Meu Diário
07/03/2020 00h06
EVITA O MALDIZENTE

Um velho mercador de Damasco, ao encontrar certa vez um de seus amigos, disse-lhe:

- Vejo-me forçado a evitar a tua companhia, porque ouvi hoje, ao sair para o trabalho, alguém insinuar torpezas a teu respeito.

Replicou o amigo, encarando-o muito sério:

- Já me ouviste maldizer de alguém?

- Não = confessou o damasceno surpreendido.

- Sendo assim - retorquiu-lhe o amigo com a mais natural segurança -, evita a companhia dos caluniadores que falam contra mim. Amanhã assacarão também calúnias e torpezas mais terríveis, talvez, contra ti.

Podemos comparar o caluniador à serpente venenosa e traiçoeira.

Conta uma lenda que os animais um dia interpelaram a serpente:

- O leão - alegaram eles -, atira-se contra a presa, mata-a e devora-a. Estraçalhada pelo lobo, a ovelha serve de alimento. O tigre, quando faminto, ataca o carneiro e arrasta-o para o seu covil. E tu, hedionda serpente, que fazes? Mordes e inoculas veneno. Ora, que proveito tiras da tua perversidade peçonhenta?

Respondeu a serpente, retorcendo-se esverdeada:

- Nada espero dos golpes venenosos que desfiro. Do mal que faço não tiro o menor proveito. E procedendo assim, traindo, envenenando, semeando a dor e a morte, não sou pior do que o caluniador.

Este é mais um texto que nos adverte. A lenda final se encontra em Tahanit, 8 a. A parte inicial do trecho é de Ibn Gabirol, o célebre moralista, poeta e filósofo medieval. Valiosas indicações sobre Ibn Gabirol o leitor poderá encontrar no livro Antologia judaica, de Carlos Ortiz e Jacó Guinsburg, São Paulo, 1948, p. 51 e s.s.

Colocando a serpente equipada ao caluniador, que não usufrui materialmente da sua peçonha, mostra que não podemos agir dessa forma e termos o maior cuidado com as pessoas que têm essa atitude. Hoje, com tanto fake news ao nosso redor, podemos imaginar cada ação dessa como o bote de uma serpente. Se sou testemunha de tal ato, devo me afastar dessa fonte de peçonha que poderá a qualquer momento me atingir.

Posso dizer com segurança que no Brasil atual, a pessoa mais atingida por essa peçonha é o presidente Bolsonaro. Desde que chegou ao poder, tentando desbaratar os efeitos nocivos da quadrilha que aparelhou nossas instituições com a moeda da corrupção como fator de cooptação, se tornou o alvo de todas essas serpentes. Muitos não têm o perfil de uma serpente, como o líder deles, analfabeto e prepotente, afirmava revoltado ser uma cascavel cuja cabeça não havia sido atingida. Mas seguem defendendo as serpentes, mostrando que mesmo sendo bons cidadãos podem lutar em favor do mal, devido ao veneno que entrou em suas veias racionais e não consegue elaborar uma crítica dos seus atos.

Felizmente somos a maioria que ainda não foi contaminada, que apoia o presidente e que deseja a limpeza moral da nossa nação. O problema é que ainda somos desorganizados e pouco engajados nessa luta tão necessária para transformar o nosso país no coração do mundo e a pátria do Evangelho.


Publicado por Sióstio de Lapa em 07/03/2020 às 00h06
 
06/03/2020 23h17
A CONTA DE EVA

Aos sábados realizavam os zaddikins interessantes reuniões que eram dedicadas aos comentários dos textos sagrados e ao estudo das alegorias e tradições israelitas. Um dia, quando a sala se achava repleta de discípulos e curiosos, o velho zaddik Isaac Lip, homem de grande cultura e invulgar vivacidade de espírito, tomou da palavra e narrou o seguinte:

- Naquele dia Adão chegou ao Paraíso depois da hora habitual e já ao declinar da tarde. Percebia-se em seu rosto sinais de fadiga; em seus olhos pesavam a inquietação e o temor. Intrigada com a estranha demora do esposo, Eva o interrogou um tanto maliciosa e um tanto abespinhada: “Onde estiveste, querido, todo esse tempo? Por que demoraste tanto para chegar?” Com palavras reticentes, meio gaguejantes, desculpou-se Adão e desfiou três ou quatro desculpas que, para um habitante do Éden, não pareciam das mais aceitáveis. Eva não insistiu. Aceitou as evasivas fraquíssimas do esposo e, para evitar discórdias inúteis, deixou-o em paz. Adão, sem mais palavras, deitou-se de bruços sobre o tapete macio da relva e dormiu. Dormiu pesadamente. Eva, sentada a seu lado e nada conformada com a indiferença do companheiro, pôs-se a contar em voz alta, numa obstinação maníaca: “Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove...”

Nesse ponto o eloquente zaddik fez ligeira pausa e interrogou, em tom malicioso, os ouvintes:

- Surge agora, meus prezados amigos, grave problema. Que estava a Mãe Eva contando, naquela tarde, enquanto Pai Adão dormia pesadamente sobre o chão aveludado do Paraíso?

Permaneceram todos em silêncio. O enigma parecia desafiar a imaginação dos mais cultos e dos mais brilhantes talmudistas. O orador insistiu, com ar finório, sem mudar de tom:

- Vamos, respondam. Que estava a Mãe Eva contando?

E como os zaddikins continuassem calados, o mestre do hassidismo, com um sorriso meio velhaco, explicou:

- A nossa boa Mãe Eva, com o cuidado que só o ciúme sabe inspirar, contava as costelas do Pai Adão a fim de apurar se faltava mais alguma.

Esta história, faz parte de uma passagem “hassídica”, encontrada em  Cf. Lewis Browne, op. cit., p. 492, no capítulo: “Doutrina e Histórias Hassídicas”. Mostra que o ciúme faz parte do nosso imaginário, que entra em qualquer tipo de história que tiver presente algum representante da espécie humana. É um empecilho à criação da família ampliada, e muito mais da família universal.


Publicado por Sióstio de Lapa em 06/03/2020 às 23h17
 
05/03/2020 00h03
FINALIDADE DO ROUBO

            Vi um vídeo do filósofo ....que me abriu os olhos, colocando com precisão onde está a maior nocividade de uma iniquidade praticada, tal como o roubo de uma nação. Reproduzo aqui para abrir os olhos de alquem que talvez ainda esteja com os seus fechados, tal como eu estava.

            Para que o PT roubou um trilhão de reais no Brasil? Para que ele desgraçou o Brasil? Foi só para comprar um sítio em Atibaia? Comprar um apartamentinho ou para gastar dinheiro em Miami ou Paris? Não! Foi para ajudar a fortalecer o movimento comunista no continente e o narcotráfico. O Foro de São Paulo e as Farc. Foi para ajudar regimes assassinos, genocidas, e os criminosos das Farc. Isto quer dizer o seguinte: a finalidade do roubo foi muito pior, muito mais imoral e muito mais criminosa do que o próprio roubo, ora!

            A mídia inteira e os isentistas em geral, quando começaram a “combater a corrupção”, falavam somente do roubo e ocultavam a finalidade. Não falavam em comunismo, não falavam em Farc, não falavam em Foro de São Paulo, ou seja, estavam acobertando a finalidade. Combatendo somente o roubo em si mesmo e ocultando a sua finalidade. Ou seja: é o princípio mais imoral do mundo. Onde você valoriza mais o dinheiro do que a vida humana. As Farc mataram mais de 30.000 pessoas. O regime cubano matou 100.000. o regime da Venezuela não sei quantos matou, e agora não sei quantos matou. Era isso que estava sendo financiado com o dinheiro roubado do nosso povo. E a mídia inteira e os isentões, os moralistas, não falaram que encobriram o crime maior e perseguiam apenas o crime menor. Por isso que estou dizendo: todo isentistas é um cúmplice do Foro de São Paulo, é um cúmplice das Farc, é um cúmplice do comunismo continental e mundial. Cúmplice de genocidas e assassinos. Isso é uma coisa de uma gravidade extrema. Vocês viram que tão logo o Bolsonaro foi empossado, a mídia inteira virou isentista, e ela condena os “ideólogos”.

            Confesso que fui teleguiado pela mídia, quando esta condenava o roubo, mas nada dizia sobre sua finalidade. Sim, sempre se imaginava, alguém dizia para onde ia o grosso desse roubo, além de locupletar os seus criminosos. Mas nunca foi dito com tanta clareza como esse simples vídeo do youtube. Por isso estou fazendo como milhares de brasileiros, deixo de ver televisão e a mídia tradicional e procuro encontrar fatos nas redes sociais. Pelo menos eu sei a tendência dos grupos que os publicam e dou o desconto. É melhor do que assistir veículos que se dizem isentos, alimentam falsas narrativas e nada fizeram para nos esclarecer no passado e agora chegam a denunciar como ideólogos aqueles que mostram suas fraquezas em detrimento da sociedade.


Publicado por Sióstio de Lapa em 05/03/2020 às 00h03
 
04/03/2020 00h03
CONSTATAÇÕES EVOLUTIVAS

            Vem um texto do Grupo Espírito e Saúde que mais uma vez abre oportunidade para refletirmos. Não percamos a oportunidade.

DOZE CONSTATAÇÕES EVOLUTIVAS

1 - O outro não existe para te agradar ou para te desagradar. O outro existe para te ensinar. Sempre.

2 - Ninguém é culpado pelo que você está sentindo. É você que opta pelos sentimentos que tens neste exato momento. Só você.

3 - A arte de viver sem expectativas, e sim com perspectiva, é a chave para não se frustrar.

4 - Cure em você o vício da necessidade de aprovação do outro. Só assim você poderá desfrutar da ousadia e da confiança natural em seu espírito, na sua essência.

5 - Você não tem controle de nada, por mais que acredite que tenha. Lembre-se, daqui a pouco a Terra irá reivindicar o seu corpo e deixarás esse planeta para ingressar numa nova fase de existência. Abra mão do controle, só assim terá domínio sobre si mesmo e sobre sua vida. Controle é um reflexo do medo, já o domínio é um reflexo do estado de ausência absoluta de tensão interna e de seu encontro com a paz.

6 - Não se deforme ou se descaracterize para tentar se "caber" no espaço apertado do pensamento que o outro tem em relação a você. Isso não vai dar certo. Quando você se deforma para agradar alguém, sua luz se apaga e é apenas você, quem fica no escuro se sentindo perdido.

7 - Não acredite no que os outros dizem para você, por mais romântico e poético que possa ser. O que importa são as atitudes e não as palavras.

8 - Abandone o orgulho e o delírio de acreditar que tudo vai ser como você quer, deseja ou necessita.

9 - Tudo é passageiro. De perto a vida é uma tragédia, de longe é uma comédia. Daqui algum tempo você vai rir de todos os dramas que criou. Pois tudo passa. Tudo.

10 - Você é responsável por tudo que está acontecendo em sua vida. Seus pensamentos e sentimentos predominantes irão formatar a sua realidade, quer você queira, quer não. Portanto, se quiser mudar a sua realidade, mude seus pensamentos e sentimentos.

11 - Carência emocional não é a necessidade de receber, e sim de se dar. Só você poderá suprir suas necessidades emocionais. Projetá-las em alguém é o mesmo que pedir para que alguém se alimente para saciar a sua fome.

12 - Viva com simplicidade e com mais realidade. Só assim, quem você realmente é, vai surgir de verdade. Ria mais e não leve tudo tão a sério. Afinal de contas, a essência da vida é se descobrir e desfrutar dessa maravilhosa aventura chamada evolução.

            Este é um bom roteiro para seguir. Quero destacar o número 7, pois ele constitui uma tentação, uma opinião de alguém sobre nós, para mudarmos nosso caminho. Se assim acontecer poderemos cair no número 6, nos descaracterizamos para seguir o pensamento do outro. Tudo que pode ser dito sobre nós, sobre a necessidade de mudarmos algum pensamento ou atitude, deve vir sempre como um conselho a ser refletido e não uma ordem a ser cumprida.


Publicado por Sióstio de Lapa em 04/03/2020 às 00h03
 
03/03/2020 00h02
ALMA EM BRISA

            Encontrei um poema nas redes sociais, pretensamente escrito por Mário de Andrade, dirigido a pessoas acima de 50 anos, portanto dirigido também para mim, que achei interessante reproduzir aqui e dividir com meus leitores da mesma faixa etária as nossas reflexões.

MINHA ALMA ESTÁ EM BRISA

 Mário de Andrade

Contei meus anos e descobri que tenho menos tempo para viver a partir daqui, do que o que eu vivi até agora. Eu me sinto como aquela criança que ganhou um pacote de doces; O primeiro comeu com prazer, mas quando percebeu que havia poucos, começou a saboreá-los profundamente. Já não tenho tempo para reuniões intermináveis ​​em que são discutidos estatutos, regras, procedimentos e regulamentos internos, sabendo que nada será alcançado. Não tenho mais tempo para apoiar pessoas absurdas que, apesar da idade cronológica, não cresceram. Meu tempo é muito curto para discutir títulos. Eu quero a essência, minha alma está com pressa ... Sem muitos doces no pacote ...

Quero viver ao lado de pessoas humanas, muito humanas. Que sabem rir dos seus erros. Que não ficam inchadas, com seus triunfos. Que não se consideram eleitos antes do tempo. Que não ficam longe de suas responsabilidades. Que defendem a dignidade humana. E querem andar do lado da verdade e da honestidade. O essencial é o que faz a vida valer a pena. Quero cercar-me de pessoas que sabem tocar os corações das pessoas.

Pessoas a quem os golpes da vida, ensinaram a crescer com toques suaves na alma

Sim ... Estou com pressa ... Estou com pressa para viver com a intensidade que só a maturidade pode dar. Eu pretendo não desperdiçar nenhum dos doces que eu tenha ou ganhe... Tenho certeza de que eles serão mais requintados do que os que comi até agora.

Meu objetivo é chegar ao fim satisfeito e em paz com meus entes queridos e com a minha consciência. Nós temos duas vidas e a segunda começa quando você percebe que você só tem uma...

            Belo desabafo com a percepção da finitude que se aproxima. Pena que o autor não tenha a percepção da vida eterna, como nós, espíritas, possuímos. Os doces que nesta atual vida já começam a escassear, sinaliza a volta a pátria espiritual, onde a vida real se processa. Voltarei para tentar corrigir os erros que cometi e não consegui resolver. Terei novamente meu pacote de doces completo. Irei ter novamente a oportunidade de saboreá-los, principalmente se os erros registrados na minha alma puderem ser superados.

            Ficarei perto de minhas responsabilidades, tentando cumprir a missão que o Pai me destinou, por isso não poderei me esquivar de reuniões para implantar diversos serviços, mesmo sabendo que irão ficar a cargo de pessoas que talvez não consigam colocar em prática. Saberei ter a humildade de reconhecer que dependo do próximo para a realização de minhas tarefas, que estamos todos conectados nesta grande teia da vida, mesmo que o ciúme, egoísmo e orgulho de muitos tentem desatar alguns nós de relacionamentos que o Pai nos proporciona. Mas isso faz parte de nossas deficiências, o Pai vê tudo e compreende e fica torcendo que nós absorvamos as lições do Cristo para nos livrarmos de tantas mazelas, e podermos todos caminharmos para a Luz, na harmonia da família universal onde todos estaremos incluídos, vivendo no Reino de Deus.


Publicado por Sióstio de Lapa em 03/03/2020 às 00h02



Página 25 de 622 « 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 » [«anterior] [próxima»]


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr