Meu Diário
11/02/2020 00h10
MANIFESTO CRISTÃO

            Somos discípulos do Cristo, procuramos seguir suas lições e praticar o Amor Incondicional como ferramenta básica na formação da Família Universal e construção do Reino de Deus. Todos que sintonizam com a energia do Amor, essa característica da essência de Deus, estão convidados a refletir sobre essa proposta de criação de um espaço coletivo onde estejamos engajados, independentes de quaisquer outras causas, agremiações partidárias ou religiosas.

            Esse espaço consciencial terá como meta principal o estudo da Verdade onde quer que ela se apresente, dentro ou fora das religiões, sem o compromisso de fidelidade aos preconceitos estabelecidos na psicosfera da humanidade. Terá o Cristo como referência e modelo na nossa caminhada em busca da Verdade, da vida eterna.

            O trabalho que serve para dar dignidade a pessoa humana deve ser valorizado e oportunizado a todos, dentro de nossa área de influência e capacidade de engajamento a todos necessitados.

            Esse tipo de escola por ter como foco o mundo espiritual e suas diretrizes, apresenta as características de uma Igreja. Por desenvolver o Amor na oportunidade de trabalho fraterno para todos, merece um nome que esteja sintonizado com essas diretrizes: Escola Igreja Trabalho e Amor (EITA).

            Cada ser humano será considerado por nós como irmão, filho do mesmo Pai celestial, com suas características pessoais diferentes de qualquer outro, e pertencentes a mesma família por termos a intenção de fazer a vontade do Pai, acima de quaisquer outros compromissos ou ideologias.

            Pedimos a sua reflexão sobre a oportunidade de ser criada tal entidade jurídica, a partir deste evento da Nova Consciência que ocorre neste ano de 2020, na cidade de Campina Grande, Paraíba, Brasil.

            Este é um chamado vindo da intuição, que independe do peso de personalidades e seus respectivos cargos na hierarquia material. Somos chamados para colocar novos tijolos na Igreja do Cristo, que ao mesmo tempo resgate as lições do cristianismo primitivo e construa o Reino de Deus como foi profetizado nos Evangelhos.

            Caso sua consciência acredite neste caminho e esteja disposto(a) a se engajar em sua formação e atuação, deixamos disponibilizado o celular (084) 99983-9228, whatsapp, e o e-mail rodrigus@ufrnet.br e rodriguesdmc@gmail.com, para contato e sugestões.  


Publicado por Sióstio de Lapa em 11/02/2020 às 00h10
 
10/02/2020 01h08
SUPREMA IGNORÂNCIA

            Certamente ainda estamos no nível da ignorância, e muitos de nós ainda num estágio mais crítico, da suprema ignorância. São nossos irmãos que permanecem dentro das obsessões coletivas ou individuais, que prestam serviço às trevas sem disso terem consciência. Fazem o mal de forma escandalosa, dizendo nada saberem do prejuízo que causam e negando a verdade quando os valores da verdadeira Justiça, conduzidas pelo Arcanjo Miguel, lhes colocam à frente as consequências dos seus atos.

            Quem permanece com o espírito mais crítico e escapa das estratégias do mal, percebe a dimensão dos prejuízos que estavam sendo realizados e escapa dessa suprema ignorância. Muitos de nós vêm para cá,  com o compromisso de realizar determinada missão assumida no mundo espiritual e para isso se prepara durante décadas até atingir o ponto de maturidade, para contribuir com a renovação da sociedade, bem como nos grupamentos humanos que se dedicam ao progresso e renovação da humanidade.

            Estamos sob o comando do Mestre Jesus, nosso governador espiritual, que veio nos ensinar o caminho que nos leva ao Pai, com o seu ministério de amor e misericórdia para todos aqueles que percebem suas iniquidades e pedem o perdão de suas faltas. Para aqueles que mostram o lampejo de luz em suas consciências, o esforço para sair da suprema ignorância.

            Nós que já estamos nas fileiras do Cristo, colocando com veemência a nossa vida como instrumento do Pai, em quaisquer áreas da atuação humana, devemos ficar sempre atentos, orando e vigiando, para que não sejamos cooptados pelo mal, obedecendo aos desejos instintivos da carne. Ter sempre o cuidado de fiscalizar nossas intenções, crenças, diagnósticos, para verificar a sintonia de tudo que fazemos com a Verdade que surge em nossas consciências, mesmo que isso desmitifique pessoas ou ideologias muito bem consolidadas no campo cultural, intelectual, jurídico e até eclesiástico. Lembremos que os tentáculos do mal são por demais sutis e podem penetrar em nossas consciências como uma ação benéfica, obnubilando a luz divina característica de nossa criação. Este é o ponto crítico pelo qual devemos pedir aos nossos benfeitores espirituais, que sintonizam também com o comando de Jesus e com a vontade do Pai, para que não sejamos obsidiados individual ou coletivamente pelas energias trevosas.  

            Podemos perceber intuitivamente, por disparos conscienciais ou materiais, dos compromissos assumidos no mundo espiritual antes de chegarmos aqui no mundo material, como trabalhadores da última hora, comprometidos com os benfeitores da humanidade que confiam em nós. Que isso nos sirva de motivação, responsabilidade e determinação para fazermos o que decidimos no mundo espiritual e o que os benfeitores esperam de nós.


Publicado por Sióstio de Lapa em 10/02/2020 às 01h08
 
09/02/2020 08h17
O LADO ESPIRITUAL

            Vivemos no mundo material e logo sentimos ou aprendemos a existência do mundo espiritual. Esse aprendizado sobre o mundo espiritual deve ser aprofundado, pois é lá que se passa a nossa existência real, aqui é somente um estágio de aprendizado cuja matrícula cobra o esquecimento de onde viemos. Isso serve para que possamos ajustar e corrigir erros de conduta. Jesus, um dos espíritos mais próximos de Deus, foi indicado para vir ao planeta, onde é considerado o governador, para nos ensinar o caminho de verdade que nos conduz a vida eterna, ao Pai. Foi esta vinda de Jesus, um momento sublime para a humanidade, onde o Céu se aproximou da Terra, onde a nossa racionalidade foi convocada para avaliar a importância dos nossos instintos para a manutenção da vida biológica e submete-los à necessidade moral da evolução do nosso espírito. Quando fazemos essa reflexão e procuramos seguir as lições de Jesus, sentimos a energia divina se manifestar cada vez mais na nossa consciência, no nosso entorno.

            Podemos colocar como um bom exemplo de tudo isto que estamos discorrendo, a irmandade de Alcoólicos Anônimos. O alcoólico, depois de pedir ajuda a ter o despertar espiritual, passa a colocar nas mãos do Poder Superior as rédeas da sua vida. Ele pode até não perceber a transformação que houve na sua vida como uma ação divina, mas seus companheiros percebem. Vejamos o que diz as “Reflexões Diárias”, para o dia de hoje, um livreto de reflexões escrito por membro de AA para membros de AA.

            Quantas vezes sentamos em reuniões de AA, e ouvimos o orador declarar: “Porém ainda não alcancei o lado espiritual”. Antes dessa declaração, ele descreveu o milagre da transformação que ocorreu com ele – não somente sua libertação do álcool, mas também uma completa mudança em sua atitude perante a vida e como vive-la. É aparente para quase todos os demais que ele recebeu uma grande dádiva... exceto que ele parece não se aperceber disto ainda.

            Uma experiência espiritual pode ser a realização de uma vida que no passado parecia vazia e desprovida de significado e é agora alegre e plena. Hoje eu sinto a presença de Deus cada vez mais frequente em minha vida. Não é que antes Ele não estivesse comigo, antes eu não procurava saber dEle, da Sua existência, da influência dEle em minha vida. Eu vivia como um órfão por este mundo. Já tinha perdido meu pai e minha mãe biológicos, que mesmo se estivessem vivos já poderiam ter fortes déficits cognitivos. Não conseguia atentar para o Pai espiritual, sábio e eterno, professor e protetor.

            Hoje, depois que passei pelo meu despertar espiritual, sigo a vida com confiança, apesar de todas as trevas que ainda persistem em nosso planeta. Sei que Ele me protege, orienta e quer que eu faça a Sua vontade, sendo o seu instrumento no meio dos meus irmãos.


Publicado por Sióstio de Lapa em 09/02/2020 às 08h17
 
08/02/2020 04h35
CONSELHO ESPIRITUAL

            Nos idos de 1980, um grupo de amigos, politizados, moradores do Conjunto Habitacional Santa Catarina, recém construído pelo governo do Estado, conduzido pelo médico Lavoisier Maia, na Zona Norte de Natal-RN, se reuniram para compor o Conselho Comunitário. Todos tinham o nobre ideal de servir á população, sem qualquer tipo de manipulação, religiosa ou partidária. Todos se tornaram amigos dentro desse trabalho diuturno, levado com transparência em todos os atos e com a ampliação da participação da comunidade, onde foi eleito um Líder para cada rua do Conjunto Habitacional, que foi dividido em 8 setores e que fazíamos reuniões semanais em cada setor, onde cada Líder de Rua desse determinado setor fazia a convocação dos demais moradores.

            Assim foi administrado o Conselho Comunitário, inicialmente com a minha coordenação, e depois, devido ao meu afastamento para concluir meus cursos de pós graduação, a coordenação passou a ser exercida pelo Sr. Luiz Gonzaga, com a mesma orientação, harmonia e justiça.

            Foi um momento lindo que ficou marcado em nossas mentes e em nossos corações. Poucas pessoas perceberam a dimensão do trabalho que fizemos, mas certamente o Pai que sempre sonda o coração dos seus filhos, viu que nossa árvore era boa, pois seus frutos foram bons.

            Hoje, que entramos na década de 2020, 40 anos depois, voltamos a nos reunir, convocados por nosso companheiro Luiz Gonzaga, em sua humilde casinha ainda na Zona Norte. Agora, estamos mais amadurecidos, morando em outros bairros e até em outras cidades do Rio Grande do Norte. Continuamos politizados, mas agora com um forte viés: a espiritualidade. Não tem nenhum de nós engajados na política partidária, mas todos nós estamos engajados em alguma forma de espiritualidade, algum tipo de igreja.

            Fui para a cama hoje as 3h da madrugada. Antes de adormecer o Pai chamou minha atenção e fui de volta para a mesa e escrever este texto. Na década de 1980 fomos chamados por Ele para servir à comunidade do Conjunto Santa Catarina. Mesmo envolvidos pelos partidos políticos, fizemos o trabalho de acordo com a vontade do Pai. Agora, entendo que o Pai nos convoca outra vez através das intuições do Espírito Santo. Inicialmente com o companheiro Luiz Gonzaga, que tocado pela virtude da Gratidão, nos convoca à sua casa, para nos solidarizar. E agora o Pai diz que é o momento de formarmos um novo Conselho, com a maturidade que adquirimos, com a confiança que alcançamos no desempenho das tarefas realizadas. Agora é um Conselho Espiritual, que devemos tocar pelo resto de nossas vidas, diretamente ligado à vontade do Pai, com cobertura em todo o Rio Grande do Norte. Se antes o nosso propósito era politizar a comunidade de Santa Catarina, para cada um adquirir a consciência dos seus direitos e deveres de cidadão natalense, norte-riograndense e brasileiro, agora o nosso propósito será o de politizar as entidades religiosas para cada uma adquirir à consciência dos seus direitos e deveres quanto a harmonia da família nuclear, fortalecimento da família ampliada e construção da família universal que irá formar o Reino de Deus para além dos nossos corações.

            No primeiro momento, usando os modernos recursos da tecnologia, nossa tarefa será a de registrar todos os movimentos e entidades espirituais que temos conhecimento e que desenvolvemos algum tipo de tarefa dentro delas. Feito isso, elaboraremos um estatuto e regimento interno para disciplinar nossas ações e passaremos a ir a cada Instituição já relacionada, chamando a atenção e motivando para essa integração de todos os irmãos na construção dessa Família Universal e consequentemente o Reino de Deus. Voltaremos a agir sem cores partidárias ou religiosas em nossas camisas, somente empunhando a bandeira do Pai, sob a liderança do Cristo e as armas do Amor.

            Ave Luz!


Publicado por Sióstio de Lapa em 08/02/2020 às 04h35
 
07/02/2020 00h06
O RECADO DO SR. ZÉ PELINTRA

            Encontrei o texto recebido espiritualmente por Wagner Borges, em  São Paulo, 10 de janeiro de 2018, e que reproduzirei abaixo para nossas reflexões associadas ao curso de desobsessão.

(Das Vielas Espirituais aos Corações dos Justos)

            Quando o Sr. Zé Pelintra chama, quem é da Luz responde... Nas veredas da honra é assim: se é pelo Bem, está justo! Têm muitos meninos e meninas defecando nas trilhas...

Enrolam-se com coisas básicas e ainda se dizem iniciados. Talvez, iniciados em fazer lambanças! Se metem com magias que não entendem e se ferram na parada! O que tem de gente pensando mal dos outros é uma coisa horrível. Vinganças, mágoas, repressões, recalques e corações medíocres. Iniciados? Só se for no templo das babaquices. Quem segura buchas de maldade dentro de si mesmo é um otário! Otário de marca maior, se é que me entendem. Zé Pelintra sabe do que fala, pois aprendeu nas vielas da vida. Na vida não tem moleza, não! É ralação em cima de ralação. Quem acha que está aqui de férias, se ferrou. Aqui é campo de provas. E não adianta chamar os outros de irmãozinhos, se por dentro, reina a confusão. Zé pelintra sabe: os irmãos das trevas adoram pegar hipócritas e babacas. Não adianta curvar a cabeça à Oxalá, se a arrogância continuar por dentro. É muito feio cultuar as divindades e envergonhá-las com atitudes ruins. Zé Pelintra avisa: os guias espirituais não são babacas! Quem se diz trabalhador da Luz, que faça por onde... que honre sua trilha. Eles que se cuidem, pois os obsessores gostam de encontrar buracos na aura... Eles entram com tudo! Fazem arruaças invisíveis e roubam energias. Eles detestam tudo o que é da Luz, pois ela os revela e dissolve suas diabruras.

Quem anda com essa corja agarrada na aura terá sérios dissabores. Zé Pelintra esclarece: alguém com má intenção pode dizer que é da Luz? E qual é a credibilidade de alguém que renega sua própria espiritualidade? É detestável ver como as pessoas dão passos falsos em suas trilhas... Depois, ainda reclamam com os seus guias de que não foram bem protegidos. Só que os guias já os conhecem, de muitas vidas, e sabem que eles são babacas! Zé Pelintra fala a verdade: se a pessoa faz lambanças, não é da Luz! Nesse mundo não tem anjinhos, tem espíritos que desceram para aprender. Reencarnaram para o bom combate! Vieram à Terra para realizar algo... E aqueles que entraram em alguma senda espiritual, sabem que isso é uma honra. Então, que realizem a Luz em si mesmos. E não vacilem, pois isso é muito sério. Quem quiser babaquices, que procure outra coisa. Espiritualidade é para adultos! Quem gosta de fofocas e intrigas, que se vire com os irmãos trevosos... Porque eles adoram essas candinhas que pensam que são iniciadas. Luz é Luz, não tem conversa! É coisa de honra. É responsabilidade. É o que vale.

P.S.: Não é mole, não. É prova e ralação. Oxalá não deu asas às cobras. Mas, quem é da Luz, voa... Porque estuda e trabalha. E assim, honra sua fé e sua jornada. Zé Pelintra não é mito nem babá espiritual de ninguém. É sujeito leal e responde à Luz. Quando ele chama, quem é da Luz responde. Salve, salve, meninos e meninas que respeitam a Espiritualidade. Salve, salve, Oxalá. Saravá! (Zé Pelintra sai de fininho, à francesa, pois quem reina é o Pai Maior.)

Nota de Wagner Borges:

O espírito que me passou esses apontamentos é da Falange de Zé Pelintra, tão conhecida nos meios umbandistas. Trata-se de uma entidade que lida com desassédios extrafísicos e que protege invisivelmente a muitos trabalhadores e estudantes espirituais envolvidos em tarefas de desobsessão. Essa foi a primeira vez que eu o vi, e gostei muito de suas energias. Posteriormente, ele apareceu mais duas vezes, em dias diferentes. Numa dessas vezes, ele estava ao lado de minha cama e projetando energias salutares. Ele se apresenta da maneira clássica dessa falange: terno branco com frisos vermelhos, chapéu branco com uma fita vermelha e sapatos brancos com listras também vermelhas (parece um malandro e tem um gingado corporal característico). Resumindo: é um protetor extrafísico que plasma sua forma astral de acordo com as convenções humanas. Como sempre trabalho de forma universalista, ele apareceu aqui em casa e me disse que o recado dele é sério e pertinente aos alertas conscienciais sadios. Ou seja, ele é da Luz e opera de acordo. E suas energias não deixam dúvidas.

Paz e Luz.

            Notas do Texto: Espíritos obsessores são os espíritos que assediam extrafisicamente a humanidade, sempre à cata de pensamentos, emoções e energias densas; verdugos extrafísicos; assediadores espirituais; espíritos inferiores. Guias Espirituais são entidades extrafísicas e positivas que ajudam na evolução de todos; mentores extrafísicos; protetores astrais; auxiliares invisíveis; amparadores extrafísico; benfeitores espirituais. Aura, do latim, aura - sopro de ar – halo luminoso de distintas cores que envolve o corpo físico e que reflete, energeticamente, o que o indivíduo pensa, sente e vivencia no seu mundo íntimo; psicosfera; campo energético.

            A tendência mundana é associar o espírito Zé Pelintra com atividades negativas, das trevas. Por isso é importante o estudo para conhecermos melhor o mundo espiritual e suas diversas ramificações, influências e perigos associados, mesmo por quem deseja seguir os caminhos da Luz. 


Publicado por Sióstio de Lapa em 07/02/2020 às 00h06



Página 30 de 622 « 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr