveu dezenas de Auras observadas com anteparo de diacinina, com concentrações variáveis. Reparou diferenças quanto a forma entre homem e mulher, porém, para ambos observou três formas distintas: 1 – Duplo Etérico, camada escura, transparente e uniforme, que rodeia todo o corpo físico e tem espessura entre 0,5 e 1,0 cm.; 2 – Aura Interna, camada mais densa, mostra-se uniforme em espessura, seguindo os contornos do corpo. Inicia-se a partir do Duplo Etérico, as vezes como que direto do corpo; e 3 – Aura Externa, inicia-se depois da Aura interna e tem espessura variável. Estas duas camadas podem aparecer fundidas em uma só auréola. Apesar de referir-se a uma quarta camada, a Aura Ultra-exterior, Kilner não dá detalhes dela. Seria necessário o aprimoramento desses métodos.

            Em 1939 Semyon Kirlian e sua mulher, Valentina, trabalhando na União Soviética, descobriram um efeito especial a partir de eletrografias, que é um processo de impressão que utiliza um pó pigmentado (tonner), seco e eletricamente carregado (carga negativa) para imprimir cópias em papel a partir de um original.

            Esse processo funciona a partir do original impresso que é iluminado por uma forte lâmpada e a luz refletida é direcionada através de espelhos e lentes para um cilindro foto-impressionável, que ioniza-se positivamente nas partes correspondentes às áreas a serem impressas. O tonner, que pe de carga negativa, adere ao cilindro nessas áreas e por transferência direta imprime o papel. O papel impresso passa então por um forte e rápido aquecimento que funde o tonner, fazendo-o aderir ao papel.

            Semyon Kirlian e Valentina chegaram à convicção de que o reflexo fotografado refletia o estado de saúde bom ou mau do corpo físico. Somente em 1958 enviaram relatório ao mundo científico a respeito de suas descobertas. Só a partir de 1970, com o livro “Experiências Psíquicas Além da Cortina de Ferro”, de Sheila Ostrander e Lynn Schroeder, que o então chamado “Efeito Kirlian” foi difundido no mundo. Várias fotos foram obtidas nos centros de estudo.

            No Brasil, o IBPP - Instituto Brasileiro de Pesquisas Psicobiofísicas, obteve a 1ª kirliangrafia do ocidente numa folha de chuchu. O avanço das pesquisas revelou que muitos fatores ou muitas variáveis interferem no efeito Kirlian. Isto dificulta a repetição dos achados invalidando a proposta de pesquisa científica da Aura. Necessita-se aprimorar a aparelhagem para eliminar as interferências.

            André Luiz, no livro “Evolução em dois mundos”, diz mais alguma coisa a respeito: “Considerando-se como unidade viva, toda célula em ação, tal qual um motor microscópico, em ligação com a usina mental, então é claramente compreensível que todas as agregações celulares emitem radiações e que estas radiações se articulem através de sinergias funcionais. Estas sinergias funcionais, se constituem de recursos que podemos chamar de ‘tecidos de força’ em torno dos corpos que as exteriorizam. Esta é a razão pela qual todos os seres vivos, dos mais rudimentares aos mais complexos, revestem-se desse ‘halo energético’. Revestem-se dessa espécie de atmosfera eletromagnética, que tem características próprias, de acordo com a espécie”.

            Continua André Luiz com relação a Aura no homem: “Esta projeção surge profundamente enriquecida e modificada pelos fatores do pensamento contínuo, o qual se ajustando às emanações do campo celular, lhe modelam, em derredor da personalidade, o conhecido Corpo Vital ou Duplo Etérico (duplicata mais ou menos radiante da criatura). O pensamento humano circula por essa túnica eletromagnética, tem colorido característico que decorre das vibrações e imagens que produz. Portanto, a alma exibe aí, em primeira mão, como um cartão de visitas, as solicitações, intenções e quadros que improvisa, cria e manipula, antes de irradiá-los no rumo dos objetos e das metas a serem alcançadas”.

            Conclui André Luiz que, “Nessa conjugação de forças físico-químicas e mentais, temos a Aura Humana que é peculiar a cada indivíduo, o interpenetra e emerge dele. Apesar de irregular, assemelha-se a um campo ovóide. Todos os estados da alma nela se estampam, plasmando telas vivas das ideias como se fossem cinema. Esta fotosfera psíquica cujas apresentações são feitas em cores variadas, depende diretamente da Onda Mental que emitimos. Ela retrata todos os nossos pensamentos em cores e imagens as quais correspondem aos objetivos e escolhas tanto enobrecedoras como deprimentes”.

            Conseguimos identificar no eletroencefalograma as ondas emitidas por nosso cérebro: ondas Beta, de 14 a 30 Hz, quando estamos despertos, conscientes em estado de alerta; ondas Alpha, de 9 a 13 Hz, quando estamos relaxados, calmos, lúcidos, sem pensamentos de vigília; ondas Teta, de 4 a 8 Hz, quando estamos profundamente relaxados, em meditação e imaginação mental; e ondas Delta, de 1 a 3 Hz, quando estamos em sono profundo, sem sonhos. Quando surgem os sonhos nessa fase do sono, as ondas se tornam Beta, como no estado de vigília, por isso se identifica como “sono paradoxal”.

            Em outro livro de André Luiz, Mecanismos da Mediunidade, ele observa que “este halo vital de cada um de nós, permanece edificado em correntes atômicas sutis, oriunda dos pensamentos que nos são próprios e habituais. Isto obedece à lei dos ‘quanta de energia’ e aos princípios da mecânica ondulatória que imprime à Aura, frequência e cor peculiares. A matéria mental conserva aí o seu mais amplo poder. É a nossa plataforma onipresente em toda comunicação com as rotas alheias. Á a antecâmara do Espírito em todas as nossas atividades de intercâmbio com a vida que nos rodeia. Através dela somos vistos e examinados pelas inteligências superiores, sentidos e reconhecidos pelos nossos afins, e temidos ou hostilizados, ou amados e auxiliados pelos irmãos que caminham em posição inferior ou principalmente superior à nossa. As simpatias e antipatias são automáticas, sem necessidade de palavras. É através desta couraça vibratória, carapaça fluídica, onde cada consciência constrói seu ninho ideal. Aqui se começa todos os serviços de mediunidade na Terra, entendendo-se mediunidade como atributo do homem encarnado para corresponder-se com o homem sem o corpo físico. Desde tempos imemoriais, quando a permuta entre espíritos encarnados e desencarnados foi iniciada no mundo, a apresentação da própria Aura realizava a seleção. Os homens melhores atraiam para si os espíritos humanos melhorados; os homens rebeldes às leis de Deus, acumpliciavam-se com entidades da mesma espécie”.

            A que conclusão podemos chegar? Que as Ondas de Pensamento, por suas características de frequência e trajeto, natureza e objetivo, enovelam-se umas às outras. Daí, se iniciam os núcleos de progresso dos homens nobres que assimilaram as correntes mentais dos espíritos superiores, para gerar trabalho edificante e educativo. E também foi daí que iniciaram a associação ou simbiose das almas estacionárias, que se rebelaram contra os imperativos da evolução (Lei do Progresso), estabelecendo obsessões lamentáveis.

            A intuição foi o sistema inicial de intercâmbio entre encarnados e desencarnados. A intuição é o conjunto de conhecimentos próprios, adquiridos ao longo das múltiplas experiências do ser, que lhe afloram à mente de forma espontânea, sem a necessidade de que alguém lhe transmita nada. Não confundir com Inspiração que é a transmissão dos pensamentos e mensagens de uma mente desencarnada para outra encarnada, para que esta possa livremente dispor da figura, da ideia ou do quadro mental inspirado.

            Edith Fiore no livro “Possessão Espiritual”, enfatiza para seus pacientes o valor dessa couraça vibratória dizendo: “A Aura está para a dimensão emocional, mental e espiritual de uma pessoa, assim como o sistema de imunização está para o corpo físico. No corpo físico, um sistema de imunização enfraquecido deixa o indivíduo suscetível a doenças e infecções. Uma Aura enfraquecida gera vulnerabilidade à invasão de espíritos.

            Como fortalecer a Aura? Há um método infalível, que se for levado a sério vai deixar não só a Aura “tinindo” de tão fortalecida, como também a mente, o corpo físico e tudo quanto pudermos imaginar. É o método infalível AADEAPCATM (Amar a Deus e ao próximo como a ti mesmo. Jesus). Este é o método ensinado por Jesus há 2.000 anos e que nos trará paz, amor, harmonia e equilíbrio.


Publicado por Sióstio de Lapa em 15/01/2020 às 00h13
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
14/01/2020 00h13
CURSO OBSESSÃO E SUAS MÁSCARAS – AULA 5: CORRENTES DE PENSAMENTO

            O cérebro humano funciona como uma poderosa estação de TV. Por sua extraordinária capacidade biopsíquica, desenvolve funções de gerar, excitar, transformar, induzir, conduzir, exteriorizar, captar, assimilar e desassimilar a energia mental (Mecanismos da Mediunidade, pp 69 a 73, 1ª Ed.)

            Ultrapassa em muito essas funções, porque não apenas cria força eletromotriz e consequentes potenciais magnéticos. Tem também recursos, através de sua sofisticada rede neuropsíquica orgânica e perispiritual, de emissão e recepção qual se fora estação de TV e rádio. Produz ainda outros valores ignorados.

             CORRENTES DE PENSAMENTO. É nesse microcosmo prodigioso, que a matéria mental, ao impulso do Espírito, é manipulada e expressa, em movimento constante, , produzindo correntes mentais que se exteriorizam, no espaço e no tempo, conservando mais amplo poder na aura da personalidade em que se exprime, através de ação e reação permanentes, como acontece no gerador comum, em que o gerador energético atinge o valor máximo. Isso ainda é um universo não identificado, ignorado, que é a expressão cerebral quando animada pela alma. Nós ainda não temos condições de medir ou alcançar essa grandiosidade.

            PENSAMENTO: SECREÇÃO DO ESPÍRITO. Não é do corpo físico ou cérebro. O pensamento é força sutil e inexaurível do Espírito. É corrente viva e extereorizante, com faculdades de auto excitação e autoplasticização inimagináveis. O pensamento se exterioriza e é capaz de modelar. Podemos alcançar construções admiráveis, feitas pelo nosso próprio pensamento. Nenhuma pessoa, por mais capacitada que seja, um sábio, cientista, é capaz de usar mais que 10% de seu potencial neural. O nosso neocórtex, a parte mais evoluída, deixa de produzir 90% de sua capacidade. Daí nossa urgência espiritual que devemos reconhecer para evoluir.

            PENSAMENTO EM MOVIMENTO. Toda partícula da corrente mental nasce das emoções e desejos recônditos do Espírito, através dos fenômenos íntimos e profundos da consciência, cuja estrutura ainda não conseguimos abordar, se desloca, produzindo irradiações eletromagnéticas, cuja frequência varia conforme os estados mentais do emissor. Aí está localizada a origem do livre arbítrio, pois ao pensarmos estamos criando e associando, de acordo com nossos interesse. Você pode estar num leito de hospital conformado com sua situação produzindo ondas curtas de profunda introspecção, mas se estiver revoltado, outras ondas, longas são produzidas com características negativas.

            FUNÇÕES DA CORRENTE MENTAL vitaliza os centros da alma, perispíríticos, centros endócrinos e plexos nervosos. Tem serviços de emissão e recepção de ondas mentais, pois exterioriza os próprios pensamentos e assimila os pensamentos alheios.

            CONSTRUTIVAS OU NEGATIVAS. Forças mentais desajustadas e destrutivas, atraem as mesmas forças. Regras de delitos e más ações. Regra áurea do universo é fazer ao outro o que queremos para nós. Se nossa co-criação não se coaduna com essa regra, ela é negativa, não é preciso julgamento. Se não obedecemos a regra, a culpa já está conosco. Servir no benefício de todos é o que manda a regra áurea.

            PROJETAM-SE NO “HALO ENERGÉTICO”. As correntes de pensamento estruturam a aura ou fotosfera psíquica, à base de cargas magnéticas constantes, conforme a natureza que lhe é peculiar, de certa forma semelhantes às correntes de força que partem da massa planetária, compondo a atmosfera que a envolve. Esta é a nossa aura que nasce das ondas mentais que produzimos e que estão continuamente circulando ao nosso redor, pois não paramos de produzi-las. É o nosso cartão de visita, fazendo a aproximação daqueles que nos observam. A mentira que ainda é comum aqui na Terra, planeta de Provas e Expiações, não vai mais existir quando pudermos observar com naturalidade a aura de quem se aproxima. Podemos dizer, “meu amor, minha doce rapadura, tão bela criatura”, mas ao se olhar a aura... onde está isso?

            A ALMA ESTÁ ENVOLVIDA NA PRÓPRIA AURA. É uma túnica de forças eletromagnéticas onde circulam as irradiações que lhe são peculiares. Podemos ter características diferentes de nossa aura, decorrente do tipo de ondas eletromagnéticas que são produzidas pelo pensamento. Mas sempre é uma característica nossa, nós é que as produzimos.

            Pietro Ubaldi, filósofo italiano também pensa da mesma forma, quando diz: “Todo o universo se transforma em noúres”, que são as correntes de pensamento. O Universo está banhado pelo pensamento do Criador, pelo fluido universal, que é o pensamento dEle. Nós, co-criamos ao nosso redor, a aura, limitada, que pode ou não está sintonizada com o pensamento do Criador.

            “Tudo o que existe exala pensamento e assim eu sinto o universo nestes meus estados medianímicos, a que me aferro e registro é a emanação harmônica e orgânica de pensamento infinito de Deus”.

            Estamos cercados, segundo Paulo de Tarso, por uma “Nuvem de Testemunhas”, para o Bem ou para o Mal, vendo o que fazemos, analisamos. A tentação vem de dentro e as Testemunhas sabem onde montar a armadilha, para o sexo, drogas, avareza, etc., mas tudo vem de dentro.

            CENTRO CORONÁRIO – TÁLAMO. André Luiz nos fala (Evolução em 2 mundos, p. 99) que o cérebro recebe as ondas magnéticas do pensamento e que são distribuídas pelo tálamo, uma das estruturas do diencéfalo. Assim, o corpo mental produz os pensamentos, que são recolhidos no Centro Coronário, com ligação direta com os núcleos do diencéfalo, particularmente com o Tálamo e daí para o Centro Cerebral, o Córtex, que transmite os impulso e avisos do Espírito para a parte física. Nós pensamos e somos traduzidos pelo nosso próprio cérebro.

            Podemos ver uma representação física do nosso cérebro onde podemos identificar as diversas estruturas que fazem parte mecanismo tradutor: Mesencéfalo, Rombencéfalo, Ponte, Prosencéfalo e o Tálamo.

            TÁLAMO – REDE DE FORÇAS. O Tálamo verte o pensamento ou fluido mental, que influencia por meio de impulsos repetidos, toda a região cortical e as regiões psicossomatosensitivas, vitalizando e dirigindo todo o cosmo biológico, para em seguida, espalhar-se em torno do corpo físico da individualidade.

            A AURA. A Alma é responsável pela organização da psicosfera ou halo energético.


Publicado por Sióstio de Lapa em 14/01/2020 às 00h13
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
13/01/2020 00h12
PENSAMENTO E BANDEIRA

            Estamos em constante aprendizado, construindo nossos paradigmas de vida. Ninguém tem o pensamento exatamente igual ao do outro, mas existem conjuntos de pensamentos que se harmonizam numa mesma direção. Quando encontramos várias pessoas que pensam parecido, logo surge a ideia de criar um tipo de associação que os reúna sob a denominação que mais se aproxime do pensamento majoritário, do centro do pensamento. Também serve, o grupo assim formado e divulgado, para continuar atraindo as pessoas que sintam afinidade por ele. Logo surge a ideia de representar essa associação com algum tipo de simbologia, uma bandeira.

            A bandeira passa a representar o pensamento que pretende arregimentar o maior número possível de pessoas e assim conquistar o poder para direcionar as ações dentro da sociedade, e que dentro dela tem pessoas com pensamentos diferentes. Mas, com o exercício da democracia, a maioria, já que a unanimidade não pode ser alcançada, deve decidir os caminhos que a sociedade de seguir.

            O ideal é que todos que assumissem determinada bandeira que representa determinado pensamento, tivessem a honestidade de seguir essa coerência. Mas, devido o egoísmo, orgulho, vaidade, é que isso tende a levar o homem a defender uma bandeira que não corresponde ao seu pensamento. Uma hipocrisia, pecado que o Mestre Jesus condenava com veemência, sabendo do prejuízo causaria nas questões éticas e morais.

            Observamos isso com frequência no meio político, principalmente no Brasil, onde os candidatos defendem tal bandeira e depois de eleitos todos os ideais e promessas que defendiam em praça pública, caem no esquecimento ou podem até agir de forma contrária. Os eleitores passam a ver isso com naturalidade e não mais se escandalizam com esse tipo de mentira, de estelionato eleitoral.

            Quando se trata essa questão dentro do viés espiritual, o problema fica mais grave. As pessoas praticam a corrupções mesmo sabendo do prejuízo que causa em milhões de outras pessoas. Porém, o progresso, consequência da evolução, que atinge toda a criação de Deus, animados ou inanimados, matéria ou espírito, segue avante.

            O planeta está passando por um momento crítico, isso é, deixar de ser um planeta de Provas e Expiações para se tornar um planeta de regeneração. Isso significa uma guinada comportamental, onde as ações do Bem passam a ser majoritárias, considerando hoje as ações do Mal que ainda continuam prevalentes.

            O anjo Ismael, convocado por Jesus para assumir a administração do Brasil, escolheu a bandeira para identificar o pensamento divino e dentro dela, para facilitar a compreensão do pensamento que representa, existem três palavras: Deus, Cristo e Caridade.

            É importante que tanto aqueles que já formam a associação com essa intenção, de servir à vontade de Deus, tenham realmente a sintonia com o pensamento que ela representa. E que se, levanta a bandeira do Cristo, de Ismael, e de todos aqueles que procuram ser honestos na prática do Evangelho, que esta pessoa que procura interagir conosco, tenha o seu pensamento realmente sintonizado com o nosso.


Publicado por Sióstio de Lapa em 13/01/2020 às 00h12
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
12/01/2020 00h11
ACORDA ESTADÃO

            Impressionante como a grande mídia no Brasil procura não ver e pior ainda, procura enganar a população com notícias tendenciosas que envergonha a mais simples inteligência, quando esta está livre para ver a Verdade que cada vez mais se torna clara. Irei dividir aqui com meus leitores um texto que encontrei nas redes sociais que sintoniza perfeitamente com o que penso, e imagino com a massa pensante deste país, que consegue ler e fazer alguma abstração do conteúdo.

Hoje, o jornal "O Estado de São Paulo" publicou editorial com o seguinte tema:

O País precisa de rumo, que deve ser dado pelo presidente.

Até aqui, Bolsonaro não se mostrou, nem remotamente, à altura dessa tarefa e não há razões para acreditar que algum dia estará.   #estadao

John Kirchhofer replicou com o seguinte texto:

A cegueira de um grande jornal

É incrível como um jornal da tradição e tamanho do Estadão continue cego às evidências! Preso a um passado que se desmancha, frente a um presente que seus anacrônicos editores se negam a enxergar!

O mundo muda numa velocidade estonteante. A mídia impressa caminha para a falência. O exemplo da editora Abril não lhes serve para abrir-lhes os olhos.

Acorda Estadão!

Bolsonaro não governará, nem indicará “rumos”, através de discursos eloquentes, retórica brilhante, embromação de longas palavras. Bolsonaro governará com a mais poderosa forma de liderança que o mundo conhece: O EXEMPLO! A VERDADE!

Vocês fazem parte de um tempo em que a admiração por longuíssimos discursos, de uma, duas ou até três horas impressionava as massas e hipnotizava os jornalistas!

Era o tempo do fanatismo aos discursos de Fidel Castro, Carlos Lacerda e Leonel Brizola!

Acorda Estadão!

Este tipo de comunicação ACABOU!

As recentes eleições Americanas e, aqui, no Brasil, sepultaram este tipo de retórica.

E, olhe que a mudança veio como uma tsunami! 99% dos jornais erraram suas previsões sobre a possibilidade de vitória de Bolsonaro. 99% das televisões erraram em seus comentários sobre as chances de Bolsonaro vencer. 99% dos Institutos de Pesquisas apostavam que Bolsonaro perderia para qualquer candidato no segundo turno. 99% dos políticos e partidos deste país não acreditavam na possibilidade de Bolsonaro vencer as eleições. 99% dos jornalistas deste país, zombaram de Bolsonaro e riram de suas fraquezas, quando, de forma franca e verdadeira, dizia que não conhecia de economia e iria deixar esta área estratégica nas mãos de um competente economista. Virou gozação nacional a piada do Posto Ipiranga do Bolsonaro.

Quebraram a cara! Todos!

Achavam ridículo um candidato à presidência se apoiar numa citação bíblica para tocar sua campanha a presidente. E Bolsonaro, simplesmente, continuava sua pregação perante multidões crescentes: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.”_; Nada mais verdadeiro do que isso!

Lamentavelmente, até hoje, os intelectuais, professores e editores de jornais não se deram por conta de que a verdade pode ser dita em 140 caracteres, ou menos! A verdade cabe num Tweet!

Jornais como o de vocês, do velho Estadão, continuam na anacrônica elaboração de editoriais de 1000, 2000 ou 3000 caracteres! *Gastam papel em vão! Mas, estão sem saída*. Por quê? Porque não sabem fazer outra coisa! Se negam a acordar perante a nova política. A REAL POLÍTICA. A política da verdade. A política que nega a “articulação” política! A política que nega as mentiras políticas, a mentira e a embromação!

Acorda Estadão!

Tanto vocês, como o) outrora poderoso "O Globo", baixam, desesperadamente, os preços de suas assinaturas, de 109 para 29 reais mensais, ou seja, tentam vender jornais impressos por 1 real a edição e não conseguem sinal de reação dos consumidores! Estão apavorados com a falência eminente da ex-gigante "Folha de São Paulo"!

Acorda Estadão!

Não é baixando o preço por edição, nem entrega gratuita de jornais, que fará ressuscitar os Cadernos de Classificados! As antigas edições de domingo, que chegavam a pesar mais de um kg de papel, hoje está na na faixa de 400 a 300 gramas! E, assim, caminham para ZERO grama de papel impresso!

Eu sou assinante, mas não leio mais o papel impresso! Só leio a edição digital em meu iPad! Não me sinto mais satisfeito em gastar horas lendo um jornal escrito por professores, intelectuais, doutores, jornalistas, todos sem prática! Todos teóricos! Todos que formaram o séquito dos 99% que apostaram contra a vitória de Bolsonaro! Todos, viajantes de uma Época que ACABOU!

Acorda Estadão!

O povo está cheio de suas opiniões pessimistas! O povo quer esperança! O povo quer verdade! O povo não quer as armações de suas jornalistas, buscando “arruinar” o mandato de um presidente recém eleito! Não adianta escrever mil páginas, negando o que foi ouvido da boca de sua jornalista. Não adianta trocar sinais e afirmar mil vezes que era “fake news”! Pois não eram apenas poucas palavras que sinalizaram a verdade. Foram edições e editoriais sinalizando a verdade! De que adianta esta afirmativa de que -não há razões para acreditar que algum dia estará Bolsonaro, preparado para nos dar um “rumo”?

Ledo engano dos senhores! Basta o exemplo... Pequenos atos, como cancelar um jantar com show, ao custo de 290.000 reais, que sairiam do bolso do contribuinte, via Embratur e a demissão da presidente do órgão, para que se dê o rumo a este país!

Se o sentido de “rumo”, for o mesmo de “articulação”, “conversa” e outras mais, usadas para esconder o toma lá dá cá, acho que realmente não teremos. Bolsonaro realmente é um cabeça vazia de “idéias” para sangrar os cofres públicos!

Eu, sinceramente, não quero o mal para tão tradicional órgão de imprensa. Mas, se puder lhes dar um conselho de leitor, lhes diria: Tomem outro rumo.

Cordialmente

John Kirchhofer

Engº Civil, MD Coppe/UFRJ, MBA Marketing ESPM/RJ, Executivo. Engº de formação, Fotógrafo por paixão.

É Incrível tudo isto...!!! Mais incrível é quem ñ consegue enxergar a nossa nova história e tudo de maravilhoso q está acontecendo...!!!  O Brasil nunca ouviu tantas verdades e, para alguns, isso é difícil.

O caso brasileiro é único no mundo. É muito maior do que o Brexit, é gigante perto da eleição de Trump. Não tivemos o impacto de uma mudança radical, como a entrada em massa dos muçulmanos no Reino Unido. Não elegemos um bilionário numa eleição com dois partidos, como nos EUA. Elegemos um capitão do Exército, sem dinheiro, sem televisão, sem apoio, sem celebridades. Mostramos ao mundo a quintessência da democracia.

Bolsonaro não baixou a cabeça. Peitou uma das maiores empresas de mídia do planeta, os artistas formadores de opinião, a elite acadêmica, as milícias sociais, a máquina Estatal, o Stablishment.

Todo o poder estabelecido convulsionava contra o candidato, numa tentativa desesperada de manter seus benefícios escusos. E, ainda assim, ele venceu.

Gramsci, na década de 40, disse: "Não tomem quartéis, tomem escolas. Não ataquem tanques, ataquem idéias". O filósofo Socialista esqueceu, porém, que o capitalismo evolui e, com sua evolução, DEU VOZ AO POVO. A grande mídia não é mais o principal propagador de notícias. A escola não é mais o principal propagador de conhecimento. Com o advento da internet, podemos nos informar, podemos pesquisar e, principalmente, PODEMOS FALAR.

Atentaram contra a vida do presidente, deixaram-no fora dos compromissos de campanha e, de pijamas e pantufas, NÓS O ELEGEMOS. Derrubamos um plano de poder de 3 décadas, detentor de uma militância violenta e um Estado aparelhado, sem encostar em armas, sem NENHUMA intervenção.

Tristes dos "artistas" que não veem a beleza do movimento. Tristes dos estudantes que não veem a importância do momento. Vocês se orgulham de fazer parte da "resistência". EU ME ORGULHO DE FAZER PARTE DA HISTÓRIA!

🇧🇷*BRASIL ACIMA DE TUDO🇧🇷DEUS ACIMA DE TODOS.🇧🇷

            Não consigo encontrar nenhuma incoerência e desvio da verdade nesse texto. Talvez os meu leitores encontrem alguns e me advirtam.


Publicado por Sióstio de Lapa em 12/01/2020 às 00h11
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
11/01/2020 00h10
COMPROMISSOS ESPIRITUAIS - COMENTÁRIO

            Recebi ontem, 10-01-20, um comentário do confrade JJD sobre o texto que publiquei no Recanto das Letras com o título Compromissos Espirituais, que considero importante reproduzir neste espaço, para uma reflexão mais ampla dos meus leitores e para a busca da Verdade, onde quer que ela esteja.

----- Mensagem original -----

De: "Recanto das Letras" <recantodasletras@recantodasletras.com.br>

Para: "rodrigus" <rodrigus@ufrnet.br>

Enviadas: Sexta-feira, 10 de janeiro de 2020 1:34:45

Assunto: Comentário: COMPROMISSOS ESPIRITUAIS

Trabalhador que sou da f.e.e.s.p só tenho a lamentar que se tente forjar fatos em cima de obras de teor espirita, para tentar montar um fato em cima de uma lamentável ignorância da doutrina. Tentaram forjar coisa inconcebíveis, associar um servidor de um ilustre a um senhor sem a menor teor cultura e de respeito a dignidade, direitos, com vários anti valores de relação aos seres humanos, mesmo tendo estado e vivido ao lado de uma pessoa que valorizou intensamente, valores morais. Esse texto foi de uma hipocrisia extremamente danosa a doutrina espirita e a própria história de D. Pedro II. e com qual objetivo? Usar o espiritismo como bandeira de apoio político a um demente que tenta e mostra ser de uma incompetência, sem nunca antes visto no país.

            Resposta.

Caro irmão JJD.

Nós, como discípulos do Cristo e seguidores do Espírito de Verdade, instrutor especial da Doutrina Espírita, sabemos da importância de usar a nossa consciência em busca da verdade, com os fatos que chegam ao nosso conhecimento. Como cada um tem um contexto de vida diferente, que colhe fatos ou intuições geralmente diferentes, pode fazer um raciocínio diferente de uns e outros. Por esse motivo, as convicções de cada um geralmente divergem, mesmo sendo adeptos da mesma doutrina, como nós. Com isso justifico o meu pensamento quando escrevi o texto COMPROMISSOS ESPIRITUAIS e publiquei no Recanto das Letras. Não quero dizer que essa minha opinião seja o reflexo puro da Verdade, é importante que haja outras manifestações de cidadãos coerentes com o mesmo pensamento para aproximá-lo da Verdade. Foi assim que procedeu o nosso ilustre codificador da Doutrina Espírita, o prof. Rivail, Allan Kardec. Seria covardia da minha parte se pensasse de tal forma, que considero digna e coerente com a Verdade e não a divulgasse, e talvez aí sim, justificasse a hipocrisia: pensar de uma forma e não agir como tal. Quero esclarecer ao irmão que a minha bandeira política é a cristã, seguir na prática aqueles ensinamentos do Cristo com o objetivo de criar a Família Universal e assim construir o Reino de Deus. Seguindo esses ensinamentos é que procuro compreender, tolerar, perdoar... tudo dentro da misericórdia do Cristo; mas também de aceitar a Justiça, a Verdade, a consequência dos atos como forma de punir ou recompensar a natureza dos frutos gerados, bons ou maus.

Não encontrei em seu comentário motivos nenhum para reformar o meu pensamento, pelo contrário. As críticas que foram feitas ao personagem central do texto, parecem não corroborar com a Verdade, se os fatos à nossa disposição forem avaliados sem preconceitos. Mas este é o meu pensamento, posso continuar errado em minhas convicções e o senhor totalmente certo, mas tenho que ser fiel à minha consciência, onde está a lei de Deus, e estou pronto para enfrentar a corte doutrinária dos espíritos superiores, defendendo o que continuo a defender hoje.

Muita Luz para todos nós, com a Paz do Cristo.  


Publicado por Sióstio de Lapa em 11/01/2020 às 00h10
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 3 de 589 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr