Meu Diário
04/04/2021 00h01
GUERRA BIOLÓGICA

            Ao nos sentir dentro de uma pandemia virótica originada na China, como aconteceu em outros momentos, surge diversas interpretações para o fenômeno, e uma dela é a Guerra Biológica. Vejamos como isso surge na mídia e fazermos nossas reflexões.

A China acaba de ganhar a 3ª Guerra mundial com mentiras biológicas, um golpe econômico e mentiroso, destruiu todas as economias produtivas que negociavam com ela sem disparar um tiro. Parabéns para a estratégia moderna, suja e comum dos povos comunistas, usaram o capitalismo contra o próprio capitalismo, plantando mentiras e disseminando-as pela mídia da mesma laia. Passaremos meses tentando recuperar o estrago causado por esses monstros. Caíram direitinho na armadilha negociando com eles e criando dependências econômicas baseadas nas armadilhas da escala, vamos vender milhões de qualquer coisa para eles e enquanto isso escravizavam seu povo para produzir bens e serviços a preços aviltantes, foram enfraquecendo pacientemente a economia mundial, criando a dependência. Com a crise causada por eles, compraram bilhões em empresas mundiais, e podem estar muito perto do seu controle agora, viraremos escravos, assim como seu povo garantido os privilégios de uma elite comunista e voraz. Caso não tomemos atitudes e os isolemos para que vivam do seu jeito e não mais nos afetem com sua podre e escravagista economia onde uma casta se locupleta e um povo morre de fome e doenças, esse será nosso destino. Viva as inteligentes e modernas estratégias comunistas de destruição em massa, elas funcionam e muito bem.

César Bertonha.

            Essa narrativa pode se enquadrar melhor nas diversas teorias da conspiração que circulam na internet. Mas nossa atenção não deixa de ser atraída e tentar verificar a viabilidade dos informes. Afinal, observamos nos regimes comunistas uma ação predatória quanto aos povos que lhe são subjugados, a falta de liberdade, o jugo trabalhista, o desrespeito a dignidade humana. Não poderia ser inconcebível tal guerra biológica, desde que o poder mundial lhe caísse nas mãos. Mesmo sabendo de homens e mulheres na China que possuem uma dignidade ética acima desses interesses mesquinhos, porém podem estar subjugados pela hierarquia totalitarista que não tem nenhuma preocupação, nem sofrem nenhuma coerção na prática de tais crimes. Neste ponto da história, onde o capitalismo ético pode ser consumido por seus próprios limites morais, praticando o politicamente correto num mundo onde o aproveitamento malicioso das boas intenções é uma constante, somente a prática do cristianismo primitivo, sem as inclusões eclesiásticas do poder temporal romano, podem fazer o devido confronto, criando o Reino de Deus ao invés do Reino do Proletariado.


Publicado por Sióstio de Lapa em 04/04/2021 às 00h01
 
03/04/2021 00h01
SENTENÇA CONDENANDO CRISTO À MORTE

“Sentença pronunciada por Pôncio Pilatos, governador regente da alta Galileia, ordenando que Jesus de Nazareth sofrerá o suplício da Cruz.

No ano dezessete do império de Tibério César, no vigésimo quinto dia do mês de março, na Cidade Santa de Jerusalém, Anás Caifás sendo sacerdote e sacrificador do Povo

de Deus; Pôncio Pilatos, governador da baixa Galileia, assentado na cadeira presidencial do Pretório: Condena Jesus de Nazareth a morrer sobre uma cruz, entre dois ladrões, dando o grande e notório testemunho do povo:

1º — Jesus é sedutor;

2º — Ele é sedicioso;

3º — É inimigo da Lei;

4º — Se intitula falsamente Filho de Deus;

5º — Pretende ser Rei de Israel;

6º — Entrou no templo seguido de uma multidão que levava, em mãos, palmas.

Ordeno pelo primeiro centurião Quinto Cornélio, de conduzi-lo ao lugar do suplício. Proíbo a qualquer pessoa, seja pobre ou rica, a impedir a morte de Jesus.

As testemunhas que subscreveram a sentença contra Jesus são:

1º — Daniel Robani Fariseu.

2º — João Zorobatel;

3º — Rafael Robani;o 

4º — Capet Homem do Povo.

Jesus sairá da cidade de Jerusalém pela Porta Aruena”.

            Documento que apareceu publicado no Jornal de Francfort, número 115, de 26 de abril de 1839. Nesta sentença incisa em uma lâmina é expedita a cada tribo. 

            Esta sentença foi achada em um vaso antigo, de mármore branco, quando se faziam escavações na cidade de Aquila, no Reino de Nápoles, em 1280; e foi exposta pelo comissário das Artes, empregado na Armada Francesa.

            No tempo da expedição de Napoleão, ela estava na sacristia dos Certosinus, vizinha de Nápoles, guardada em uma caixinha de ébano. O vaso está na sacristia de Caserta.

            A tradição que se lê foi feita pelos membros da comissão das Artes. 

            Os certosinos mediante suas súplicas, obtiveram que esta lâmina não lhes fosse tomada, compensando com grandes sacrifícios que haviam feito pela Armada.

            Denon havia feito fabricar uma lâmina do mesmo modelo, sobre a qual fez inscrever a mesma sentença. Na venda do seu gabinete, esta foi comprada por Lord Howard, por 2.890 francos.

            Esta cópia foi tirada do nº 11, ano VIII, da Revista Internacional do Espiritismo.

            Documento coerente, as informações não agridem o conhecimento que nos é repassado pela academia e pela religião. 


Publicado por Sióstio de Lapa em 03/04/2021 às 00h01
 
02/04/2021 00h01
O RETRATO DE JESUS

 

            Foi encontrado no arquivo do Duque Cesarini, em Roma, a carta abaixo que reproduzimos. Onde se faz o retrato físico e moral de Jesus. Foi mandada de Jerusalém por Públio Lêntulo, então presidente da Judéia, a Tibério César, em Roma. Foi tirada da Revista Internacional do Espiritismo pelos autores do livro “Vida de Jesus ditada por Ele mesmo”. Vejamos e reflitamos...

“Sabendo que desejas conhecer quanto vou narrar, existindo nos nossos tempos um homem, o qual vive atualmente de grandes virtudes, chamado Jesus, que, pelo povo, é inculcado o profeta da verdade, e os seus discípulos dizem que é filho de Deus, criador do céu e da terra e de todas as coisas que nela se acham e que nela tenham estado; em verdade, ó César, cada dia se ouvem coisas maravilhosas desse Jesus: ressuscita os mortos, cura os enfermos, em uma só palavra — é um homem de justa estatura e é muito belo no aspecto, e há tanta majestade no rosto, que aqueles que o veem são forçados a amá-lo ou temê-lo. Tem os cabelos da cor da amêndoa bem madura, são distendidos até às orelhas, e das orelhas até às espáduas, são da cor da terra, porém mais reluzentes.

Tem no meio de sua fronte uma linha separando os cabelos, na forma em uso nos Nazarenos, o seu rosto é cheio, o aspecto é muito sereno, nenhuma ruga ou mancha se vê em sua face de uma cor moderada; o nariz e a boca são irrepreensíveis.

A barba é espessa, mas semelhante aos cabelos, não muito longa, mas separada pelo meio, seu olhar é muito afetuoso e grave; tem os olhos expressivos e claros, o que surpreende é que resplandecem no seu rosto como os raios do Sol, porém ninguém pode olhar fixo o seu semblante, porque quando resplende, apavora, e quando ameniza, chora; faz-se amar e é alegre com gravidade.

Diz-se que nunca ninguém o viu rir, mas, antes, chorar. Tem os braços e as mãos muito belos; na palestra, contenta muito, mas o faz raramente e, quando dele se aproxima, verifica-se que é muito modesto na presença e na pessoa. É o mais belo homem que se possa imaginar, muito semelhante à sua Mãe, a qual é de uma rara beleza, não se tendo, jamais, visto por estas partes uma mulher tão bela, porém, se a Majestade Tua, ó César, deseja vê-lo, como no aviso passado escreveste, dá-me ordens, que não faltarei de mandá-lo o mais depressa possível.

De letras, faz-se admirar de toda a cidade de Jerusalém; ele sabe todas as ciências e nunca estudou nada. Ele caminha descalço e sem coisa alguma na cabeça. Muitos se riem, vendo-o assim, porém em sua presença, falando com ele, tremem e admiram. Dizem que um tal homem nunca fora ouvido por estas partes. Em verdade, segundo me dizem os hebreus, não se ouviram, jamais, tais conselhos, de grande doutrina, como ensina este Jesus; muitos judeus o têm como Divino e muitos me quereriam, afirmando que é contra a lei de Tua Majestade; Eu sou grandemente molestado por estes malignos hebreus.

Diz-se que este Jesus nunca fez mal a quem quer que seja, mas, ao contrário, aqueles que o conhecem e com ele têm praticado, afirmam ter dele recebido grandes benefícios e saúde, porém à tua obediência estou prontíssimo, aquilo que Tua Majestade ordenar será cumprido.

Vale, da Majestade Tua, fidelíssimo e obrigadíssimo...

PÚBLIO LÊNTULO, presidente da Judéia.

Documento bem coerente com as circunstâncias físicas, geográficas, políticas e religiosas. Podemos dar o crédito, mesmo que seja fruto da imaginação de algum curioso de boas intenções.


Publicado por Sióstio de Lapa em 02/04/2021 às 00h01
 
01/04/2021 00h30
ORAÇÃO ABRIL 2021 

            Pai, o mundo está em crise, um vírus se espalha entre nós levando o temor, o afastamento social, o confronto com a fé. Sei da dimensão espiritual e material por onde transitamos, que a morte do corpo físico não significa o fim da nossa existência. Pelo contrário, a passagem do mundo material para o mundo espiritual, através da deterioração do corpo físico, nos leva para mais perto de Ti, teremos melhor clareza do ponto evolutivo que nos encontramos, e podemos fazer novas estratégias para voltar a Terra para um novo aprendizado espiritual. 

            Então, por que eu deveria ter medo dessa morte do corpo físico? Se a minha consciência já está capacitada para ir e vir dentro das duas dimensões da vida que me são propostas? Se já sei que Tu és o meu Pai, que está sempre comigo, me intuindo ensinando, protegendo? Não, Pai, o medo da morte do corpo físico já não me aflige tanto. Exemplo é a ânsia que tantas pessoas fazem pelo uso da vacina que dizem proteger as pessoas da contaminação pelo vírus. Fico calmamente esperando que chegue a minha vez de fazer isso, obedecendo os cuidados que nossos gestores administrativos devem ter conosco. 

            Porém, Pai, minha preocupação maior está em outro problema. A batalha espiritual que sempre está acontecendo na consciência humana, com o lado do Mal, das influencias do egoísmo sobre nossas consciências e a Tua vontade Pai, de criar o Teu Reino aqui no mundo material. Sei que já conquistei a cidadania espiritual seguindo as lições do Cristo que enviastes para nos ensinar. Agora resta contribuir com os irmãos que estão no mesmo nível evolutivo, para que o Teu reino seja criado dentro de nossas relações sociais.

            Sei que cada um de nós, consciente de nossa filiação divina, devemos seguir a Tua vontade, Pai e nos engajar nessa batalha espiritual conforme as conquistas que alcançamos no mundo material, conquistas acadêmicas, financeiras, políticas, etc. Todas essas conquistas, principalmente as financeiras, devo ter a consciência que são recursos Teus, Pai, que devo aplica-los conforme a Tua vontade.

            Por isso peço, Pai, sempre nas minhas conversas conTigo, que me dês coragem, sabedoria e inteligência rápida, para fazer a Tua vontade e não a minha. Também estou aprendendo que não irás me dar tudo que estou pedindo de forma direta, certamente irei conquistar tudo aquilo que peço instrumentalizando os recursos e problemas que colocas ao meu alcance. 

            O problema que enfrento agora, de me posicionar frente a batalha espiritual, com os recursos que conquistei, é um exemplo. Devo usar minha vontade alicerçada nas minhas boas intenções e ver a melhor forma de me engajar nessa batalha. Sinto que o momento está chegando, e rogo a Ti, Pai, que me livres das tentações de desviar do Teu caminho reto, seguindo o espírito que vivifica da lei ensinada pelo Mestre que nos enviastes, e não ficar preso à letra que mata.

            Que seja feita, Pai, a Tua vontade. É o que determina minha consciência.


Publicado por Sióstio de Lapa em 01/04/2021 às 00h30
 
31/03/2021 00h30
SALMOS 46:5 – FRAGOR DA BATALHA ESPIRITUAL

            “Deus nela está! Não será abalada! Deus vem em seu auxílio desde o romper da manhã... Salmo 46:5. Versículo da Bíblia Sagrada Online.”

            WARRIOR NUN (Guerreiro Agora), este é o título da nova série da Netflix, que aborda num ambiente católico a luta entre o Bem e o Mal.

            A batalha espiritual está se desenvolvendo. O mundo está em polvorosa. A mentira como a principal arma das trevas, embala a pandemia do Covid aterrorizando as comunidades do mundo, fazendo com que o medo leve a destruição da economia, o desespero pela sobrevivência, pela saúde que se torna ameaçada de morte. 

            Esta série, dirigida ao público juvenil, coloca a batalha espiritual num contexto materializado, onde as pessoas eclesiásticas assumem posições de guerreiros habilitados em artes marciais, que usam armas pesadas e que se defrontam com o demônio, que entra em algumas pessoas e as fazem agir com violência descabida. 

            Esse é um aspecto da batalha, o que chama mais atenção, que leva o crente a se envolver emocionalmente naquelas lutas coreografadas das artes marciais. Do lado do bem existe um elemento de força, um halo divino próprio dos anjos que pode ser absorvido por uma pessoa especial e que torna o lado do bem capaz de enfrentar o demônio em iguais condições de manipulação da matéria.

            Mas o que chama a atenção de forma interessante e sintonizada com o que acontece hoje ao nosso redor, na batalha espiritual na qual estamos inseridos, é que o adversário do Cristo encontra uma forma de lutar dentro das próprias estruturas da igreja. Na série se observa eclesiásticos de alto padrão na hierarquia da igreja, boicotando os esforços dos combatentes do mal, chegando até a assassiná-los, como acontece com a pessoa que portava o halo divino.

            Mas será que essa estratégia de batalha que é colocada na série também se desenvolve em nossa vida real? Como o demônio conseguiu penetrar em nossa igreja católica, a principal instituição religiosa responsável por levar a mensagem de Cristo a todo o mundo? E atacando principalmente o Brasil, que está determinado pelo mundo espiritual a ser a pátria do Evangelho e o coração do mundo, segundo as comunicações advindas da doutrina dos espíritos? E usando uma estratégia católica utilitária, uma campanha da fraternidade, livre de qualquer suspeita, criada numa cidade brasileira que leva o nome de Natal, no Rio Grande do Norte? Numa cidade que evoca o nascimento, o nome do Cristo, o nosso comandante supremo nessa batalha?!

            Eis o que se transformou a Campanha da Fraternidade dentro da igreja católica. O demônio conseguiu penetrar no pensamento de autoridades eclesiásticas e deixar que o pensamento da Teologia da Libertação prosperasse e desse todas as instruções para que as estratégias revolucionárias, que levam a guerra entre os irmãos, pudessem ser ensinadas e doutrinadas em todas as paróquias, com o aval do Conselho Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que não se preocupou em se debruçar sobre o documento.

            Felizmente, o Cristo tem seus soldados em todas as dimensões da vida material, principalmente em movimentos religiosos que levam o seu nome e os seus ensinamentos, para a construção do Reino de Deus, conforme a vontade do Pai. Um desses movimentos religiosos, o Centro Dom Bosco, altamente sintonizado com a fé católica, observa os erros que irão ser colocados em prática nesta atual campanha da Fraternidade de 2021 e faz o confronto com as reais lições que o Cristo nos deixou. Faz um apelo para que a CNBB corrija o erro evangélico que deixou ser implementado no seio da igreja católica brasileira e isso faz com que a maioria dos cristãos conscientes dos postulados do Cristo vejam esses erros e se posicionem ao lado dos dirigentes do Centro Dom Bosco.

            Este é o meu caso. Não estou dentro da igreja católica por ter outras convicções espirituais, mas isso não tira o meu respeito a esta igreja que, apesar dos erros monstruosos que fez no passado, continua sendo a principal instituição religiosa que leva o pensamento do Cristo ao redor do mundo. Como sou cristão, que fortaleci minha fé com os estudos da doutrina espírita, vejo com clareza o ataque do mal dentro da igreja católica e me posiciono como aliado do Centro Dom Bosco, contra essas influencias malignas que surgem a partir de pessoas com altos postos eclesiásticos, como acontece na série que inspirou este texto. 

            Sejamos todos nós, cristãos, guerreiros agora na batalha que está em curso, para enfrentar o inimigo, lutando ao lado de Cristo, mesmo que o inimigo, o demônio, esteja colocado dentro da igreja. Deus virá em nosso auxílio, desde o romper da manhã, dissipando as trevas que por enquanto nos cobrem.


Publicado por Sióstio de Lapa em 31/03/2021 às 00h30



Página 9 de 684 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr