Meu Diário
12/11/2022 00h01
JUSTIÇA NA NAÇÃO

            Segundo O Livro de Urântia, página 1461, quando Jesus visitava Roma, antes do seu ministério, conheceu um homem pobre que havia sido falsamente acusado. Foi com ele perante o magistrado, e, tendo recebido permissão especial para falar em nome dele, fez aquele soberbo discurso no qual disse:



            “A Justiça faz grande uma nação, e quanto maior é uma nação tanto mais solícita será para cuidar de que a injustiça não ocorra, até mesmo ao seu mais humilde cidadão. Infeliz de qualquer nação, quando apenas àqueles que possuem dinheiro e influência podem assegurar-se da pronta justiça perante as suas cortes! É dever sagrado de um magistrado absolver o inocente, bem como punir o culpado. A permanência de uma nação depende da imparcialidade, da Justiça e da integridade das suas cortes. O governo civil funda-se na Justiça, como a verdadeira religião funda-se na misericórdia”.



            Essa pequena intervenção de Jesus fez com que o magistrado refletisse a aplicasse a Justiça, livrando o homem de uma condenação injusta.



            Reflito sobre a situação que ocorre no Brasil, onde a mais suprema corte assume um franco favoritismo sobre as partes, livrando os culpados de seus crimes e aplicando punições aos inocentes. Uma corte cuja missão é defender a Constituição, passa a usurpar o direito de outros poderes aos quais deveria obedecer constitucionalmente. A população observa impotente uma escalada de autoritarismo onde a força de decretos substitui a força das baionetas na tomada do poder total caracterizando uma ditadura da toga.



            Certamente que os argumentos de Jesus não iriam fazer efeito sobre esses senhores, colocados num cargo, dentro de uma instituição tão importante, como a Suprema Corte, sem o devido preparo técnico, ético ou moral. Muito provavelmente o Mestre não teria oportunidade de oferecer a defesa ao cidadão, e, se o fizesse, talvez saísse do recinto escoltado para a prisão, ou voltaria para Nazaré com uma tornozeleira.



            Essas pessoas de má índole colocados em cargos estratégicos, sabem que a maioria de nossa população ainda é composta de analfabetos funcionais, que não conseguem ler o livro de capa a capa e tirar suas próprias conclusões. São pessoas acostumadas a ser hipnotizadas pela tela de uma televisão que joga as narrativas que interessa aos poderosos com suas iniquidades, formando batalhões de papagaios a encherem as ruas gritando palavras de ordem que não sabem o significado, agredindo as vezes os próprios parentes, numa incapacidade impressionante de discernir onde se encontra a Verdade e a Justiça, até nos meios acadêmicos e eclesiásticos, os que deveriam ser mais resistentes a ação da mentira.



Publicado por Sióstio de Lapa em 12/11/2022 às 00h01
 
11/11/2022 00h01
A VERDADE E A FÉ

            Em O Livro de Urântia, página 1462, cita a visita que Jesus fez à Roma, antes do início do seu ministério, acompanhando dois indianos, Gonod, pai, e Ganid, filho. Gonod contratou Jesus para servir de tutor para seu filho, Ganid, enquanto ele tivesse em viagem de negócios pelo Mediterrâneo. Nos momentos que estava livre desse compromisso, Jesus procurava interagir com líderes em diversas áreas, principalmente nas doutrinas religiosas. Foi assim que ele conversou com Nabon, um judeu grego, que era líder do culto dos mistérios em Roma, o mitraico. Foi nesse momento que Jesus formulou a essência do seu ensinamento sobre a Verdade e a Fé, do seguinte modo:



            “A Verdade não pode ser definida por palavras, apenas vivendo-a. A Verdade é sempre mais do que o conhecimento. O conhecimento é pertinente às coisas observadas, mas a Verdade transcende esses níveis puramente materiais, no sentido em que ela se harmoniza com a sabedoria e abrange coisas imponderáveis tais como a experiência humana e, mesmo, a realidade espiritual e viva. O conhecimento tem origem na ciência; a sabedoria, na verdadeira na verdadeira filosofia; a Verdade, na experiência religiosa da vida espiritual. O conhecimento lida com os fatos; a sabedoria, com as relações; a Verdade, com os valores da realidade.



            “O homem tende a cristalizar a ciência, a formular a filosofia e a dogmatizar a Verdade, porque ele é mentalmente preguiçoso, porque tem de ajustar-se às lutas progressivas da vida, e, ao mesmo tempo, tem também um medo terrível do desconhecido. O homem natural é lento para dar início às mudanças dos seus hábitos de pensar e das suas técnicas de viver.



            “A Verdade revelada, a Verdade pessoalmente descoberta, é o supremo deleite da alma humana; é uma criação conjunta da mente material e do espírito residente. A salvação eterna para essa alma que discerne a Verdade e que ama a beleza, fica assegurada por aquela fome e sede de bondade, que levam esse mortal a desenvolver uma unicidade no propósito de fazer a vontade do Pai, de encontrar Deus e de tornar-se como Ele. Nunca há conflito entre o verdadeiro conhecimento e a Verdade. Pode haver conflito entre o conhecimento e as crenças humanas, crenças matizadas pelo preconceito, distorcidas pelo medo e dominadas pelo pavor de encarar os fatos novos de uma descoberta material ou do progresso espiritual.



            “A Verdade, contudo, nunca pode tornar-se uma posse do homem fora do exercício da fé. E isso é verdade porque os pensamentos, a sabedoria, a ética e os ideais do homem nunca se elevarão mais alto do que a sua fé, a sua esperança sublime. E toda essa fé verdadeira é baseada na reflexão profunda, na autocrítica sincera e na consciência moral descomprometida. A Fé é a inspiração da imaginação criativa impregnada pelo espírito.”



            Hoje, em momentos tão difíceis para o Brasil e para o mundo, onde a mentira construindo falsas narrativas parece estar empurrando a nação para o caos, estes ensinamentos de Jesus servem para nos armar de ferramentas de discernimento de falsas filosofias ou conteúdos científicos.



Publicado por Sióstio de Lapa em 11/11/2022 às 00h01
 
10/11/2022 00h01
ROGATIVA A NOSSA SENHORA

            Quando estamos em sérias dificuldades, quando nossa qualidade de vida, nossa dignidade e a própria vida é ameaçada, procuramos as autoridades constituídas no mundo material. Mas quando essas autoridades estão corrompidas, aliadas ao poder do mal, liberando iniquidades por todos os meios, nos sentimos subjugados, mas não derrotados.



            Sabemos que o mundo material é um campo de experiências onde nosso espírito vem para aprender a controlar os impulsos egoístas que reverberam na carne, na biologia. Quando sofremos ataques malignos com sutileza que ao longo do tempo perverte nossa capacidade de raciocínio e ficamos a mercê daqueles teleguiados pelo mal, ainda nos resta a instância transcendental superior, onde o reto juiz divino é incorruptível e que permitiu a Nossa Senhora Aparecida ser nossa padroeira e rainha. É neste contexto que nós devemos ter audiência através da oração com a nossa rainha, e pedir que ela intervenha para nos livrar da ameaça do comunismo, a ideologia declaradamente anticristã.



            Este é o objetivo de irmos às ruas, em grupos, para fazer essa rogativa a Nossa Rainha, como forma de partilhar a nossa angústia, comungar a nossa espiritualidade com os irmãos de fé que não foram contaminados pelas falsas narrativas promovidas pelo pai da mentira.



            Esta é a guerra de quinta geração que estamos envolvidos, onde a mentira construindo falsas narrativas destrói pessoas, reputações e civilizações. A destruição não visa mais o corpo físico da pessoa, mas a mente daqueles que não estão vigilantes, principalmente os mais jovens. Agora o inimigo transforma o seu alvo em seu colaborador, o suor do trabalho de cada pessoa e as riquezas de cada país, em munição para ele ampliar as iniquidades por todo o mundo, com a máscara da benevolência, até o ponto em que se torna viável a dominação global daquele que é frontalmente contrário os ensinamentos de Jesus, o Anticristo.



            Essa situação está prevista para acontecer no nosso mundo material, mas a Igreja do Cristo, mesmo contaminada pela “fumaça de Satanás” irá resistir ao maligno pelos membros que conseguem ver a verdade e conseguem separar o joio do trigo. Este pequeno grupo que se torna minoritário no mundo, no Brasil, a Terra de Santa Cruz, este grupo sofrerá um avivamento onde os poucos conseguem com a ajuda do Alto, tirar a venda trevosa dos olhos dos irmãos de bom coração, mas que estão sendo vítima da hipnose coletiva.



            Vamos nos posicionar estrategicamente para que nossa rogativa à Nossa Rainha Maria Aparecida, tenha bons reflexos no mundo espiritual e no mundo material. A forma mais direta de alcance para a Nossa Rainha Maria Aparecida é rezar o terço. O local mais apropriado é em frente ao quartel do exército, onde estão os homens que tem como missão defender a Pátria, das ameaças externas e internas. Esses homens foram educados dentro da disciplina militar e que já nos protegeram em passado recente da ameaça comunista.



            Nós, que entendemos dessa forma o enfrentamento que o momento exige, nos obrigamos ao posicionamento semelhante aos antigos Templários, que se transformaram na Ordem de Cristo em Portugal e que chegou ao Brasil com suas caravelas trazendo a cruz do Cristo e diversos jesuítas para catequizar o nosso povo autóctone.



            Seremos os novos membros da Ordem de Cristo, organização de inspiração monástica e disciplina militar, sob o comando local do Arcanjo Ismael, sob a liderança de Jesus, nosso governador planetário, sob o estandarte: Deus, Cristo e Caridade.



Publicado por Sióstio de Lapa em 10/11/2022 às 00h01
 
09/11/2022 00h01
NOVA COMPANHEIRA (SONHO)

            Tive um sonho há 48 horas que não consegui registrar de imediato. Mas achei muito significativo e vívido que tentarei registrar agora, sabendo que perderei muito do conteúdo pelo esquecimento. Porém a essência permanece em forma de bruma mnemônica.



            Uma mulher jovem, de bastante diferença de idade comigo, que tenho 70 anos, e ela em torno dos 20-30 anos, resolveu ser minha companheira. Ela tinha o mesmo nome da minha atual companheira que tem 42 anos. Ela sabia da minha dificuldade de, pela idade, proporcionar o sexo que a idade dela precisa e até exige. Ela sabia do meu paradigma de vida, de construir com prioridade a família universal, sem rejeitar a base da família nuclear e ampliada. Isso implica que o meu amor deve ter a característica da universalidade, sem condicionamentos de qualquer espécie e por isso deve ser livre, inclusivo, indo até a profundidade que a ética e limites da moralidade cristã permitir.



            Dessa forma, eu ficava a refletir... como falar com os pais da moça que ela iria seguir comigo, na forma de uma companheira, eu que poderia ser o avô dela? Sei que os pais conhecem minha personalidade, que sou pessoa associada ao bem, ao cristianismo tradicional conforme as lições de Jesus. Mas como esses pais irão permitir tamanho desvio da rota que imaginavam que sua filha iria seguir?



            Da mesma forma, outro conflito... como minha atual companheira receberia a notícia de que outra mulher, bem mais jovem que ela, com maior poder de atração sexual, iria se associar em nossa caminhada, nossas intimidades?



            Acredito que o sonho tenha sido uma mensagem do Pai mostrando a dificuldade de aplicar nos meus relacionamentos os conceitos que construí nos meus paradigmas como sendo a Sua vontade que eu quero realizar. Não senti na mensagem uma reprovação aquilo que estou idealizando e procurando realizar. Entendi como se fosse um teste para minha racionalização verificar a forma de atitude que deverei ter.



            No sonho eu não parti para resolver a questão com os principais interessados, os pais da moça e a minha atual companheira, mas o problema chegou até o meu nível de consciência em vigília. Posso iniciar, agora, essa racionalização sobre os elementos do sonho que têm um potencial de realidade.



            O primeiro passo que devo fazer é verificar se a Verdade não foi escondida. Principalmente para a moça que decidiu se consorciar comigo e com minhas diversas relações, interpessoais, profissionais e principalmente minha convicção espiritual que é o principal motor de minhas ações. O segundo passo é enfrentar o monstro do ciúme da minha atual companheira, pois mesmo sabendo que tudo isso um dia poderia acontecer, nutria firme esperança de viver sempre dentro de uma exclusividade do amor. O terceiro passo seria enfrentar o amor condicional que os pais têm pela filha, mostrando o aspecto benéfico da decisão dela pois vinha do coração, sem nenhuma forma de coerção, e que reforçaria os nossos laços de amizade e seria mais um tijolo no caminho da família universal.



            Estes seriam os passos que eu deveria realizar. Acredito que o Pai queria justamente checar como eu me comportaria em tal situação. Espero que eu tenha passado bem na Sua avaliação, e estou pronto para corrigir o meu rumo se Ele apontar algum desvio da Sua lei.



Publicado por Sióstio de Lapa em 09/11/2022 às 00h01
 
08/11/2022 00h01
JESUS, MEDO, DEPRESSÃO

            O Livro de Urântia registra nas páginas 1437-38, que quando Jesus andava nas montanhas da Ilha de Creta, Grécia, com seu pupilo indiano, Ganid, teve a oportunidade de uma longa conversa com um jovem que andava atemorizado e abatido. Não tendo conseguido encontrar consolo e coragem na relação com os seus semelhantes, esse jovem tinha ido buscar a solidão das colinas; tinha ele crescido com um sentimento de desamparo e inferioridade. Essas tendências naturais haviam sido intensificadas por inúmeras circunstâncias difíceis da sua vida.



            Jesus, colocando a mão suavemente em seu ombro, disse: Meu filho, para quem ama o seu semelhante é fácil perceber quando há um pedido de ajuda na expressão de desencorajamento e desespero no semblante. Assenta-te ao meu lado e eu te conto sobre os caminhos do serviço e as estradas da felicidade que conduzem, do sofrimento do ego, às alegrias das ações do amor, na fraternidade dos homens e no serviço do Deus que está no céu.



            Meu amigo, levanta-te! Fique de pé como deve uma pessoa ficar! Tu podes estar cercado de pequenos inimigos e estar sendo retardado por muito obstáculos, mas as coisas grandes e as coisas reais deste mundo e do universo estão ao teu lado. O sol levanta-se a cada manhã para saudar-te, exatamente como faz às pessoas mais poderosas e prósperas da Terra. Vê que tens um corpo físico doado por Deus para que o teu espírito possa operar neste mundo material. E, está claro, inútil é que fiques assentado aqui nas montanhas rememorando os infortúnios, reais ou imaginários. Entretanto, podias fazer grandes coisas com o teu corpo, se te apressasses a ir até onde as grandes coisas esperam para ser feitas. Tu estás tentando fugir do teu ego infeliz, mas isso não pode ser feito. Tu e os problemas da vida são reais; não podes escapar deles enquanto viveres. No entanto, pensa outra vez, tua mente é clara e capaz. O teu corpo tem uma mente inteligente a dirigi-lo. Põe a tua mente a trabalhar para resolver os problemas do corpo; ensine o teu intelecto a trabalhar para ti; recusa ser dominado, por mais tempo, pelo medo, como um irracional que não pensa. A tua mente deveria ser a tua aliada corajosa na solução dos teus problemas na vida, em vez de seres tu, como tens sido, uma pessoa escrava desprezível do medo e uma serva fiel da depressão e da derrota.



            O mais valioso de tudo, porém, o teu potencial de êxito real, é o espírito que vive dentro de ti e que irá estimular e inspirar a tua mente a controlar a si mesma e a ativar o teu corpo; basta que tu a liberes dos males do medo, capacitando assim a tua natureza espiritual a começar a tua libertação dos males da inação, por meio do poder da presença da fé viva. E então, imediatamente, essa fé vencerá o medo, pela presença premente de um novo e todo-dominante amor pelos teus semelhantes, que logo irá preencher a tua alma, até o extravasamento, mediante a consciência que nasceu no teu coração de que és uma pessoa filha de Deus.



            Nesse dia renascerás restabelecida como uma pessoa de fé, coragem e serviço devotado às pessoas, para a glória de Deus. E quando tu te tornares, assim, reajustada à vida dentro de ti, tornar-te-ás também reajustada ao universo; e terás nascida de novo – nascida em espírito – e, daí em diante, toda a tua vida irá transformar-se em uma única realização vitoriosa. Os problemas apenas te revigorarão; o desapontamento incentivar-te-á a ir à frente; as dificuldades desafiar-te-ão e os obstáculos irão estimular-te.



            Ficai de pé! Diz adeus a vida de terrores humilhantes e de covardia evasiva. Apressa-te de volta ao dever; e vive a tua vida na carne como uma pessoa filha de Deus, uma pessoa mortal dedicada ao enobrecedor serviço de um ente na Terra e destinado ao soberbo e eterno serviço de Deus na eternidade espiritual.



Publicado por Sióstio de Lapa em 08/11/2022 às 00h01



Página 5 de 798 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » «anterior próxima»


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr